quarta-feira, 23 de julho de 2014

EDUARDO CAMPOS + GERALDO ALCKMIN = EDUALDO IMPLODE E RIDICULARIZA MARINEVEX

VALE TUDO ?!


O candidato pelo PSB à presidência da República, Eduardo Campos, ignora e ridiculariza a sua VICE - Marina Silva, apoiando o candidato ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin do PSDB. Esse, por sua vez, pensando exclusivamente na sua reeleição, sem se importar com a disputa em âmbito nacional, empresta seu apoio e "ROSTO" para aparecer de forma descarada em propaganda política, apoiando Eduardo Campos, quando o candidato de seu partido na disputa presidencial é Aécio Neves.

Ninguém ignora o peso que os votos de São Paulo tem na disputa eleitoral para presidente da República. No maior colégio eleitoral do país, não há candidato que possa abrir mão de um único voto. Aécio Neves, ainda que frente aos repórteres diga o contrário, está furioso com o PSDB de São Paulo, especialmente com Serra e Geraldo. 

Aécio sabe que um eventual segundo turno se torna menos provável, a cada voto que Geraldo tira dele e entrega para Eduardo Campos, ou, a cada voto NULO que o eleitor deposita na URNA, ao se indignar com o tamanho da incoerência e TRAIRAGEM em que a presente disputa eleitoral acontece.

007BONDeblog
Direto de Algum lugar do Planeta.
Aos leitores o nosso abraço.

Um comentário:

José Antônio disse...


Do jornal "Valor Econômico", hoje:

"O dólar volta a subir frente ao real nesta quarta-feira, levando a moeda brasileira a destoar da apreciação vista em outras divisas emergentes. O mercado torna a comprar dólares depois de os resultados de uma nova pesquisa eleitoral enfraquecerem apostas de uma descontinuidade do atual governo, considerado intervencionista por agentes de mercado.

Às 11h16, o dólar comercial subia 0,41%, a R$ 2,2210. O dólar para agosto avançava 0,36%, a R$ 2,2270.

No exterior, o dólar recuava 0,53% ante o rand sul-africano, 0,69% contra a lira turca e 0,09% frente ao peso mexicano.

A sondagem do Ibope mostrou vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) em duas simulações de segundo turno - contra Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). No primeiro turno, Dilma tem 38% das intenções de voto, seguida por Aécio (22%) e Campos (8%).

Pesquisas recentes do Datafolha e do Sensus chegaram a mostrar um empate técnico num eventual segundo turno entre Dilma e Aécio. Operadores comentam que boa parte da queda de 0,52% do dólar ontem decorreu de expectativas de que a pesquisa do Ibope referendasse os resultados de sondagens divulgadas recentemente, o que não se confirmou.

“O mercado vai ficar cada vez mais sensível a essas pesquisas”, diz o diretor de câmbio da Intercam Corretora, Jaime Ferreira.
"

Como sempre o "mercado" tenta pegar carona nas pesquisas, atrelando o resultado das eleições ao bolsa-empresário.

Curiosamente o tiozinho, aquele que tem um rei na barriga, avaliou que a pesquisa do IBOPE era muito semelhante à do Datafolha e que, portanto a candidatura Dilma era a mais prejudicada.

Pelo visto, não foi isso o que o "mercado" entendeu.

Continuo dizendo que, neste tal "mercado", há muito espertalhão aplicando o conto do vigário em muita gente que também se acha esperta.

Lembrem que, em 2002, George Soros previu o fim do mundo caso Lula vencesse as eleições.

Muito tempo antes Assis Valente compunha o excelente samba "E o mundo não se acabou", cuja letra da primeira parte segue abaixo:

"Anunciaram e garantiram
Que o mundo ia se acabar
Por causa disso
Minha gente lá de casa
Começou a rezar

E até disseram que o sol
Ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite
Lá no morro
Não se fez batucada

Acreditei nessa conversa mole
Pensei que o mundo ia se acabar
E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando
De aproveitar

Beijei a boca
De quem não devia
Peguei na mão
De quem não conhecia
Dancei um samba
Em traje de maiô
E o tal do mundo
Não se acabou
"

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS