sábado, 30 de maio de 2015

VIOLÊNCIA / MEDO / INSEGURANÇA - CARIOCAS VIVEM COM A "FACA NO PEITO E NO PESCOÇO.."

MAIS DOIS CASOS DE ESFAQUEAMENTO ocorreram hoje na cidade do Rio de Janeiro. Um jovem estudante foi esfaqueado dentro de um TREM da SUPERVIA, entre as estações de QUINTINO e PIEDADE. Ele precisou ser operado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Zona Norte, e as informações dão conta de que seu quadro é estável, com prognóstico de recuperação em breve.

Um outro estudante foi atacado no CENTRO da Cidade - região da LAPA - logo cedo ao deixar o trabalho. Ele foi perseguido por dois homens - que lhe assaltaram e esfaquearam. O jovem sofreu ferimentos leves na BARRIGA e no PESCOÇO.

Como se vê, ir à ESCOLA, ou voltar para casa após um dia / noite de trabalho, é uma atividade de risco no Rio de Janeiro. A CIDADE, que dentro de UM ANO vai SEDIAR as OLIMPÍADAS, atravessa um momento muito RUIM na questão de SEGURANÇA PÚBLICA.

Nossas autoridades parecem perdidas, e a POLÍCIA incapaz de agir PREVENTIVAMENTE.

Uma ampla ação na área SOCIAL, atacando o problema dos menores e dos moradores de rua se faz NECESSÁRIA. É preciso salvar essas pessoas do sub-mundo em que vivem, destroçadas pelas DROGAS  e pelo ABANDONO. É preciso trabalhar muito para que eles não continuem a se destruir e a destruir sonhos e vidas de outras pessoas.

Como é que podemos pensar em OLIMPÍADAS, se estamos todos nos sentindo ACUADOS e com a FACA encostada em nosso peito ?

ESTUDANTE É ESFAQUEADO DENTRO DE TREM

Um comentário:

Trezentos de Esparta disse...


E dizer que tudo começou, ainda na época ditadura, com uma declaração "inocente" da Polícia carioca que passava a autorizar aos motoristas, para a segurança destes e por incompetência daquela, a não mais pararem nos sinais vermelho tarde da noite.

Naturalmente, a Polícia se encontrava sem meios de combater o crime, já que todo o seu efetivo estava voltado para o combate a professores, estudantes e trabalhadores em geral.

A responsabilidade, entretanto, não cabe apenas à Polícia. A declaração liberando os motoristas era respaldada pela Secretaria de Segurança e, o caldo social provocado pela maciça migração de populações desassistidas no interior com destino às grandes metrópoles era estimulado pela intenção irresponsável e perversa do governo ditatorial em manter arrochados os salários dos trabalhadores.

Daí para frente o processo de insegurança do cidadão cresceu, cada dia um pouquinho mais, feito bola de neve.

Reverter o quadro demandará diversas gerações, já que as crianças, na época, que deveriam estar na escola, já se formaram e já possuem pós graduação na Escola do crime. Muitos deles com filhos e netos que talvez, agora, possam, os menores dentre eles, serem salvos dessa massacrante engrenagem. Isso se a nossa sociedade tomar consciência de que realmente essas crianças necessitam serem salvas.

Do contrário, tudo ainda pode piorar cada vez mais.



EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS