domingo, 15 de março de 2015

MOVIMENTO DOS GOLPISTAS SOFRE RACHA !


ACUSAÇÕES VÃO DE "FROUXIDÃO" E COVARDIA, INCLUINDO O PSDB, ATÉ DIVERGÊNCIA QUANTO A INCLUSÃO DO PEDIDO DE IMPEACHMENT.

COM LIDERANÇAS DESSE "NAIPE", ENTRE GENTE RAIVOSA, REACIONÁRIA, GOLPISTA, COM AVERSÃO PELA DEMOCRACIA, E AINDA POR CIMA RIDÍCULOS COM FANTASIA DE HERÓI AMERICANO, ESSES MOVIMENTOS CONTRA O GOVERNO TEM SE CARACTERIZADO POR FIASCOS MEMORÁVEIS.

NÃO SABEM O QUE REIVINDICAR, NÃO SABEM ATUAR POLITICAMENTE DE FORMA CRÍTICA, PORÉM EQUILIBRADA, E ACIMA DE TUDO NÃO TEM UM MÍNIMO DE COERÊNCIA. FALAM QUE SÃO CONTRA A CORRUPÇÃO E OS CORRUPTOS, MAS SE SUSTENTAM NO PSDB DE AÉCIO E ANASTASIA, FHC E SERRA.

Idealizadores de ato contra Dilma trocam acusações
DANIELA LIMA / FOLHA DE SÃO PAULO
15/03/2015

Dois dos maiores grupos de mobilização pelo ato deste domingo (15) contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) chegam às vésperas da manifestação afastados e trocando críticas indiretas nas redes sociais.

A divergência entre o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua se tornou pública nos últimos dias, com acusações veladas de "frouxidão" e "desserviço" às mobilizações da oposição em vídeos publicados na internet.

O MBL é formado majoritariamente por jovens entre 20 e 30 anos, defensores de uma cartilha liberal na economia e do impeachment da presidente Dilma. O Vem Pra Rua é mais moderado. Seus principais integrantes são empresários, a maioria do seu público tem entre 35 e 40 anos, e o grupo ainda não faz defesa aberta do impeachment.

A desunião em torno da defesa do impedimento da presidente e o apoio do PSDB aos atos anti-Dilma se tornou ponto central do desentendimento dos grupos. Dirigente do MBL, Renan Henrique Ferreira Santos, 31, publicou um vídeo no Facebook com ataques velados ao Vem Pra Rua.

"O PSDB manteve-se, enquanto oposição, como um partido covarde", afirmou Renan, para dizer em seguida que a sigla se tem medo de defender o impeachment.

...O PSDB vem de novo com aquela covardia dele (...) e alguns grupos ligados ao PSDB também vem trazer esse medo, esse tipo de postura frouxa", continuou.

A resposta veio dias depois, num vídeo postado por Rogerio Chequer, empresário que é uma espécie de porta-voz do Vem Pra Rua.

Sem citar o MBL, ele afirmou que "tem visto alguns posts [mensagens na internet] e vídeos sobre comentários de que o Vem Pra Rua é aparelhado pelo PSDB".

O afastamento dos dois grupos preocupa os principais entusiastas dos protestos, que veem na divergência entre o MBL e o Vem Pra Rua uma chance para desmobilizar as passeatas contra o governo petista.


Nota do Blog: Texto resumido

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS