quarta-feira, 25 de novembro de 2015

SENADOR DELCÍDIO AMARAL (PT/MS) E BANQUEIRO ANDRÉ ESTEVES (BTG/PACTUAL) SÃO PRESOS POR ORDEM DO STF

ACUSADOS DE TENTAR COMPRAR O SILÊNCIO DE NESTOR CERVERÓ











Por certo que o Ministro Teori Zavascki não expediria uma ORDEM DE PRISÃO contra o Senador, se não tivesse absoluta certeza de que DELCÍDIO AMARAL atuava de forma a tentar atrapalhar as investigações, e pior, a planejar a fuga de Nestor Cerveró. O que se espera agora é que o ÁUDIO / GRAVAÇÃO contendo as denúncias seja liberado para o conhecimento da opinião pública. Espera também, o cidadão, que a JUSTIÇA prossiga cumprindo com a sua obrigação, e que a CELERIDADE seja estendida a todos os casos de corrupção, que dependem de apuração e julgamento, alcançando a todos os personagens acusados.


PF prende senador Delcídio do Amaral e banqueiro André Esteves

Parlamentar é acusado de tentar atrapalhar as investigações da Lava Jato

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) foi preso na manhã desta quarta-feira (25/11) pela Polícia Federal. Também foram realizadas buscas e apreensões no gabinete do senador, no Congresso. Além de Delcídio, a Polícia Federal prendeu o banqueiro André Esteves, do banco BTG Pactual, o chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira. Há ainda mandado de prisão contra o advogado Edson Ribeiro, que defendeu Nestor Ceveró, ex-diretor da área Internacional da Petrobras. As prisões de Delcídio e de Ribeiro são preventivas, que é quando não há data determinada para terminar. As demais são temporárias, com data de validade por cinco dias prorrogáveis por mais cinco.

A prisão foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, que apontou o oferecimento de vantagem como por exemplo uma mesada de R$ 50 mil para a família de Cerveró para que ele não fechasse acordo de delação premiada ou, se o fizesse, não citasse o parlamentar. Segundo Teori Zavaski, há áudios transcritos em poder das autoridades nos quais o senador oferece o dinheiro para a família de Nestor Cerveró. O áudio foi gravado pelo filho de Cerveró, Bernardo Cerveró. 

Zavascki leu em sessão do tribunal o relatório da Procuradoria Geral da República que serviu de base aos pedidos de prisão. De acordo com Zavascki, o relatório afirma que os valores prometidos a Cerveró seriam repassados à família do ex-diretor da Petrobras por meio de um contrato fictício entre o advogado Edson Ribeiro e o BTG Pactual, do banqueiro André Esteves.


LEIA +


Senado decidirá se Delcídio do Amaral continuará preso

Renan Calheiros convoca reunião com líderes. STF tem 24 horas para enviar autos


Um comentário:

Trezentos de Esparta disse...


Acho que o Delcídio não tem como se explicar.

E o André Esteves também não.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS