quinta-feira, 17 de março de 2016

JUIZ SÉRGIO MORO COLOCA FOGO NO PAÍS. TV GLOBO AJUDA A CRIAR AMBIENTE DE REVOLTA

CONSEQUÊNCIAS IMPREVISÍVEIS
A atitude do JUIZ Sérgio Moro, de suspender o sigilo da OPERAÇÃO LAVA JATO logo assim que viu se confirmar a nomeação do ex-presidente Lula como Ministro do governo Dilma, liberando para a IMPRENSA - GLOBO - áudios de uma conversa entre a presidente e o ex-presidente, não se encaixa naquilo que se espera de um JUIZ, que é ter sobriedade e agir para preservar a LEI e a ORDEM, não se movimentando no sentido de jogar GASOLINA na FOGUEIRA política-institucional em que o país já se encontra.

Se LULA agora tem FORO PRIVILEGIADO, (NOVES FORA A CONVENIÊNCIA POLÍTICA OU OS LIMITES ÉTICOS DE TER SIDO NOMEADO MINISTRO), sob o ponto de vista jurídico, ele será investigado e possivelmente julgado pelo STF. 

Se a presidente DILMA pensou ou tentou conceder esse cargo de forma irregular, se ela tentou prevenir uma prisão de Lula ainda no dia de hoje, também ao STF caberá analisar.

Assim, ao JUIZ SÉRGIO MORO, competia apenas nesse momento, repassar todo o material que tem para o SUPREMO, sem agir da forma intempestiva, que DEIXA uma FORTE MARCA de que ele se excede, extrapola a sua função de juiz de primeira instância, e passa a ser aquele que sem LIMITES, da LEI ou do BOM SENSO, busca JUSTIÇAR e não fazer JUSTIÇA.

Não é por aí que se deve caminhar. O RESPEITO À LEI É IMPERATIVO, CONDIÇÃO ABSOLUTA PARA SE RESOLVER AS QUESTÕES DE ORDEM POLÍTICA OU JUDICIAL.

Se ocorrerem desdobramentos que descambem para atos violentos, o juiz do PARANÁ será um dos grandes responsáveis por isso. Se movimentos de JULGAMENTOS PRECIPITADOS forem levados a cabo, ou pior, algum ato mais GRAVE contra a LEI, ordem pública, normalidade democrática, ou contra a integridade física de alguém que está no CENTRO dos acontecimentos ocorrer, boa parte dessa conta será posta nas costas do JUIZ MORO.

*******************************************************************************
A POSIÇÃO DO GOVERNO
Quarta-feira, 16 de março de 2016 às 20:39   (Última atualização: 16/03/2016 às 20:41:19)

Nota à imprensa

Nota OficialTendo em vista a divulgação pública de diálogo mantido entre a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cumpre esclarecer que:
1 – O ex-presidente Lula foi nomeado no dia de hoje ministro-chefe da Casa Civil, em ato já publicado no Diário Oficial e publicamente anunciado em entrevista coletiva;
2 – A cerimônia de posse do novo ministro está marcada para amanhã (17) às 10 horas, no Palácio do Planalto, em ato conjunto quando tomarão posse os novos ministros Eugênio Aragão, ministro da Justiça; Mauro Lopes, Secretaria de Aviação Civil; e Jaques Wagner, ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República;
3 – Uma vez que o novo ministro, Luiz Inácio Lula da Silva, não sabia ainda se compareceria à cerimônia de posse coletiva, a Presidenta da República encaminhou para sua assinatura o devido termo de posse. Este só seria utilizado caso confirmada a ausência do ministro.
4 – Assim, em que pese o teor republicano da conversa, repudia com veemência sua divulgação que afronta direitos e garantias da Presidência da República.
5 – Todas as medidas judiciais e administrativas cabíveis serão adotadas para a reparação da flagrante violação da lei e da Constituição da República, cometida pelo juiz autor do vazamento.
Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
16/03/16 21:05
Fuso horário de Brasília

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS