sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O ENGAVETADOR DA REPÚBLICA FEZ ESCOLA - DE GRANDIS É PROCESSADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO - "ARQUIVO MORTO DA ALSTOM"

O QUE SERÁ QUE LEVA TODOS OS CASOS DE DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO O PSDB, PARA A "GAVETA", ENQUANTO ACUSAÇÕES AO PT VÃO SEMPRE PARAR NA MÍDIA ?


Soa como uma afronta a nossa inteligência, a decisão da apuração interna do MPF em São Paulo, de "arquivar" o caso envolvendo o 
procurador da República Rodrigo de Grandis, assim como a afirmação do próprio Procurador, 
de que o fato de ter parado por três anos a apuração envolvendo as denúncias de CARTEL em São Paulo, não 'prejudicaram as investigações'.

Simplesmente, segundo o Procurador de Grandis, e seus pares do MPF-SP que lhe investigaram, ARQUIVAR em pasta errada um documento que pedia investigação do fato/denúncia de corrupção, não é grave, nem é motivo para nenhum tipo de punição. Vale ressaltar que a Suíça chegou a desistir da ação em decorrência da apuração não caminhar no Brasil, e do SILÊNCIO do Procurador de Grandis.

Felizmente, para reduzir um pouco a vergonha que esse fato encerra, 
agora de Grandis está sendo processado pelo 
Conselho Nacional do Ministério Público.

Órgão do Ministério Público abre processo contra procurador
FREDERICO VASCONCELOS - FLÁVIO FERREIRA - DE SÃO PAULO - 31/10/2014 

O CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) abriu processo disciplinar contra o procurador da República Rodrigo de Grandis por entender que há indícios de que ele descumpriu dever legal de sua função ao deixar parado por quase três anos um pedido de investigação da Suíça relativo ao caso Alstom.

O despacho do CNMP (órgão de controle externo do Ministério Público) aponta que ao final do caso Grandis pode receber a pena de censura, a segunda mais branda na lista de punições para procuradores e promotores.

A sindicância do CNMP teve desfecho diferente da apuração interna do Ministério Público Federal, que arquivou o caso em abril por entender que a conduta de Grandis não prejudicou as investigações e não houve falta funcional do procurador.

Em ordem de gravidade, as penas aplicáveis aos promotores e procuradores brasileiros são de advertência, censura, suspensão, demissão e cassação de aposentadoria.

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS