terça-feira, 18 de novembro de 2014

MERVAL PEREIRA SONHA COM TERCEIRO TURNO E ELEIÇÃO DE AÉCIO NEVES !

A QUE PONTO CHEGOU O MAIS TUCANO DOS JORNALISTAS ! JORNALISTA ????


Em sua coluna de hoje - 18/11/2014 - para o Jornal O Globo (No momento em que escrevo ainda não está disponível no jornal online), o jornalista ?? Merval Pereira aponta várias possibilidades para o impeachment da Presidente Dilma Rousseff.

Num exercício irresponsável de "se", e de devaneios inconsequentes, o jornalista ?? Merval Pereira formula as mais diversas hipóteses de como Dilma pode ser enredada no escândalo da Petrobras, e ter o cargo para o qual foi eleita e reeleita, SURRUPIADO. Para não ficar muito mais feio, Merval faz questão de ressaltar a legalidade do possível GOLPE, que ele chama de impeachment, visto que procura fundamentar o fato em erros cometidos pela presidente e que justificariam a adoção de tal medida pelo Congresso. Segundo Merval, nada de golpe militar (ao menos por enquanto não é mesmo ?)

Não havendo até aqui nada que possa vincular, nem mesmo de longe a presidente Dilma com atos ilícitos, falar em seu impedimento, é muito mais do que PRECIPITAÇÃO, e se caracteriza sim como GOLPISMO, que meia dúzia de gatos pingados pedem nas ruas de São Paulo, além de membros da oposição (grande parte deles com seus nomes envolvidos em outros escândalos) pedem em discursos hipócritas no Senado, e alguns  jornais e jornalistas ?? como Merval, pedem em suas colunas.

O grande sonho de Merval parece mesmo ser o de outra eleição para presidente da República,  isso aí por volta de 90 dias após Dilma ter sido cassada, e claro, com Aécio Neves eleito. Merval talvez se contente apenas que ela seja "DECAPITADA", escapando MICHEL TEMER, seu vice hoje e amanhã, para assumir em seu lugar. Por certo que para Merval, o PMDB corrupto, assim como o PSDB e o DEM corruptos, não são problema. O problema de Merval é o PT, corrupto ou não, que ele quer ver fora do GOVERNO do país.

Merval conta com a prestimosa ajuda de GILMAR MENDES, julgando as contas de campanha do PT, para fechar esse enredo que, caso venha a avançar, pode significar um banho de sangue. Ou alguém acredita que tirar do poder uma presidente reeleita com 54 MILHÕES DE VOTOS, sem nada que a incrimine e ligue a atos de corrupção (exceto uma frase pinçada e manipulada do depoimento de um BANDIDO) ficará assim barato ?

Menos Merval, menos. Sua paixão pelo TUCANATO já está ultrapassando as RAIAS do ridículo em que esteve até aqui restrita.

007BONDEBLOG

5 comentários:

José Antônio disse...


Vale a pena ler, no blog do jornalista Luis Nassif:

Armado por Toffoli e Gilmar, já está em curso o golpe sem impeachment

http://jornalggn.com.br/noticia/armado-por-toffoli-e-gilmar-ja-esta-em-curso-o-golpe-sem-impeachment

Com impeachment ou sem impeachment, o golpe pode ter várias faces. O objetivo é um só: ganhar no tapetão aquilo que a vontade do povo, refletida pelo resultado das urnas, negaram.

Democracia para certos "elementos" só é bom quando os resultados lhes são favoráveis.

Receio que essa movimentação toda acabe provocando resultados imprevistos: Carlos Lacerda e Adhemar de Barros, apoiadores, de primeira hora, do golpe de primeiro de abril, em 1964, se estivessem vivos, poderiam confirmar o que eu digo.

José Antônio disse...

Por Ricardo Bochat:

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso veio a público para dizer que sentia vergonha do que estava acontecendo na Petrobras. Eu queria fazer a seguinte observação: Acho que ele [Fernando Henrique Cardoso] está sendo oportunista quando começa a sentir vergonha com a roubalheira ocorrida na gestão alheia. É o tipo de vergonha que tem memória controlada pelo tempo. A partir de um certo tempo para trás ou para frente você começa a sentir vergonha, porque o presidente Fernando Henrique Cardoso é um homem suficientemente experiente e bem informado para saber que na Petrobras se roubou também durante o seu governo. 'Ah, mas não pegaram ninguém!” Ora presidente! Dá um desconto porque só falta o senhor achar que na gestão do Sarney não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Fernando Collor não teve gente roubando na Petrobras. Na gestão do Itamar Franco não teve gente roubando na Petrobras. A Petrobras sempre teve em maior ou menor escala denúncias que apontavam desvios. Eu ganhei um Prêmio Esso em 89 denunciando roubalheira na Petrobras. […] A Petrobras sempre foi vítima de quadrilhas que operavam lá dentro formada por gente dos seus quadros ou que foram indicados por políticos e por empresários, fornecedores, empreiteiras. Então essa vergonha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é sim uma tentativa de manipulação política partidária da questão policial”, disse Boechat.

Quanto às manifestações que ocorreram durante o final de semana, Boechat acha válido que o cidadão se manifeste contra ou a favor dos governos e criticou o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff e a intervenção militar no País. "Eu acho mais o que saudável que as pessoas se manifestem politicamente. Contra e a favor do Governo. Eu acho muito bom que se manifestem contra principalmente porque governos sob pressão tendem a ser mais claros, objetivos, focados no interesse coletivo, mas acho que pegar essas manifestações para vender a ideia de que está se trabalhando um impeachment, ou se pedindo um impeachment da presidente Dilma é tão ridículo quanto estar nessas manifestações para pedir a volta a ditadura militar. Quem está pedindo o impeachment, mesmo que não peça a volta da ditadura militar está trabalhando com o mesmo DNA golpista, o mesmo tipo de idiotice, de imbecilidade, porque a Dilma, queiram ou não, foi eleita legitimamente não pelos nordestinos como parte deles prefere de forma neurótica e preconceituosa propagar, mas pelos mineiros que Aécio Neves governou, cariocas e fluminenses que jamais foram dados a votar em governantes da situação. Então ela foi eleita pela maioria dos votos do Brasil. Pronto, acabou, vira essa página e vamos em frente


http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/160818/Boechat-critica-mem%C3%B3ria-falh
a-e-oportunismo-de-FHC.htm

José Antônio disse...


E agora, acrescento eu...

No filme, documentário, Cidadão Boilesen podemos ver o filho do dito cidadão confessando, candidamente, como a Petrobras mantinha com, a empresa de seu pai, um contrato de importação de petróleo no qual pagava a vista o óleo intermediado pela Ultragás, a qual o adquiria do exterior em em suaves prestações.

Era um negócio de pai para filho. Melhor dizendo de General Ditador para Torturador.

E na época da ditadura, dizem alguns, não havia corrupção.

https://www.youtube.com/watch?v=yGxIA90xXeY

Está aí um filme que merece ser visto para compreender que a corrupção, desde o regime militar até recentemente, sempre foi varrida para debaixo do tapete.

Na época dos milico, aludir às tenebrosas transações era pedir para ser "suicidado".

Taca-le-pau, Dilma. Ponha luz nesse breu que alguns dizem ter começado em 2003.

José Antônio disse...


Sobre o roteiro para o golpe, o remake, a ser dirigido pelo Merval Pereira, há boa análise no 247:

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/160809/Merval-d%C3%A1-o-roteiro-do-golpe-e-pisca-para-Temer.htm

Anônimo disse...

Petrobrás valendo menos do que a rede de postos ESSO.

Obrigado Dilma e Lula.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS