sábado, 17 de janeiro de 2015

FUZILADO NA INDONÉSIA O BRASILEIRO MARCO ARCHER - BARBÁRIE E QUEBRA DE RELAÇÕES

Está consumado !

A INDONÉSIA, através de canais oficiais do governo, (Tony Spontana, porta-voz da Procuradoria-Geral do país ) confirmou que o brasileiro MARCO ARCHER foi executado por Fuzilamento à 0h30 de domingo (18/01) pelo horário da Indonésia, e que corresponde à 15:30 de sábado no horário oficial de Brasília.

A EXECUÇÃO ocorreu no complexo de prisões de Nusakambangan, em Cilacap, a 400 km da capital Jacarta.

Apesar dos esforços do governo brasileiro, dos apelos das mais diversas fontes no Brasil e exterior, o governo da INDONÉSIA preferiu RADICALIZAR ao não valorizar uma boa relação diplomática com o Brasil e outros países cujos cidadãos condenados pelo mesmo crime também foram executados. 

É certo que o tráfico de DROGAS é um crime GRAVE e merece PUNIÇÃO SEVERA, o que não inclui a PENA DE MORTE, pois essa PUNIÇÃO extrapola os limites da civilização e do respeito à vida. 

Marco Archer já havia cumprido 11 ANOS DE CADEIA EM REGIME FECHADO, longe de seu país e familiares, portanto, PENA MAIS DO QUE SUFICIENTE. Se extraditado para o Brasil, ficaria mais algum tempo preso, completando o "castigo" pelo crime cometido.

Lamentavelmente a INDONÉSIA preferiu enveredar pelo caminho de PUNIR UM ERRO, cometendo outro ERRO ainda de maior gravidade.

5 comentários:

José Antônio disse...

Indonésia, Irã, EUA, Cuba, Guatemala, Suriname, China, Iraque, Arábia Saudita, Jamaica, Belarus, Japão, Taiwan, Malásia, Singapura, Vietnã, Afeganistão, Jamaica, Botswana, Gâmbia... etc. são países selvagens, que ainda praticam a pena de morte em pleno século XXI.

Trata-se de uma lista parcial, e também já um pouco antiga.

As informações retirei do site "France Diplomatie:

http://www.diplomatie.gouv.fr/es/asuntos-globales/derechos-humanos/pena-de-muerte-2734/la-pena-de-muerte-en-el-mundo/

Os casos da Indonésia e dos EUA, entretanto, são emblemáticos, pois são considerados, por certos setores, como duas grandes democracias. "Exemplos" para o mundo civilizado.

BONDeblog S. O. disse...

José

Bom dia

Uma vergonha que estes países ainda adotem essa prática medieval.

José Antônio disse...


Eu também sou Marco Archer.

Qual a diferença entre os fundamentalistas que atacaram e puniram com a pena de morte diversos jornalistas que, "segundo a lei divina", blasfemaram contra seu símbolo religioso e o governo da Indonésia que também puniu com a pena de morte um brasileiro por ter praticado um ato delituoso, "segundo a lei do país"?


BONDeblog S. O. disse...

A INDONÉSIA está reagindo às críticas e pedindo "respeito" por suas Leis. Eles acham que a PENA DE MORTE vai desestimular o tráfico de DROGAS por lá.

Pois bem, eu não respeito a decisão deles, critico, e digo sem medo de errar que PENA DE MORTE não desestimula ninguém de cometer crime algum. Se assim fosse, em países onde ela existe, oficial ou ilegalmente, ou seja, em quase o MUNDO TODO, não veríamos a onda de violência e crimes que assistimos.

Anônimo disse...

Chamam o Àecio de drogado mas defendem traficante.

Isso é que é ser PETRALHA!

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS