sábado, 19 de julho de 2014

PESQUISA SENSUS / ISTOÉ - PRESIDENTE DILMA LIDERA MAS INSTITUTO APONTA EMPATE COM AÉCIO EM EVENTUAL SEGUNDO TURNO

JULHO/2014 - AVALIAÇÃO DO GOVERNO MELHOROU - OS TRÊS CANDIDATOS PRIMEIRO COLOCADOS CAÍRAM NAS INTENÇÕES DE VOTO.


Pesquisa mostra Dilma com 31,6%, Aécio com 21,1% e Campos com 7,2%
Luciano Nascimento - Agência Brasil - 19.07.2014

Pesquisa encomendada pela revista IstoÉ ao Instituto Sensus mostra ligeira queda na intenção de voto dos três principais candidatos à presidência da República. O levantamento, feito entre os dias 12 e 15, em 136 cidades de 14 Estados, mostra que, na consulta estimulada, a intenção de voto em Dilma Rousseff (PT) caiu para 31,6% dos votos. Na pesquisa anterior, a presidenta tinha 32,2%.

Aécio Neves (PSDB) caiu de 21,5% para 21,1% e Eduardo Campos (PSB) passou de 7,5% para 7,2% nas intenções de voto. A margem de erro da pesquisa é 2,2%. A vantagem de Dilma aparece nas respostas espontâneas. Quando perguntado em quem votaria, sem que nenhum nome seja apresentado, a petista aparece com 21% contra 9,8% do tucano. Campos, aparece com 3,2%.

Os números apontam empate técnico entre Dilma e Aécio em um provável segundo turno. Os candidatos teriam 36,3% e 36,2% de intenção de votos, respectivamente. Se o embate fosse com Eduardo Campos, Dilma teria 38,7% e o ex-governador de Pernambuco 30,9%. No levantamento anterior, a petista obteve 37,5% e o pernambucano 26,9%. A diferença entre eles diminuiu: de 10,6 para 7,8 pontos. Indecisos, nulos, em branco ou que não responderam totalizam 30,4%, ante 35,6% do levantamento do mês passado.

A avaliação do governo apresentou queda em relação à pesquisa anterior, quando 34,2% dos entrevistados responderam que era positiva. Agora, 32,4% avaliaram positivamente o governo. Em contrapartida, cresceu o percentual dos que consideram o governo regular, passando para 36,4% ante 29,1% da pesquisa anterior. O número de entrevistados que considerou o governo ruim também caiu. Antes, 36,4% avaliaram como negativo. Agora, o percentual baixou para 28,5%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR – 00214/2014.

Editor: Beto Coura

6 comentários:

José Antônio disse...


Amigo H.P.

Conforme previsto a pesquisada Sensus consegue a façanha de ser mais "estranha" do qua a do Datafolha.

Eu já havia cantado isso antes.

H.P. disse...

Exatamente o que o amigo havia dito.
Curioso, nem tanto, é que os crimes eleitorais estão na cara do PT e do governo. Quer com relação as pesquisas, quer com relação a CBN-GLOBO e asseclas. E eles, PT GOVERNO, nada fazem. NADA. ABSOLUTAMENTE NADA. São dezenas de crimes passíveis de processos. Ao menos processos pois, como sabemos e dezenas de exemplos estão escancarados por ai, a "justiça" é deles. A "justiça" é da direita INFAME e MENTIROSA.
Dilma deveria estar na mesma situação de aprovação do grande Vladimir Putin ou de Evo Morales mas, POR AÇÃO TOTAL DA GLOBO, está muito mais, e caindo, igual a aprovação de Obama(o que lamentamos também).
É assim. Eles, os dois em tela, acham que o Direito de Respósta é pra eles. Não é não. Vocês são o que são(Presidente e PT) agora, outrora vocês foram diferentes, e não vão mudar. O Direito de Resposta É PARA A SOCIEDADE. É DIRIGIDA PARA AQUELES(sempre pobres) QUE A GLOBO E ASSECLAS DETONAM TODOS OS DIAS E TEM QUE AMARGAREM DE "BOCA FECHADA" SEM POSSIBILIDADE DE DEFESA. É assim.
Enquanto isso, os "institutos" PESQUISENTOS continuarão, a seu bel prazer, nos enfiando goela abaixo esses números.
Forte abraço ao amigo Sr. José Antonio.

José Antônio disse...


Governo de Minas fez aeroporto em terreno de tio de Aécio

"O governo de Minas Gerais gastou quase R$ 14 milhões para construir um aeroporto dentro de uma fazenda de um parente do senador tucano Aécio Neves, no fim do seu segundo mandato como governador do Estado.

Construído no município de Cláudio, a 150 km de Belo Horizonte, o aeroporto ficou pronto em outubro de 2010 e é administrado por familiares de Aécio, candidato do PSDB à Presidência.

A família de Múcio Guimarães Tolentino, 88, tio-avô do senador e ex-prefeito de Cláudio, guarda as chaves do portão do aeroporto. Para pousar ali, é preciso pedir autorização aos filhos de Múcio.

Segundo um deles, Fernando Tolentino, a pista recebe pelo menos um voo por semana, e seu primo Aécio Neves usa o aeroporto sempre que visita a cidade. O senador, sua mãe e suas irmãs são donos da Fazenda da Mata, a 6 km do aeroporto.

Dono do terreno onde o aeroporto foi construído e da fazenda Santa Izabel, ao lado da pista, Múcio é irmão da avó de Aécio, Risoleta Tolentino Neves (1917-2003), que foi casada por 47 anos com Tancredo Neves (1910-1985).

A pista tem 1 km e condições de receber aeronaves de pequeno e médio porte, com até 50 passageiros. O local não tem funcionários e sua operação é considerada irregular pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

A agência federal informou à Folha que ainda não recebeu do governo estadual todos os documentos necessários para a homologação do aeroporto, procedimento exigido por lei para que ele seja aberto ao público.

Sem se identificar como jornalista, o repórter da Folha procurou a Prefeitura de Cláudio na última semana como uma pessoa interessada em usar o aeroporto da cidade.

O chefe de gabinete do prefeito, José Vicente de Barros, disse que Múcio Tolentino deveria ser procurado. "O aeroporto é do Estado, mas fica no terreno dele", afirmou. "É Múcio quem tem a chave."

Indicado por Barros, Fernando Tolentino logo se prontificou a abrir o portão do local. "Ele fica dentro da nossa fazenda", disse. "O aeroporto está no final do processo, mas, para todos os efeitos, ainda é nosso."

Indagado se seria necessário pagar pelo uso do espaço, Fernando respondeu: "Não, o trem é público, vai cobrar como?" Segundo ele, Aécio visita a fazenda da família em Cláudio "seis ou sete vezes" por ano e vai sempre de avião.

Procurado posteriormente pela Folha, ele negou administrar o aeroporto: "Não tenho nada a ver com isso". Indagado sobre a frequência das visitas à cidade e o uso do aeroporto, Aécio não respondeu.

Com 30 mil habitantes, Cláudio é rodeada por fazendas. Economicamente, sua importância é modesta. A vizinha Divinópolis, a 50 km, já tinha aeroporto quando o de Cláudio foi construído. A obra foi executada pelo Deop (Departamento de Obras Públicas do Estado) e fez parte de um programa lançado por Aécio para aumentar o número de aeroportos de pequeno e médio porte em Minas.

O governo do Estado desapropriou a área de Múcio Tolentino antes da licitação do aeroporto e até hoje eles discutem na Justiça a indenização. O Estado fez um depósito judicial de mais de R$ 1 milhão pelo terreno, mas o tio de Aécio contesta o valor. Seu advogado, Leandro Gonçalves, não quis falar sobre o caso.

Antes de o aeroporto ser construído, havia no local uma pista de pouso mais simples, de terra. Ela foi construída em 1983, quando Tancredo era governador de Minas e Múcio era prefeito de Cláudio, terra natal de Risoleta.

Orçado em R$ 13,5 milhões, o aeroporto foi feito pela construtora Vilasa, responsável por outros aeroportos incluídos no programa mineiro. O custo final da obra, somados aditivos feitos ao contrato original, foi de R$ 13,9 milhões.
"

Mais detalhes, inclusive com fotos, podem ser encontrados em:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/07/1488587-governo-de-minas-fez-aeroporto-em-terreno-de-tio-de-aecio.shtml

José Antônio disse...


Héhéhé....

O blogueiro titular sai de férias, mas o substituto é tão atento quanto...

Meu comentário acima, foi publicado as 11:58.

No mesmo instante o blogueiro substituto estava postando a notícia completa, incluindo todas as fotos.

Quando o Bond voltar, vais ser difícil definir qual vai ser o titular... rsrsrs


H.P. disse...

DENÚNCIA: TRABALHO ESCRAVO NA GLOBO

"O Blog ”Portal 4” recebeu através do Facebook uma denúncia. Referente a maus tratos aos figurantes de novelas. Contratados por um cachê de R$ 60 reais, boa parte deles chegam cedo ao Projac (Central de Produções de Novelas da Rede Globo no Rio de Janeiro) e reclamam de falta de alimentação e condições de trabalhos. Abaixo trecho exclusivo do desabafo do ator que prefere não ter o nome revelado por temer represália.

Fui gravar Geração Brasil, um dos produtores marcou figuração às 9h, entramos Às 10h. Trocamos e fomos almoçar por volta de 11h30. De 11h30 até 17h30 não fizemos nada. Ficamos como sempre presos na sala de espera, aguardando a gravação. Entramos as 17h30 e gravamos até umas 19h. A diretora liberou para o lanche. O qual não existe. Ficamos mais uma hora e meia esperando, morrendo de fome até a gravação acabar. A revolta é que a situação é constante, todos os dias os figurantes chegam a ficar 12 horas sem comer NADA, sem poder sair daquela sala e isso não muda. Conversamos com a diretora da produção que nos ouviu, mas não resolveu nada.
A TV Globo foi procurada pelo blog e até o fechamento desta nota não obtivemos resposta. Ao responder, terá o seu espaço aqui cedido para esclarecimentos...".

José Antônio disse...


Meu comentário das 13:17, registrando que a informação sobre o Aeroporto de Cláudio, que eu copiei da Folha as 11:58, foi feito para observar a coincidência do horário no qual o blogueiro substituto havia postado matéria sobre o mesmo assunto.

Entretanto, parece que houve algum adendo ao post de modo que o horário de sua postagem, neste momento foi modificada para: 15:59.

Não sei como funciona este processo de "carimbar" a hora de postagem de uma matéria.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS