sexta-feira, 22 de novembro de 2013

SECRETÁRIO DO GOVERNO ALCKMIN, RODRIGO GARCIA, RECEBEU DOAÇÃO DE DENUNCIANTE DO CARTEL DA SIEMENS

O TREM da Corrupção e do CARTEL - SIEMENS - ALSTOM - BOMBARDIER...vai chegando cada vez mais perto da ESTAÇÃO PALÁCIO DOS BANDEIRANTES. 

O caso passou de denúncias e suspeitas relacionadas aos diretores do METRÔ e da CPTM e atingiu agora secretários do atual governo tucano, além de deputados, até um senador do PSDB. Na medida em que documentos são revelados fica mais evidente que a relação entre as referidas empresas e os governos de Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, nunca estiveram nos trilhos da correção e do interesse público.


22/11/2013
Ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer fez doações a secretário de Alckmin
JOSÉ ERNESTO CREDENDIO - 
MARIO CESAR CARVALHO - 
DE SÃO PAULO




O secretário de Desenvolvimento Econômico do governador Geraldo Alckmin (PSDB), Rodrigo Garcia (DEM), recebeu doações de R$ 1 mil em 2006 e R$ 2 mil em 2010 do ex-diretor de vendas da Siemens, Everton Rheinheimer, segundo registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).



Em 2006, Garcia era candidato a a deputado estadual; em 2010, a federal, cargo para o qual foi eleito e licenciou-se em maio de 2011 para ocupar a secretaria.

Em nota, a assessoria de Garcia diz que as doações foram feitas na forma de compra de convite para jantar.


O secretário diz ter visto o ex-diretor da Siemens nesses eventos, mas não manteve relações com ele depois. A venda a Rheinheimer foi feita por colaboradores da campanha, segundo Garcia. Um irmão do secretário, Marco Aurélio, é investigado pelo Ministério Público e pela Controladoria Geral do Município por suspeita de lavagem de dinheiro da máfia do ISS (Imposto sobre Serviços). Fiscais são acusados de cobrar propina para diminuir o valor do ISS a ser recolhido.

O nome de Marco Aurélio apareceu em dois episódios na apuração sobre os fiscais: 1) o imóvel usado pelo grupo foi alugado pelo empresário e emprestado a Ronilson Rodrigues, acusado de liderar o grupo de fiscais; 2) Marco Aurélio diz que vendeu um flat a Ronilson por R$ 1 milhão, mas a documentação permanece em seu nome porque fizeram contrato de gaveta.

Esse tipo de contrato é usado por quem não tem recursos legais para a compra ou quer esconder o imóvel. Rodrigo Garcia diz não ter relações comerciais com o irmão. Rheinheimer não foi localizado pela reportagem.

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS