quarta-feira, 29 de junho de 2016

O ENCONTRO SECRETO, VERGONHOSO E INEXPLICÁVEL DE MICHEL TEMER COM EDUARDO CUNHA


APÓS DESCOBERTO E DENUNCIADO PELAS REDES SOCIAIS, O ENCONTRO "SECRETO' ENTRE O PRESIDENTE PROVISÓRIO MICHEL TEMER E O DEFINITIVAMENTE AFASTADO EX-PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EDUARDO CUNHA, FOI, INICIALMENTE NEGADO POR AMBOS.

SEM SABER QUE O GOVERNO PROVISÓRIO SE RENDERA À DESCOBERTA DO FATO, EDUARDO CUNHA CONTINUOU MENTINDO, DIZENDO QUE O ENCONTRO NÃO TERIA OCORRIDO.

QUE PRESIDENTE DA REPÚBLICA É ESSE QUE RECEBE AS ESCONDIDAS NA CALADA DA NOITE UM AFASTADO DEPUTADO, RÉU EM DOIS PROCESSOS NO STF, E QUE SABIDAMENTE MANOBRA PARA TENTAR EVITAR PELOS MEIOS MAIS EXTREMADOS A SUA CASSAÇÃO ?
********************************************************************************
DO Jornal do Brasil
Temer não consegue nem governar sem conversar com Cunha, diz Dilma


O presidente interino Michel Temer (PMDB) teve um encontro secreto com o correligionário Eduardo Cunha neste domingo (26) no Palácio do Jaburu, para avaliar o cenário político. A presidente afastada Dilma Rousseff recorreu às redes sociais para se manifestar sobre a reunião entre peemedebistas: "O presidente interino não consegue nem governar sem conversar com o presidente suspenso da Câmara dos Deputados, que já foi denunciado pelo STF 2 vezes", escreveu Dilma.

O Palácio do Planalto confirmou o encontro, mas Cunha negou a reunião.
Cunha teria telefonado para Temer para pedir o encontro reservado, que foi aceito pelo presidente interino.

Ele já havia mandado um recado de que, se cair, levará junto 150 parlamentares que estariam comprometidos com o esquema de corrupção.

   REPERCUSSÃO NAS REDES SOCIAIS   

O ex-governador Tarso Genro comentou nas redes sociais que, "se Temer realmente recebeu Cunha no Palácio chegamos ao último grau de desmoralização da Republica".

O deputado federal Ivan Valente (Psol), por sua vez, escreveu: "Como disse Jucá: Temer é Cunha. Ou alguém tem dúvida de que ele age p/ salvar o cúmplice." "Temer adula Cunha porque sabe que se houver delação virá chumbo grosso. Governo Temer não resistirá à tamanha turbulência política."

Para o deputado federal Henrique Fontana, a reunião entre Temer e Cunha no Palácio enquanto Dilma é inocentada no caso das pedaladas fiscais são "motivos suficientes p/rejeitar impeachment e convocar plebiscito."

O ex-deputado estadual Robson Leite também comentou no Twitter: "Temer e Cunha reunidos para 'avaliar o cenário político'... Será que quem foi às ruas 'pelo fim da corrupção' acredita nessa tese?"

  IMPRENSA FINGE QUE NÃO HOUVE NADA  

A IMPRENSA GOLPISTA finge que não sabe que o tal encontro não ocorreu. E finge que não tem a dimensão do que significa essa subjugação do presidente provisório Temer, pelo seu aliado Eduardo Cunha.


Cadê os colunistas de O Globo com seus "furos" de reportagem ?

Nenhum comentário: