quarta-feira, 1 de outubro de 2014

MERVAL PEREIRA E ELIANE CANTANHEDE - A IMPRENSA ÓLEO DE PEROBA

SEM VERGONHA DE TORCER POR AÉCIO NEVES, OU DE ATUAR COMO MARQUETEIROS DE CAMPANHA TENTANDO ENCONTRAR A FÓRMULA MÁGICA PARA DERROTAR O PT.


OPINIÃO DO LEITOR - 01 de Outubro de 2014

OS CARAS DE PAU


Como esperado, à medida em que a data das eleições se aproximam, as pesquisas entre os diversos institutos começam a convergir para os números muito semelhantes.

Manipulações, agora, tem o potencial de causar graves danos à imagem de credibilidade dos Institutos. E, para estes, sua credibilidade é fundamental.

Assim, para o primeiro turno, as pesquisas do IBOPE e do Datafolha, são praticamente iguais.

O que muda, entretanto, e muito, é o retrato do segundo turno, o qual ninguém pode dizer, ainda com certeza, se ocorrerá ou não.

Assim, ninguém corre muitos riscos se puxar a brasa para esta ou aquela sardinha.

O que ressalta dos resultados dos dois institutos, para o primeiro turno, é que Dilma parece ter estacionado, Marina cai rapidamente e Aécio sobe muito lentamente, quase parando.

Com isso, vai ficando difícil prever se haverá ou não segundo turno. Se houver, cada vez fica mais difícil prever o candidato que disputará com Dilma.

Apesar de alguns tucanos já terem abandonado Aécio em seu aeroporto, este começa a ficar animado e começa a ver chances de outra vez decolar, de Claudio, para um segundo turno com Dilma.


Hoje, Eliane Cantanhede, escreveu em sua coluna que Aécio se encontra em um "mato sem cachorro". Precisa bater em Marina para ultrapassá-la, mas não pode bater demais, pois, se errar na dose, corre o risco de fazer as eleições serem decididas no primeiro turno.

Tanto Eliane Cantanhede quanto Merval Pereira, um dia sim, outro também, procuram fazer contas de chegar para estabelecer qual a melhor estratégia para Aécio/Marina vencerem Dilma.

Quem deve bater em quem e com que intensidade, são os questionamentos que ambos se fazem e não tem vergonha em publicar. 

Nenhum dos dois se preocupa em dizer quais propostas seus candidatos pretendem implementar e por que essas propostas seriam melhores do que as que estão sendo implementadas pelos governos Lula/Dilma.

Como se vê, o interesse se resume em recuperar as tetas do erário e o bem do Brasil que se ferre. 

O interesse é apenas o de retirar o PT que se transformou em uma grande pedra no caminho dessa gente nefasta.

O mesmo acontece com os especuladores da bolsa que, hoje, mais uma vez despencou.

Depois dizem ser os contemplados com o bolsa-família que votam sem discernimento, apenas com o bolso.

Já os contemplados com o bolsa-especulação, estes são desinteressados e votam visando exclusivamente o interesse do país. Caras de pau.

Colaborou: Leitor José Antonio

Um comentário:

José Antônio disse...


Um bom resumo da "neutralidade" do analista Imortal Pereira são os parágrafos finais de sua coluna de hoje.

Neles vemos o quanto Merval se posiciona de forma "isenta" ao lado do anti-petismo:

"(...)A dificuldade de Aécio Neves é que ele não está reagindo em São Paulo, maior colégio eleitoral e principal reduto tucano, onde segundo o Ibope a candidata do PSB continua liderando e em ascensão, ao contrário do resultado nacional: tinha 35% e agora aparece com 39% das intenções de voto.

Aécio caiu de 19% para 17% e a presidente Dilma manteve-se em segundo lugar com 23%. O candidato tucano parece, no entanto, ter superado seu principal obstáculo, que era o voto útil em Marina de eleitores convencidos de que só ela poderia derrotar Dilma.

Mesmo que seu crescimento seja lento, segundo o Datafolha, ou esteja estagnado segundo o Ibope, o candidato do PSDB ainda tem eleitores indecisos que saíram de Marina, mas não encontraram o candidato ainda. É nesse time que ele poderá encontrar os últimos reforços à sua candidatura. O que tudo indica é que já não existem mais tantos eleitores apenas de Marina, que desistiriam da eleição caso ela não tenha chances. O PT conseguiu transformá-la em uma candidata comum que, para o bem ou para o mal, disputará a presidência da República dentro de um terreno definido pela falta de escrúpulos ditada pela propaganda petista.

Tanto ela quanto Aécio serão obrigados a subir o tom de suas campanhas nos próximos dias e no segundo turno, pois a disputa passou a ser de antipetistas contra os conservadores, no sentido de eleitores que querem manter o que está aí.

Não há mais espaço para um discurso utópico de ser contra ao mesmo tempo PT e PSDB. Nesse terreno, o candidato tucano tem melhores condições estruturais para enfrentar a guerra que se avizinha. E Marina precisará desse apoio caso seja ela a ir para o segundo turno.
"

E a falta de escrúpulos é da "propaganda petista", seu Merval?

Você é capaz de escrever isso sem corar?

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS