quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

ILDO SAUER - EX-DIRETOR DA PETROBRAS AFIRMA QUE NUNCA SOUBE DE ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA EMPPRESA


Ex-diretor de Gás e Energia da Petrobras diz que nunca soube de propina

O ex-diretor de Gás e Energia da Petrobras Ildo Sauer disse nesta quarta-feira que nunca soube de esquema de propina na estatal. “Nunca ouvi falar isso. Até porque a minha diretoria, à época, não teve nenhuma obra realizada”, afirmou a jornalistas em entrevista antes da reunião da CPMI da Petrobras.

A reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga irregularidades na Petrobras foi aberta e encerrada logo em seguida pelo vice-presidente, senador Gim (PTB-DF), por causa da Ordem do Dia do Congresso Nacional para tentar analisar o projeto que altera o cálculo do superavit primário deste ano (PLN 36/14). 

Sauer entregou para Gim uma nota técnica de 36 páginas com explicações sobre a aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. “Não vejo até hoje nada de errado nos documentos”, afirmou. Segundo ele, a decisão de comprar a refinaria pela documentação recebida pelas diretorias “parece razoável”.

O ex-diretor falou durante uma reunião informal convocada por parlamentares da oposição, no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado.

Ildo Sauer disse que sua demissão em 2007 não foi por não aceitar participar do esquema de propina delatado pelo ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. “Prefiro não pensar isso assim, manifestei notórias divergências [às políticas do governo]”.

Sauer disse que não assumiu a diretoria de Gás e Energia por indicação política, mas porque foi um dos responsáveis por elaborar os três planos de governo na área de energia apresentados pelo então candidato Luiz Inácio Lula da Silva, em 1994, 1998 e 2002. “Não me sinto apadrinhado em nada. Eu era membro do staff de energia”, afirmou.

OUTRA FONTE

Cancelado depoimento de Ildo Sauer na CPI Mista da Petrobras
Da Redação | 03/12/2014, 16h33 

Devido à sessão do Congresso para a votação de projetos e vetos presidenciais — em andamento no Plenário da Câmara — a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista da Petrobras cancelou o depoimento do diretor de Gás e Energia da Petrobras no período de 2003 a 2007, Ildo Sauer, que estava previsto para a tarde desta quarta-feira (3).

Com a suspensão do depoimento, a CPI Mista da Petrobras não terá mais reuniões administrativas nem para ouvir depoentes.O relator, deputado Marco Maia (PT-RS) anunciou que vai apresentar seu relatório na próxima quarta-feira (10), para viabilizar a votação final no dia 17. Ele afirmou que não há mais tempo hábil para novos depoimentos ou providências administrativas.

Sauer

A expectativa era de que Ildo Sauer explicasse, nesta quarta-feira, por que o também ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa citou a diretoria de Sauer como participante do esquema de corrupção instalado na companhia. Foram apresentadosquatro requerimentos à comissão de inquérito pedindo o depoimento de Ildo Sauer. Um deles de autoria do líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), que citou entrevista dada pelo ex-diretor à Agência Estado

À reportagem, Sauer declara que o Tribunal de Contas da União (TCU) errou ao responsabilizar igualmente todos os diretores da Petrobras no caso da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Ildo Sauer disse ainda que a relação entre o TCU e a Petrobras nunca foi "suave" e que o relatório do órgão sobre o negócio passou longe de ser técnico. A compra da refinaria é um dos quatro eixos de investigação da CPI Mista. O Tribunal de Contas da União aponta prejuízo de US$ 792 milhões no negócio.

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS