terça-feira, 16 de setembro de 2014

CENÁRIO DE HORROR - PROCURADOR ELEITORAL QUER SUSPENDER CRÍTICA AO BANCO CENTRAL INDEPENDENTE DESEJADO POR MARINA SILVA

Curioso é que contra o PT e DILMA, pode tudo. 

Marina pode até dizer que "o Partido e seus líderes, colocaram uma pessoa para roubar a Petrobras por doze anos", E NÃO ACONTECE NADA. Marina e o PSB podem se furtar a dar as devidas explicações sobre um JATINHO IRREGULARMENTE ALUGADO e USADO na campanha eleitoral, Marina e seus PASTORES, podem dizer que DILMA é o ANTICRISTO, mas o PT não pode criticar a proposta da candidata Marina, de dar INDEPENDÊNCIA ao BANCO CENTRAL, com as consequências trágicas que isso causaria ao Brasil, visto que, seria sim, dar mais FORÇA / PODER a BANCA de agiotas que hoje tudo faz para ELEVAR OS JUROS.

O PGE - Rodrigo Janot - deveria dispensar um pouco mais do seu tempo para ver como o noticiário das grandes redes de comunicação e jornais, é quase totalmente voltado para atacar o governo e a candidata Dilma, quebrando assim a obrigatoriedade de espaço iguais e matérias neutras iguais, durante a campanha eleitoral.

Janot defende suspensão de propagandas com críticas a Marina


Foco do procurador-geral Eleitoral são inserções com ataques à proposta de autonomia do Banco Central defendida pela candidata do PSB

O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, defendeu a suspensão das propagandas veiculadas pela campanha da presidente Dilma Rousseff que criticam a proposta da adversária Marina Silva de conceder autonomia operacional ao Banco Central (BC). Em parecer encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda-feira, Janot considerou as peças irregulares ao reconhecer que eles pretendem criar "artificialmente na opinião pública estados mentais, emocionais ou passionais". Tal conduta é proibida pelo Código Eleitoral. A manifestação de Janot pode ser acatada pelo TSE no julgamento do mérito das três ações da campanha de Marina que questionaram a propaganda. O caso deve ser analisado nos próximos dias.

Os advogados da candidata do PSB sustentam que a propaganda cria uma "cenário de horror" com a implantação da autonomia do BC ao chegar ao "absurdo terrorismo" de que a medida esvaziaria os poderes do presidente da República e do Congresso.

Na semana passada, o TSE negou três pedidos de liminares apresentados pela defesa de Marina para suspender a propaganda. Contudo, Rodrigo Janot é a favor que o tribunal impeça a veiculação da campanha no julgamento do mérito.

Rodrigo Janot, que também é procurador-geral da República, manifestou-se contrariamente a outro pedido da chapa de Marina: conceder direitos de resposta à candidata do PSB no horário eleitoral reservado à campanha de Dilma. Para Janot, as peças não prejudicaram a candidatura de Marina. Ele disse que "a afirmação, ainda que controvertida, se insere no contexto de opinião pessoal acerca de um plano de governo" e que a visão de que a autonomia do BC signifique a entrega aos banqueiros de um grande poder de decisão sobre a vida das pessoas "não constitui inverdade flagrante, apta a ensejar direito de resposta".

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS