terça-feira, 12 de agosto de 2014

JUSTIÇA COLOCA PARA FORA DO TCE/ SÃO PAULO O "CONSELHEIRO ROBSON MARINHO"

AMIGO DE ALCKMIN É RETIRADO À FORÇA DO TCE


PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FOI INTIMADO A OBEDECER A DECISÃO DA JUSTIÇA - O AFASTAMENTO DE ROBSON MARINHO JÁ DEVERIA TER SE DADO FAZ TEMPO, DIANTE DAS GRAVÍSSIMAS ACUSAÇÕES E DOS INDÍCIOS FORTÍSSIMOS DE SUA PARTICIPAÇÃO EM ATOS DE CORRUPÇÃO.

‘Foi um duro golpe contra a corrupção’, diz promotor sobre afastamento de Marinho
Justiça de São Paulo determina que o Tribunal de Contas do Estado cumpra decisão que tira conselheiro do cargo

A Justiça de São Paulo expediu nesta terça-feira, 12, mandado de intimação para o conselheiro Robson Marinho, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para que deixe de exercer a função. Outro mandado foi encaminhado ao presidente do TCE, Edgard Camargo Rodrigues, para que efetive a decisão de afastamento de Marinho, sob suspeita de ter recebido US$ 2,7 milhões em propinas da multinacional francesa Alstom.

“Foi um duro golpe contra a corrupção”, declarou o promotor de Justiça Silvio Antonio Marques, que ao lado dos promotores José Carlos Blat e Marcelo Daneluzzi, subscreve a ação cautelar de pedido de afastamento do conselheiro.

A decisão que tira Marinho da corte de Contas é da juíza Maria Gabriella Spaolonzi, da 13ª Vara da Fazenda Pública da Capital.

Teve peso decisivo na medida os documentos bancários e outros papeis enviados pelas autoridades da Suíça e da França que mostram a movimentação na conta de Marinho em Genebra. A juíza destacou, em sua decisão, que não houve suspensão da cooperação jurídica Brasil/Suíça. Segundo ela, o afastamento do conselheiro é necessário para que ele não interfira no andamento do processo.

A juíza ainda não decidiu se acolhe outro pedido do Ministério Público sobre o bloqueio de R$ 1,12 bilhão de Marinho e de outros 11 investigados no caso Alstom – investigação sobre pagamentos de propinas no âmbito do Projeto Gisel, empreendimento da antiga Eletropaulo, no governo Mario Covas.

A decisão da juíza tem 18 páginas.

2 comentários:

José Antônio disse...


Sinto muito Bond, mas não compartilho do entusiasmo da galera.

No Brasil, tucano está protegido pelo Obama, digo, Ibama e, portanto, não vai em cana

BONDeblog S. O. disse...

José

Talvez demore, talvez até protegido por essas forças ocultas que conseguem sempre adiar a prisão dos tucanos, esse aí escape, mas, ao menos fora do TCE ele está.

Era uma afronta esse indivíduo continuar como conselheiro do Tribunal.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS