sexta-feira, 19 de setembro de 2014

RÉU DO MENSALÃO TUCANO E VICE DE AÉCIO NEVES NO GOVERNO DE MINAS GERAIS É PROCURADO PELA POLÍCIA

EX-SENADOR CLÉSIO ANDRADE É SUSPEITO DE COMANDAR QUADRILHA QUE DESVIOU R$ 20 MILHÕES DO SISTEMA SEST E SENAT


Clésio Andrade é o de gravata vermelha na foto

Curioso é como o assunto MENSALÃO TUCANO em Minas Gerais não é nem lembrado pela MÍDIA. ONDE ESTÁ aquela indignação, aquela cobrança para que os RÉUS fossem levados a julgamento sem que ocorresse a PRESCRIÇÃO ? ONDE FOI PARAR A PRESSÃO DA MÍDIA para que não houvesse impunidade ? Boa parte dos RÉUS já escapou da punição. Outra parte como EDUARDO AZEREDO e Clésio Andrade renunciaram, e assim viram seus processos irem de volta para a PRIMEIRA INSTÂNCIA. PIMENTA DA VEIGA é até candidato a GOVERNADOR de Minas pelo PSDB. Agora vê se pode ! UM ACUSADO, INDICIADO PELA PF, acusado de ter RECEBIDO R$ 300 MIL das mãos de MARCOS VALÉRIO, ser candidato a governador !!??

Eis que agora surge outra provável roubalheira em que o nome de CLÉSIO ANDRADE se vê envolvido. O VICE de Aécio Neves no primeiro mandato dele, está FORAGIDO. Beleza em ?

Clésio Andrade é procurado por suspeita de desvio de dinheiro
BERNARDO CARAM - ESTADÃO CONTEÚDO

19 Setembro 2014 
Ex-senador e réu no mensalão mineiro é suspeito de liderar um esquema de desvio de cerca de R$ 20 milhões no Sest e no Senat

Brasília - Em operação feita nesta manhã, a Polícia Civil do Distrito Federal prendeu quatro ex-dirigentes do Serviço Social do Transporte (Sest) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat). O grupo é suspeito de participar de esquema de desvio de recursos públicos que movimentou R$ 20 milhões em dois anos. O ex-senador e presidente licenciado da Confederação Nacional do Transporte (CNT) é procurado por suspeita de participação no esquema.

Ex-senador e presidente licenciado da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade também foi vice-governador de Minas durante o primeiro mandato de Aécio Neves (PSDB), que atualmente disputa a Presidência.

Réu no mensalão mineiro, esquema de desvio de dinheiro de estatais mineiras para abastecer a campanha eleitoral tucana em Minas em 1998, Clésio renunciou ao mandato de senador em julho. Na ocasião ele alegou motivos de saúde. Com isso o processo que tramitava contra ele no Supremo Tribunal Federal deve ser remetido à Justiça Federal em Minas.

2 comentários:

H.P. disse...

DIRETO DO DEOPS(Departamento de Ordem Politica e Social).
DELEGADA(classe especial)MARINA SILVA MANDA RECADO:

"Na última quarta-feira (17), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendendo ao pedido da equipe da candidata ao cargo de Presidente da República, Marina Silva, proibiu a veiculação de uma pesquisa na TV Difusora, que é afiliada do SBT no estado do Maranhão.

O relator da ação, Herman Benjamin foi o responsável pela decisão. Em seu despacho, ele afirmou que aconteceu uma demora no processo entre as entrevistas. A empresa responsável pela pesquisa foi contratada pela Rádio e TV Difusora do Maranhão.

A TV Difusora é de propriedade do senador candidato ao governo do estado, Edson Lobão Filho (PMDB). O diagnóstico das eleições, que seria divulgado na última quinta-feira (18) pela emissora, não pôde ir ao ar. A Difusora teve que alterar todo o editorial de seus telejornais ontem.

O levantamento da pesquisa deveria questionar aos maranhenses sobre as intenções de voto. A equipe de Marina afirma que a divulgação por meio desse procedimento seria ilícita, ou seja, alguns eleitores poderiam ser influenciados pelo canal (Fonte: http://otvfoco)...".

José Antônio disse...


O Clésio Andrade, há muito vinha deixando suas pegadas por onde andava.

Não acredito que um tucano possa ser execrado pela mídia do mesmo jeito que ela faz com petistas suspeitos de terem cometido qualquer irregularidade.

De qualquer forma, é mais um falso-moralista pego de pernas curtas.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS