sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

MERVAL PEREIRA "SIFU" ! TINHA UMA PEDRA NO CAMINHO DO IMPEACHMENT

O MAIS TUCANO DOS JORNALISTAS


Na manhã de 5a. feira, dia 17 de dezembro, quem leu no Jornal O Globo a coluna de MERVAL PEREIRA, encontrou sob o título "CAMINHO LIVRE", a comemoração não disfarçada, embutida no texto de responsabilidade do imortal, autor de 1 LIVRO e MEIO. 

Para MERVAL, o relatório do Ministro FACHIN - que seria aprovado quase que por unanimidade, pelos demais MINISTROS do STF, não só Facilitava o caminho para o impeachment de DILMA, como afastava qualquer possibilidade  de o processo até aqui ser ROTULADO de Golpe.

TRECHO - Caminho Livre

Por Merval Pereira - 17/12/2015

"O dia de ontem adicionou dois dados fundamentais ao caminho do impeachment da presidente Dilma, o relatório do ministro Luiz Edson Fachin, que deve ser aprovado quase que por unanimidade hoje, e o rebaixamento da avaliação do Brasil pela agência de risco Fitch. O STF está dando a chancela democrática e legal ao instituto do impeachment, o que transforma em reles artifício do debate político a acusação de que se trata de um golpe."

(ABRE PARÊNTESES)

COMO SE VÊ, Merval Pereira tem ainda, a visão TACANHA de um dócil CAPACHO do CAPITAL INTERNACIONAL, e dá, as agências de classificação de risco, ANTROS DE FAVORECIMENTO DO RENTISMO E DA AGIOTAGEM, importância tamanha que, o rebaixamento da nota de crédito do Brasil, ADICIONA FUNDAMENTO AO CAMINHO DO IMPEACHMENT.


(FECHA PARÊNTESES)

MAS. como dissemos no título, TINHA UMA PEDRA NO CAMINHO DO IMPEACHMENT, e nessa PEDRA - VOTO DIVERGENTE apresentado pelo Ministro ROBERTO BARROSO, tropeçou o RELATÓRIO do Ministro Fachin, tropeçou o GOLPISMO de CUNHA e sua PATOTA de PAUS-MANDADO, e tropeçou e quebrou a CARA, o jornalista MERVAL PEREIRA.

TRECHO - PEDRAS NO CAMINHO
POR MERVAL PEREIRA - 18/12/2015 08:01

"As decisões que o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) tomou ontem trazem um alívio momentâneo para a presidente Dilma, que vê aumentarem suas chances políticas de barrar o processo de impeachment, que, mantido o parecer do relator Edson Fachin, estaria muito facilitado. O STF colocou, sem dúvida, pedras no caminho do impeachment, que parecia livre. Mas também retirou a possibilidade de o processo ser acusado de golpista".

MERVAL PEDREIRA, digo, PEREIRA, não gostou do resultado, e achou um absurdo o STF, de forma esmagadora, ter DERRUBADO a MANOBRA de Eduardo Cunha, chegando a classificar a decisão como INTERVENÇÃO na CÂMARA DOS DEPUTADOS. É o comum de Merval. 

Já que estamos falando de PEDRAS, vamos encerrar a matéria com CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, este sim um IMORTAL escritor de muitos e belos livros.


No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra

Carlos Drummond de AndradeFONTE:http://pensador.uol.com.br/havia_uma_pedra_no_meio_do_caminho/

5 comentários:

Carabajal disse...

Ao decidir sobre o rito, o Supremo Tribunal Federal legitimou o processo de impeachment da presidente Dilma.
Ou seja: impeachment não é golpe.
É o fim do discurso governista.
Impeachment é democracia!
Impeachment é justiça!

BONDeblog S. O. disse...

O IMPEACHMENT DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA é matéria da Constituição Federal.

Por si só, obviamente que não se caracteriza GOLPE.

No presente caso, o GOLPE é pedir IMPEACHMENT sem motivo que o justifique, sem crime de responsabilidade por parte da presidente.

O STF por enquanto, só foi "provocado' a se manifestar sobre o RITO, e o fez, derrubando as manobras oportunistas do ajuntamento de golpistas aliados de CUNHA e TEMER.

VERÍAMOS LÁ NA FRENTE, se este CIRCO DOS HORRORES dessa oposição irresponsável continuasse, o que não vai ocorrer, pois ainda na CÂMARA ele será rejeitado, que o STF anularia o impeachment da presidente, visto que a base jurídica/legal para isso não existe.

São coisas diferentes, senhor ou senhora. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Trezentos de Esparta disse...

Quando derrotados nas urnas brigam entre si para ocupar o lugar do legítimo representante escolhido pelo povo, chama-se de... G O L P E.

Trezentos de Esparta disse...


Eu já tinha percebido a torcida do Merval.

Comentarista político que mistura análise com torcida não é uma boa recomendação.

Jorge BORGES NETO disse...

Dose é ver empregado com mais cara de bunda e decepcionado- talvez mais que o próprio patrão - como os inefáveis Bonner e Merval nos "seus" respectivos veículos de (des)informação.
Interessante que os tais nunca sabem (ou querem ver) que o dia deles levarem o ponta pé no traseiro pode estar próximo, como todo e qualquer empregado.
SEM DÓ !!!!

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

PSDB - UM PARTIDO DE COVARDES E CONIVENTES COM A PREVARICAÇÃO

NÃO SÓ DE CORRUPTOS E ACUSADOS DE CORRUPÇÃO, MUITO MAIS DO QUE ISSO, O PSDB É UM PARTIDO DE POLÍTICOS COVARDES, OPORTUNISTAS (MURISTAS...