sexta-feira, 5 de setembro de 2014

DOLEIRO ALBERTO YOUSSEFF CAI NO COLO DE MARINA SILVA - E AGORA ?


O Deputado André Vargas pegou carona no jatinho do Doleiro Yousseff. Deputados precisam ter muito cuidado com as amizades e as intervenções em determinados casos. Vargas foi no mínimo imprudente, e vai pagar, é quase certo, (lamento dizer) merecidamente, com a perda de seu mandato.

Eis que agora o DOLEIRO YOUSSEFF, aparece envolvido no RATEIO (Não de Ratos, mas de partilha) das despesas, no mínimo nada transparentes, do JATINHO que Marina Silva e Eduardo campos usavam para os seus deslocamentos de campanha. Não acontecerá nada com Marina Silva, e pouco provável acontecerá com outros integrantes da coligação REDE/PSB que tiveram participação nesse ALUGUEL do Avião, onde LARANJAS e personalidades obscuras estão por toda parte, ainda que não se saiba ao certo até onde vai essa trama.

É a hipocrisia da POLÍTICA BRASILEIRA, é a fixação da MÍDIA em atacar integrantes do PT, e é novamente a evidente forma de ter DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS. Se o caso envolve alguém ligado ao PT, é PAU é PEDRA, é cadeia no final do caminho, se envolve alguém que NÃO seja do PT, é PRIMEIRA INSTÂNCIA, PRESCRIÇÃO, é a MÍDIA passando a mão na cabeça e NÃO SE FALA MAIS NISSO.

DOLEIRO YOUSSEF SURGE NO JATO DO PSB, QUE MUDA CNPJ

Uma das parcelas do jato em que voaram Eduardo Campos e Marina Silva no início da campanha eleitoral foi paga com recursos de uma empresa ligada ao doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava-Jato; Polícia Federal investiga se aeronave foi comprada com recursos de caixa dois do PSB; recentemente, o deputado socialista Júlio Delgado (PSB-MG) pediu a cassação de André Vargas (sem partido-PR) alegando que ele pegou carona num avião do doleiro; como será encarado, agora, o caso em que os dois presidenciáveis do PSB usaram um jato pago com recursos de Youssef? Partido trocou o CNPJ do comitê financeiro da campanha para tentar desvincular Marina da polêmica

247 – O "avião fantasma" usado na campanha dos presidenciáveis do PSB, Eduardo Campos e Marina Silva, é agora vinculado a um conhecido nome da Justiça: o doleiro Alberto Youssef. Preso na Operação Lava-Jato, ele é acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro e suborno de servidores públicos que pode ter movimentado R$ 10 bilhões nos últimos anos. 

A Polícia Federal investiga se a aeronave foi comprada com recursos de caixa dois do PSB. O uso do avião não constava na declaração de gastos do partido à Justiça Eleitoral. 

Entre os 16 depósitos bancários recebidos pela AF Andrade, de Ribeirão Preto (SP), na venda do Cessna, que caiu com a comitiva de Campos em Santos, consta uma empresa que também fez negócios com uma consultoria de Youssef, considerada de fachada pela PF. A reportagem de Adréia Sadi aponta que a Câmara & Vasconcelos pagou R$ 159,9 mil à AF Andrade (leia aqui).

Um comentário:

marcosomag disse...

Marina Silva = Jânio Quadros + Jim Jones + Boris Yeltsin.
Instabilidade política + fundamentalismo religioso + entreguismo aos EUA.
Nada poderia ser pior!
Recomendo fortemente o compartilhamento do vídeo "Marina Silva é a metamorfose ambulante" em: https://www.youtube.com/watch?v=qrx4hHRrIrM .
O Brasil não merece este desastre!

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS