quinta-feira, 28 de agosto de 2014

MARINA SILVA ELOGIA SEUS NEO-AMIGOS USINEIROS E ATACA SEU EX GRANDE COMPANHEIRO LULA

EX-MARINA - A CANDIDATA GENETICAMENTE MODIFICADA



Marina Silva não é mais contra os alimentos geneticamente modificados, e também não tem mais nenhuma restrição a que sua campanha receba financiamento da Indústria de ARMAS. Minha nossa, eu estou pasmo. Como alguém pode em tão pouco tempo ir assim mudando, SE MODIFICANDO, ao ponto de negar posições que até então defendia de forma até radical.

Se os USINEIROS estão surpresos e entusiasmados com a RECEPTIVIDADE de Marina Silva às suas propostas, o eleitor brasileiro está começando a se dar conta de que há algo de muito estranho nessa Marina Silva.  Ela já acenou para FHC, Serra...acaba de receber o aceno de... RENAN CALHEIROS. Desse jeito, logo estará conversando com Ronaldo Caiado.
======================================================================

Marina elogia usineiros e critica política do governo para o etanol



SERTÃOZINHO (SP) — A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, fez nesta quinta-feira um discurso para agradar os produtores de etanol, em palestra na Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética (Fenasucro), em Sertãozinho, interior de São Paulo. Cercada por usineiros, a presidenciável criticou a política adotada nos últimos anos pelos governos petistas para o setor.

Num tom político, Marina ainda destacou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez “apenas propaganda” em relação aos investimentos no setor, mas “depois relegou a produção do combustível”.



6 comentários:

Anônimo disse...

Se o PT recebe dinheiro dos bancos, a quem sempre atacou, qual o problema em Marina receber dinheiro de fabricantes de armas? Por acaso fabricar armas é uma atividade ilegal?

BONDeblog S. O. disse...

Sr. anônimo

Fabricar armas não é uma atividade ilegal, nem eu disse que é. Os BANCOS financiam campanha de todos os partidos. O ITAÚ está despejando dinheiro apenas na campanha de MARINA SILVA.

Aqui se trata de uma questão de coerência, entre o que MARINA diz e o que ela coloca em prática.

A candidata Marina Silva diz que: "FAZ NOVA POLÍTICA", condenando quem faz política velha.

Ela sempre condenou financiamento de campanha por parte de fabricantes de armas, bebidas e cigarros. Ora, se aceita ter como vice um candidato que votou contra o código florestal, e que recebe dinheiro de fabricantes de armas, qual é a "NOVA POLÍTICA" ?

José Antônio disse...


O que está mais me assustando na campanha da Marina Silva, entre diversas outras coisas, é a equipe que ela escolheu para assessorá-la na área econômica.

Parece que a equipe econômica de FHC foi dividida em duas: uma parte, chefiada por Armínio Fraga, assessora o candidato tucano, Aécio Neves.

A outra parte, chefiada por André Lara Resende, assessora a candidata Marina Silva.

Daí a promessa de, se eleita, promover a "independência" do Banco Central. Em outras palavras, deixar a raposa tomando conta do galinheiro.

Se não me falhe a memória, em 2010, o candidato José Serra deu uma resposta atravessada à jornalista Míriam Leitão, por essa ter insinuado uma futura independência do Banco Central.

Se alguém pudesse confirmar esse episódio com a Míriam Leitão, agradeceria.

Portanto, aquilo que nem o José Serra admitia, a Marina Silva, que de verde já apodreceu sem sequer ter amadurecido, alegremente propõe.

As equipes econômicas anunciadas pelos dois candidatos da oposição dão medo: arrocho salarial, desemprego, juros mais elevados, privatizações... e, por fim, a submissão ao FMI outra vez.



José Antônio disse...


Uma notícia boa:

Procurador-geral dá parecer favorável à revisão da Lei da Anistia

http://oglobo.globo.com/brasil/procurador-geral-da-parecer-favoravel-revisao-da-lei-da-anistia-13762881

Vincent van Blogh disse...


Marina Silva, se for eleita, assume em posição de fraqueza. Já dominada pelo setor financeiro, pelo agronegócio e pela imprensa.

Diogo Mainardi já declarou publicamente em artigo da Folha de S. Paulo que apoia Mariana até o dia 31 de dezembro. A partir da posse teríamos o festival de baixarias, já conhecido, contra a nova Presidenta.

Com a Presidenta "aprisionada", não demoraria muito para os setores mais reacionários começarem o "Fora Marina". Marina não tem a estrutura de um Lula, nem de uma Dilma para resistir a ataques deste tipo.

Sequer ela tem um partido e não contará com maioria na Câmara nem no Senado.

Como o vice da Marina é o Beto Albuquerque, de total confiança das elites, o gostinho de sangue estimulará os ataques contra a Presidenta, até a sua renúncia.

Com isso, sem disparar um só tiro, a direita assume TOTALMENTE o governo do Brasil. Da Presidência ao setor financeiro e agropecuário.

H.P. disse...

De instaurar investigação até continua-la, é um "Grand Canyon" a ser ultrapassado.

"...Janot instaura investigação sobre prestação de contas do PSB sobre utilização de jatinho que caiu com Campos
O MPE quer saber se uso do avião respeitava a legislação eleitoral. Um dos pedidos é para que o Comitê de Campanha do PSB apresente a documentos que comprovem a movimentação financeira para o uso da aeronave na campanha (cbn.globoradio.globo)...".

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS