terça-feira, 14 de junho de 2016

CONSELHO DE ÉTICA APROVA CASSAÇÃO DE EDUARDO CUNHA

  11 X 9  


Após SETE MESES de POSTERGAÇÃO e MANOBRAS, a TROPA DE CHOQUE DO EX-PRESIDENTE DA CÂMARA, EDUARDO CUNHA FOI DERROTADA.

A PRESSÃO POPULAR acabou por fazer com que um MÍNIMO DE ÉTICA E DECÊNCIA tenha triunfado, comprovando que o deputado afastado está mesmo com o s dias contados. Será cassado no PLENÁRIO, e será PRESO em breve.

  A PIROTECNIA DE UM PILANTRA  

O DEPUTADO DOS CONFETES - Wladimir Costa SD/PA - ao ver que a Deputada Tia ERON votou com o relator, portanto, favorável à cassação de CUNHA, e que a FATURA ESTAVA CONSUMADA, deu uma guinada de 360 graus, e também votou pela cassação. O voto do indigente deputado, causou perplexidade em uns, risos em outros e raiva em membros da tropa de choque. Wladimir Costa mostra bem o tipo de ser humano que é: DESPREZÍVEL.

2 comentários:

Fabiano disse...

Gente e o esquema do Aécio ? Ninguém fala mais nada . Cuidado , se não ele ganha a eleição .

Trezentos de Esparta disse...

Ele [Sérgio Machado] diz que Luiz Carlos Mendonça assumiu a função de cuidar dos recursos depois da morte do ex-ministro das Comunicações Sérgio Motta, que negociava com os candidatos o apoio financeiro.

"Esses recursos ilícitos foram entregues em várias parcelas em espécie, por pessoas indicadas por Mendonça; que os recursos foram entregues aos próprios candidatos ou a seus interlocutores; que a maior parcela dos cerca de R$ 7 milhões de reais arrecadados à época foi destinada ao então deputado Aécio Neves, que recebeu R$ 1 milhão em dinheiro", detalhou Machado.

Segundo ele, Aécio recebia os valores "através de um amigo de Brasília que o ajudava nessa logística", mas não informou o nome da pessoa.

Sérgio Machado também corroborou outros depoimentos sobre Aécio em relação ao recebimento de propina de Furnas e disse que "parte do dinheiro para a eleição de Aécio para a Presidência da Câmara veio de Furnas", comandada à época por Dimas Toledo.

"Todos do PSDB sabiam que Furnas prestava grande apoio ao deputado Aécio Neves via o diretor Dimas Toledo, que era apadrinhado por ele durante o governo Fernando Henrique Cardoso e Dimas Toledo contribuiu com parte dos recursos para a eleição da bancada da Câmara à época", disse Machado, em sua delação.

No depoimento, Machado disse que o acordo foi costurado sem aval do ex-presidente. "Que o presidente Fernando Henrique Cardoso não queria que o PSDB disputasse a presidência da Câmara porque tinha medo de fissuras na sua base politica. Que contra a vontade do presidente Fernando Henrique foram feitas diversas reuniões na casa do depoente [para fechar o acordo]", completou.
-

Sérgio Machado em delação premiada

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/06/1781941-propinas-bancaram-eleicao-de-aecio-a-presidencia-da-camara-diz-machado.shtml

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

PSDB - UM PARTIDO DE COVARDES E CONIVENTES COM A PREVARICAÇÃO

NÃO SÓ DE CORRUPTOS E ACUSADOS DE CORRUPÇÃO, MUITO MAIS DO QUE ISSO, O PSDB É UM PARTIDO DE POLÍTICOS COVARDES, OPORTUNISTAS (MURISTAS...