segunda-feira, 22 de setembro de 2014

DILMA COLOCA FHC E MARINA SILVA NA RODA - LIGA UM AO DELATOR E OUTRA AOS BANQUEIROS


22.set.2014 - Candidata à reeleição para a Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), concedeu entrevista neste final de semana ao programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo, e disse que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, 'tinha as credenciais' para ser nomeado. Costa está envolvido em investigações sobre a operação de um esquema de corrupção que desviava recursos da empresas e que teria sido direcionado a partidos e políticos. A entrevista foi realizada dentro do Palácio do Planalto, em Brasília, e foi veiculada na manhã desta segunda-feira (22) Ichiro Guerra/Divulgação

SOBRE A RELAÇÃO DO DELATOR PAULO ROBERTO COSTA E O ENTREGUISTA / PRIVATISTA FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Questionada sobre os critérios que levaram à nomeação de Costa como diretor da estatal, Dilma disse que ele era funcionário de carreira e que tinha as credenciais necessárias à nomeação. "O senhor Paulo Roberto Costa tinha credenciais para ser escolhido diretor e é isso que eu estou tentando falar", disse. Na época em que Costa atuou como diretor da Petrobras, Dilma presidia o conselho de administração da estatal. 

Dilma lembrou que Costa havia sido diretor da Gaspetro, uma subsidiária da estatal durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e também já havia sido diretor da área de exploração e prospecção da estatal.

Dilma disse ainda que se sentiu surpresa em relação às denúncias de corrupção envolvendo o ex-diretor. "A descoberta de que ele fez isso é uma surpresa porque eu, como quase todos os brasileiros, acredito que os funcionários de carreira, funcionários com 30 anos de carreira, são pessoas preparadas", disse.

SOBRE A CANDIDATA DO ITAÚ E DOS USINEIROS

Em outro trecho da entrevista, Dilma negou que esteja usando 'tática do medo' ao se referir às propostas feitas por sua adversária, Marina Silva (PSB), no programa eleitoral gratuito. "Tudo que eu falo sobre a candidata Marina está no programa dela", disse.

Dilma criticou a proposta de independência do Banco Central, feita por Marina, e disse que a redução do papel dos bancos públicos na economia poderia diminuir o financiamento de obras como as do programa Minha Casa, Minha Vida. "O governo coloca subsídio entre 90% e 95% (no Minha Casa, Minha Vida). Passa isso para banco privado e nunca esse País vai ver uma casa para os mais pobres", afirmou a candidata.

Dilma subiu o tom ao falar de Marina e disse que a candidata do PSB está alinhada com o setor financeiro. "Ela tem um alinhamento claro, ela tem uma posição favorável aos bancos, eu não tenho".

FONTE: UOL

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS