domingo, 5 de janeiro de 2014

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO - A HIPÓCRITA PREGAÇÃO DE QUEM NÃO FEZ

EM CAMPANHA - OS ARTIGOS DE FHC NAS PÁGINAS DE O GLOBO SÃO VERDADEIRA CAMPANHA ELEITORAL ANTECIPADA. ELE ATACA O GOVERNO, ATACA O PT, E NÃO EXISTE DIREITO DE RESPOSTA.



O PRÍNCIPE da PRIVATARIA, em artigo publicado no jornal O Globo - 05/01 - faz mais um ataque ao governo do PT. Na sua incansável cruzada para tentar eleger um candidato tucano, fazendo assim com que o modelo neoliberal e massacrante dos direitos do trabalhador volte ao poder, FHC prega que tudo o que não fez quando no governo: Aumento da produtividade, inovações, programa de ampliação e renovação da infraestrutura e maior atenção à Educação e às suas condições de saúde, segurança e transporte, além da redução de impostos, seja feito pelo próximo presidente. FHC insiste em negar os avanços dos três governo do PT nos últimos 11 anos.

Curioso ver como um ex-presidente, que não colocou um dormente de trilho de trem quando no governo, que proibiu que se construísse ESCOLAS TÉCNICAS no Brasil, que teve como seu MINISTRO DA JUSTIÇA, o SENADOR RENAN CALHEIROS, fale assim, tão desavergonhadamente, que os outros precisam fazer, o que ele nunca fez.

Pior ainda é ver que FHC e por conseguinte a sua turma, estão aí prontinhos para dar o BOTE na Petrobras e nas outras empresas ESTATAIS que não conseguiram PRIVATIZAR.

A leitura do texto de FHC (Clique aqui) deve servir de alerta aos brasileiros. Eles querem voltar ao poder para fazer contra o povo e contra o Brasil, pior do que fizeram antes.

<<>>

7 comentários:

José Antônio disse...

Que o FHC fale essas coisas, não nos espanta.

Ela já mostrou o seu caráter ao comprar a reeleição sem o menor pudor.

Não foi por pouca coisa que FHC levou dois grandes sermões internacionais: um do Bill Clinton e outro, antológico, do entrevistador da BBC.

O que intriga, Bond, é ver essas viuvas do FHC se derretendo, ainda hoje, por todas as besteiras que diz.

Quando penso no FHC, tenho uma grande pena de D. Ruth Cardoso. O traste que essa mulher teve que suportar.

FHC morreu e não o avisaram.

lucia Ramos Moreira disse...

FILHO DE DITADOR GASTA EM UMA NOITE O DOBRO DA DÍVIDA COM O BRASIL QUE SERÁ PERDOADA POR DILMA
É assim que o Governo Dilma trata o nosso dinheiro – seu, meu, do seu vizinho: dando anistia para devedores ditadores e corruptos!
Alem de apoiar um ditador como alvo internacional de prisão por genocídio!

Quando Ali Bongo assumiu a presidência do Gabão, quatro anos atrás, a Embaixada dos EUA em Libreville reportou a Washington um roubo de R$ 84 milhões (€ 28 milhões) no Banco Central regional, que atende a oito países da África Central.
Os diplomatas americanos registraram em documento – disponível nos arquivos do WikiLeaks – a versão corrente na época: o ditador gabonês Omar e seu herdeiro Ali foram os beneficiários, e usaram parte dos recursos para financiar partidos políticos franceses, apoiando inclusive o então presidente da França, Nicolas Sarkozy.

A quantia roubada era equivalente a 5% do capital do banco. E dez vezes maior que o valor do perdão da dívida do Gabão com o Brasil proposto pela presidente Dilma Rousseff ao Senado.
O caso enfureceu governantes sócios dos Bongos no Banco dos Estados da África Central. Todos se sentiram roubados. A família Obiang, que governa a Guiné Equatorial, exigiu mudanças na direção e na forma de operação do banco.
Ontem, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo comemorou 34 anos no poder. Aos 71 anos de idade, ele é o mais antigo ditador africano em atividade.
Obiang comanda um país cuja riqueza subterrânea, em petróleo, contrasta com a plena miséria da superfície: sete de cada dez habitantes (600 mil) sobrevivem com renda inferior a US$ 2 por dia, segundo o Banco Mundial.
Apenas 44% da população da Guiné Equatorial têm acesso à água potável e a desnutrição impera entre 39% das crianças com menos de 5 anos. O presidente, no entanto, se destaca entre os oito governantes mais ricos do planeta, segundo a revista “Forbes”.
A Guiné Equatorial tem uma dívida de R$ 27 milhões (US$ 12 milhões) pendente há duas décadas com o Brasil. O governo Lula chegou a anunciar sua liquidação, com anistia, mas não concretizou. A presidente Dilma Rousseff decidiu renegociá-la com anistia.
No centro do interesse brasileiro estão petróleo e contratos de obras que fizeram o fluxo de comércio entre o Brasil e a Guiné Equatorial se multiplicar, saltando de US$ 3 milhões em 2003 para cerca de US$ 700 milhões no ano passado. Nesse período, o ditador Obiang tornou-se um “caro amigo” para o ex-presidente Lula. E personagem relevante aos olhos da presidente Dilma, para quem “o engajamento com a África tem um sentido estratégico”.
Auxílio a acusado de genocídio
Continua.......

lucia Ramos Moreira disse...

Continuação......

Para o clã Obiang, a anistia financeira do Brasil não tem qualquer significado, além de uma espécie de aval político a uma ditadura contestada na ONU e sob investigação em tribunais da Europa e dos Estados Unidos.
Para os Obiang, uma quantia de R$ 27 milhões (valor da dívida com o Brasil) é dinheiro de bolso. Teodorín, filho mais velho e virtual sucessor do ditador, gastou o dobro disso numa única noitada de compras na Christie’s, em Paris. Foi durante o leilão da extraordinária coleção de arte de Yves Saint Laurent e Pierre Bergé, em 2009 – informou o Departamento Antilavagem do Ministério das Finanças da França em relatório aos juízes parisienses Roger Le Loire e René Grouman.
Parte dos lotes que Teodorín arrematou incluía obras de Rodin, Degas e Monet. Elas foram apreendidas pela Justiça no final do ano passado. A polícia levou, também, peças de mobiliário avaliadas em R$ 117 milhões (US$ 52 milhões) e uma coleção de carros (sete Ferrari mais alguns Bentley, Bugatti Veyron, Porsche Carrera, Maybach Mercedes, Aston Martin, Maserati e Rolls-Royce).
O “tesouro”, como ficou registrado no boletim de ocorrência, estava em uma das residências do herdeiro Obiang em Paris – a mansão número 42 da avenida Foch (distrito 16), com 101 ambientes distribuídos em seis andares. Alguns dos veículos foram leiloados no mês passado.
No final do ano passado, a Justiça francesa mandou prender Teodorín por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele recorreu, mas a decisão foi mantida. No último carnaval esteve em Salvador, mas não foi preso: a polícia alegou que não sabia de sua presença na capital baiana e nem mesmo do pedido de prisão na França.
Com movimentos limitados também está Omar al-Bashir, 69 anos de idade, dos quais 24 no governo do Sudão. Ele foi condenado pelo Tribunal Penal Internacional, das Nações Unidas, por genocídio. Recorreu, mas a sentença foi confirmada no ano passado.
Bashir suprimiu os partidos políticos, censurou a imprensa e dissolveu o Parlamento. Autonomeou-se líder do Conselho Revolucionário para a Salvação Nacional, e também chefe de Estado, primeiro-ministro e chefe das Forças Armadas. É o ditador de um país cuja superfície é pobre, mas cujo subsolo tem promissoras reservas de petróleo.
O Sudão tem uma dívida de R$ 98 milhões (US$ 43,5 milhões) com o Brasil. O governo informou ao Senado que pretende perdoar 90% do total – ou seja, uma anistia de R$ 88,2 milhões (US$ 39,2 milhões).
Para Bashir, isso equivale a uma dádiva financeira e política. Ele é o primeiro presidente da República no exercício da função a se tornar o alvo de um mandado internacional de prisão por genocídio. O apoio do governo Dilma Rousseff foi, até agora, um dos raros gestos de solidariedade que recebeu neste ano.
Fonte: Politica na Rede / O Globo

lucia Ramos Moreira disse...

Mas os petistas só estão preocupados com FHC, Aécio Neves, Joaquim Barbosa..... , ou seja, qualquer um que possa tirá-los do poder.

ESCÓRIA!!!!!!

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia

de novo com essa notícia requentada ?

E gritando ?

José Antônio disse...

D. Lucia,

É política do PT presentear com Ferraris a todos os ditadores do mundo com o dinheiro do contribuinte brasileiro.

Satisfeita?

Espalhe pela Internet essa notícia. Ela terá tanta credibilidade quanto todas as demais notícias que a senhora anda repassando.

Sugiro, até, para maior diversidade, dê um pulinho no site do Professor Hariovaldo. Lá a senhora encontrará muito maior diversidade de notícias, anti-PT, para serem espalhadas.

Seus amigos lhe ficarão eternamente gratos.

Mas, por favor, pare de nos encher a paciência.

H.P. disse...

LULA O SÁBIO DISSE:
"Façam-se milhões e milhões na poupança". E assim foi feito dissipando a pobreza.

"...O total de milionários da poupança, segundo dados do Banco Central (BC), chegou a 10.145 pessoas em 2013. O número representa um crescimento de 160% em relação a junho de 2008, pouco antes da eclosão da crise financeira internacional, quando havia 3.914 pessoas com ao menos R$ 1 milhão aplicado na caderneta. Essa “ala vip" corresponde a apenas 0,01% do universo total de poupadores, em torno de 112 milhões de pessoas. Mas sua fortuna somada chegou a R$ 36,2 bilhões no fim de julho, fatia equivalente a 7% de todos os recursos dos brasileiros guardados na aplicação (oglobo.globo.com)...".

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS