terça-feira, 21 de julho de 2015

EDUARDO CUNHA INVESTE CONTRA O JUIZ SÉRGIO MORO - QUAL CABEÇA VAI ROLAR ?

E PARA QUEM A IMPRENSA GOLPISTA TORCE ?
21/07/15 01:00 - Fuso horário de Brasília - Atualizada em 21/07/2015 - 07:30

Minha Bola de Cristal não me decepcionou. A imagem - montagem - que ilustra a presente matéria, já estava prontinha faz tempo. Algo me dizia que os DOIS HERÓIS da direita reacionária; da ELITE BOLORENTA e da Imprensa Golpista e Mentirosa, iam bater de frente.

Até aqui MORO ferrou peixes grandes do empresariado, mas, sem autonomia para jogar sua rede sobre políticos GRAÚDOS, embora, até colaborou para que deputados sem maior peso caíssem em desgraça, ele não tinha ainda enfrentado alguém CAPAZ de colocar a sua FORÇA ACUSATÓRIA em TESTE.

Mas, quis o destino, que a delação de CAMARGO atingisse em CHEIO o DEPUTADO CUNHA, e que o PETARDO viesse através de um DEPOIMENTO prestado ao JUIZ MORO, gravado em VÍDEO e divulgado para o "MUNDO".

CUNHA JÁ FOI BATER À PORTA DO STF, e o que ele quer, em PETIÇÃO PROTOCOLADA por seus ADVOGADOS, é simplesmente a DESMORALIZAÇÃO do JUIZ SERGIO MORO.

Se o STF acatar o que CUNHA reivindica - ANULAÇÃO do DEPOIMENTO DE JÚLIO CAMARGO, e remessa ao STF de tudo o que o juiz possa ter contra CUNHA lá no PARANÁ...Moro e seus homens da LEI, estarão desmoralizados. 

Já se o STF não acatar o que CUNHA PEDE ..., em agosto pode marcar a REUNIÃO para eleger novo presidente da CÂMARA DOS DEPUTADOS. 


Ao STF, Cunha questiona Moro e pede anulação de provas
MÁRCIO FALCÃO - DE BRASÍLIA



A defesa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentou nesta segunda-feira (20) uma reclamação ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra atos praticados pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação do esquema de corrupção da Petrobras.

Na ação, a defesa pede uma liminar (decisão provisória) para que o processo que corre na Justiça Federal do Paraná sobre suposta corrupção na contratação de navio sonda pela Petrobras seja suspenso na Justiça no Paraná e enviado ao STF.

Os advogados requerem ainda que, no mérito do caso, o STF determine a anulação de eventuais provas produzidas contra o peemedebista sob a condução de Moro. A medida teria efeito, por exemplo, no depoimento do consultor Júlio Camargo, que o acusou de receber US$ 5 milhões em propina.

O argumento do presidente da Câmara é de que o juiz feriu competência do Supremo ao investiga-lo, sendo que a Constituição garante que deputados só pode ser alvo de apuração no STF.

Os advogados dizem que Sérgio Moro induziu o lobista a implicar Cunha no caso.



Um comentário:

Trezentos de Esparta disse...


Os ataques de Cunha contra Moro e contra Janot podem ter outras consequências, pouco abordadas pelos comentaristas políticos.

Como se sabe nenhum desses dois (o Moro mais que o Janot) morre de amores pelo PT e pela Presidenta Dilma. Muitas das ações atropelando princípios básicos da legislação executados pelo primeiro, têm encontrado alguns protestos que até agora, se não fizeram Moro recuar de suas ações intimidatórias aos empreiteiros, ao menos impediram que o tabuleiro constitucional fosse totalmente lançado pelos ares.

Os ataques desferidos contra Moro e Janot por parte de Eduardo Cunha podem faze-los acreditar que eles se encontram no caminho certo, uma vez que sofrem críticas da situação e da "oposição" simultaneamente. Ambos podem vir a ser tentados a mostrar que não estão, como acusa Cunha, em conluio com o Governo. Daí para aumentarem a truculência em seus atos é um passo muito curto.

Os ataques proferidos por Cunha que, unanimemente parecem atos de desespero, podem ser muito mais do que isso. Cunha é um macaco velho na política e não daria tantos tiros no pé se não estivesse enxergando algumas jogadas adiante.

A aguardar as próximas movimentações das peças.


EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS