sexta-feira, 4 de setembro de 2015

QUEM SE IMPORTA ?



A imagem mostra uma criança de no máximo dois anos de idade, vestindo bermuda azul, camiseta vermelha e sapatos pretos encharcados, seu rosto pousado contra a areia das praias de Bodrum, na Turquia 

O menino era provavelmente um dos cerca de 12 refugiados sírios que morreram afogados após seus botes afundarem próximo à península de Bodrum -- um balneário com resorts de luxo frequentados por praticantes de mergulho -- numa tentativa de chegar à ilha de Kos, na Grécia.

Pelo menos uma mulher e cinco crianças estavam entre as vítimas da travessia fracassada. Segundo o governo grego, eles fugiam do Estado Islâmico na Síria.

Fonte: UOL

QUEM SE IMPORTA ?

Eu passei o dia com essa imagem na cabeça. Passei o dia pensando se deveria publicar um post e com ele trazer para o BLOG essa imagem, "chocante".

Resolvi publicar, pensando que não posso contribuir, sob a desculpa de não querer "chocar", para que tudo seja logo esquecido, como página virada ou rolada.

Não adianta eu fingir que não vi. Eu vi, me incomodei, me importei.

03/09/15 19:46
Fuso horário de Brasília

4 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, Bond
Só agora estou melhor pois hoje fui a um psicanalista... é... o mundo abala nosso emocional e uma boa conversa e sadia com alguém competente, alivia muito... ainda que não resolva o problema do mundo...
Até pra orar com confiança e esperança num mundo melhor eu preciso de paz interior... não tá dando pra ter...
Não tem com viver indiferente a tanta crueldade no mundo... e a foto do menino ficou impregnada em mim.... lembrei-me dos netinhos amados...
Santo Deus, estamos vivendo uma guerra mundial ainda que à 'distância' geográfica apenas...
Abraço fraternal

Trezentos de Esparta disse...


Compartilho com o blogueiro e com a comentarista acima a tristeza e a indignação que os acometeram ao verem a foto símbolo de uma tragédia que até então parecia ocorrer sem que a opinião pública ocidental dela tomasse conhecimento.

É tudo muito triste. Mais triste ainda é a indignação seletiva desta opinião pública.

Já acompanho este blog há algum tempo e tenho a certeza de que não é o caso do blogueiro, o qual já demonstrou sua sensibilidade com a dor dos outros, dos "diferentes", independentemente de cor, raça ou religião. Certamente também não parece ser o caso da comentarista.

Mas acompanhem o meu raciocínio e me digam se estou errado.

O menino da foto é branco, está bem vestido, de sapatos, parece bem alimentado, é, em resumo, um menino que em muito se assemelha a um filho de nossa sociedade ocidental, branca e afluente. O sentimento de empatia é imediato.

Pergunto-me qual seria a reação caso o menino da foto fosse preto, desnutrido, estivesse descalço e quase nu, apenas coberto por uns trapos imundos?

Não! Esse hipotético menino não se parece com um de nossos filhos. Esse hipotético menino, entretanto, é o que mais tem aparecido em situações, igualmente dramáticas, nos telejornais, mas poucos o veem. Talvez por estar quase nu, muitos acreditem se encontrar vestido com o manto da invisibilidade, pois ninguém o vê.

Alguém lembra de já ter visto esse hipotético menino nos telejornais? Uma vez? Duas vezes? Três, quatro, mais?

Espero que, ao menos pelo efeito de identificação que esta triste foto provoca, que ela mexa nas consciências de tantos que estão indiferentes ao drama de tantos deslocados pelas guerras ou pela fome. No mundo e, também aqui no Brasil, país de imigrantes e de fartura.

Não faz muito tempo assistimos horrorizados à maneira como um trabalhador imigrante haitiano foi agredido em sua dignidade por um energúmeno fantasiado de policial.

Quanto sofrimento este imigrante sofreu para preferir largar seu país natal e procurar a sorte, enfrentando o desconhecido, enfrentando traficantes de seres humanos, até chegar aqui ao Brasil, terra que, em outros tempos, generosamente acolheu tantos outros imigrantes? O que justifica esse ódio? O que justifica essa seletividade?




BONDeblog S. O. disse...

ROSELIA, BOM DIA.

Desejo que você se restabeleça e fique BEM. As dores do mundo não tem fronteiras, e nós, precisamos estar INTEIROS para fazer a nossa parte no sentido de colaborar para um MUNDO, onde JUSTIÇA e SOLIDARIEDADE estejam por toda a parte.

Um abraço

BONDeblog S. O. disse...

TREZENTOS

Não é o nosso caso, e o amigo nos faz JUSTIÇA em seu comentário, mas, de fato, você tem razão...existe uma "COMOÇÃO" seletiva. Até para aqueles que são vítimas de violência urbana no Rio de Janeiro, assistimos isso. Se a vítima é um cidadão pobre que morreu baleado dentro de um ônibus na BAIXADA, DIREITO a uma notinha, se a vítima é um mulher rica e de família "TRADICIONAL", EDITORIAIS e DESTAQUE NO JORNAL DAS OITO.

Um abraço

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

PSDB - UM PARTIDO DE COVARDES E CONIVENTES COM A PREVARICAÇÃO

NÃO SÓ DE CORRUPTOS E ACUSADOS DE CORRUPÇÃO, MUITO MAIS DO QUE ISSO, O PSDB É UM PARTIDO DE POLÍTICOS COVARDES, OPORTUNISTAS (MURISTAS...