sexta-feira, 13 de março de 2015

#SUIÇALÃO E O AGORA FERNANDA MANO ? VOCÊ E SUA FAMÍLIA TEM MESMO R$ 9 MILHÕES EM CONTA SECRETA NO HSBC DA SUÍÇA ?

SUIÇALÃO + TRENSALÃO 

MILITANTE TUCANA QUE "ATACA" CORRUPTOS E O GOVERNO DILMA, SERIA BENEFICIÁRIA DE CONTA SECRETA NO HBCS. DINHEIRO SERIA ORIUNDO DE PROPINA RECEBIDA PELO PAI NO CASO DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO MEMBROS DO GOVERNO TUCANO EM SÃO PAULO.

PELO QUE DIZEM O JORNAL O GLOBO, e a matéria do site do PT, a acusação é grave. A Sra. Fernanda Mano, porém, parece que preferiu apagar seu PERFIL no FACEBOOK, e não se defender e ou negar o fato. Respeitando o sagrado direito de defesa, e a tese de que todos são inocentes até se prove o contrário, o espaço deve ser garantido para ela e a família se defenderem.

Arte-Folha.com


Conta da família de ex-diretor do Metrô de São Paulo, envolvido no Trensalão, soma US$ 3,032 milhões

12/03/2015 


Fernanda Mano de Almeida mantém um firme discurso de combate à corrupção por meio de suas redes sociais. Crítica severa do governo Dilma Rousseff e simpatizante do PSDB, conforme demonstram suas publicações, Fernanda adota outro tipo de postura longe do mundo virtual.

Ela é uma das beneficiárias da conta secreta do pai, Paulo Celso Mano Moreira da Silva, ex-diretor do Metrô de São Paulo na gestão de José Serra, no HSBC em Genebra, Suíça.

Segundo o jornal “O Globo“, a conta foi aberta em 1997, época em que fora assinado contrato com a multinacional francesa Alstom, denunciada por envolvimento no escândalo do Trensalão Tucano, que desviou milhões em reais de recursos do governo de São Paulo.

O acordo, feito sem licitação, contou com a assinatura do também ex-diretor do Metrô, Ademir Venâncio de Araújo, para aquisição de um sistema de sinalização e controle da linha Norte-Sul (Vermelha).

Para fechar o negócio, os funcionários da estatal recorreram a um termo aditivo feito sobre um contrato firmado oito anos antes. Atualmente, Paulo Celso é acusado de impropriedade administrativa pelo Ministério Público do Estado.

Além de Fernanda, a filha mais nova do ex-diretor do Metrô, Mariana Mano Moreira da Silva, e a esposa, já falecida, também são descritas como beneficiárias da conta na suíça.

Durante a campanha derrotada de Aécio Neves à Presidência da República, Fernanda foi militante do partido. Em fevereiro de 2014, ela postou uma imagem no perfil pessoal do Facebook contra a corrupção no Brasil, onde dizia ter vergonha dos políticos do País.

O saldo, na somatória das contas secretas de todos os integrantes da família Moreira da Silva em Genebra, chega a US$ 3,032 milhões. Algo em torno dos R$ 9 milhões.

Procurada pela reportagem da Agência PT de Notícias, Fernanda não foi localizada até a publicação desta reportagem. Mais tarde, ela retirou seu perfil do Facebook.

Da Redação da Agência PT de Notícias

6 comentários:

José Assis disse...

‪#‎MomentoMemória‬ "Após frustrar irremediavelmente a generosa expectativa da nação, resta a Fernando Henrique uma única atitude: reconhecer o estado de ingovernabilidade do país e propor ao Congresso uma emenda constitucional convocando eleições presidenciais para outubro, dando um desfecho racional ao seu segundo e melancólico mandato, que terminou antes mesmo de começar."

Tarso Genro, em 25 de janeiro de 1999, na Folha, pregando o "fora FHC" 24 dias depois da posse no segundo mandato.

Era golpe?

José Antônio disse...

Para o comentarista acima:

Golpe foi o que FHC cometeu ao comprar os votos necessários para reformar a Constituição de 1988, de modo a permitir a reeleição de governantes, com entrada em vigor imediatamente. Portanto, em benefício próprio.

Ou seja, mudar as regras do jogo durante a partida, é golpe.

Reações aos golpes não podem ser consideradas golpes.

E eu tenho vergonha é dos políticos tucanos e dos que os apoiam acriticamente.

José Antônio disse...


Vergonha é o falso moralismo de quem está mais sujo do que pau de galinheiro e que fica apontando o dedo para os outros para esconder a própria sujeira.

Mais do que vergonha: ASCO!

BONDeblog S. O. disse...

Sr Assis

Veja a diferença.

Primeiro, Tarso Genro não se escondeu em pseudos movimentos ou grupelhos. Ele colocou a cara e fez uma provocação política, propondo ao então Presidente FHC que ele mesmo, enviasse ao Congresso uma emenda constitucional convocando eleições presidenciais para outubro de 1999.

Segundo, FHC havia conseguido um segundo MANDATO de forma ILEGÍTIMA, pois como todos sabem e eu e o senhor também, a sua REELEIÇÃO foi comprada.

Dilma não, ela foi reeleita de forma legítima.

José Assis disse...

Há controvérsias se Dilma foi eleita legitimamente. Seu financiamento de campanha está sob suspeita. Se comprovada a origem ilícita, era será impichada. Há também denúncias de fraude nas eleições. Seja como for, a situação de Dilma, embora parecida, é mais grave do que a de FHC na época. O que eu quis dizer é que se não foi golpe pedir o afastamento de FHC em 1999, também não podemos chamar de golpe pedir o impeachment da Dilma em 2015, até porque o impeachment é um instrumento previsto na lei. Golpes são movimentos fora da lei.

BONDeblog S. O. disse...

Senhor ASSIS

Vou dizer uma coisa para o senhor: É muito difícil um "golpe", passar por mim, despercebido. Golpistas, eu conheço de longe, por força das minhas profissões.

Não há nenhuma controvérsia sobre a LEGITIMIDADE DA ELEIÇÃO DE DILMA ROUSSEFF.

Principalmente em relação ao atual MANDATO, não há nenhum questionamento.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS