sábado, 26 de julho de 2014

AÉCIO NEVES E GERALDO ALCKMIN PASSAM VERGONHA EM SÃO PAULO - IMAGENS QUE VOCÊ NÃO VAI VER NA TELEVISÃO !

LEGALIZA (DROGAS) PEDIRAM JOVENS A AÉCIO - OBRIGADO POR ME DEMITIR, DISSE PROFESSORA AO APERTAR A MÃO DE GERALDO ALCKMIN


O trio se encontrou no Parque da Juventude, na zona norte, local onde funcionou o antigo presídio do Carandiru, para fazer uma caminhada e registrar imagens com potenciais eleitores para o programa eleitoral. Mas encontraram o parque completamente vazio.

26/7/2014 
Chuva em parque vazio e protesto contra Alckmin atrapalham agenda de Aécio em SP

Candidatos esperavam gravar imagens com eleitores para usar na propaganda eleitoral

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, passou por uma manhã difícil neste sábado (26). Estava nos planos do Senador uma visita ao Parque da Juventude ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do candidato tucano ao Senado José Serra para realizar uma corpo a corpo com eleitores e gravar imagens para sua propaganda eleitoral.

Entretanto, o mau tempo na capital paulista e o parque vazio atrapalharam tudo. O roteiro incial, que previa conhecer o Memorial Carandiru — o parque fica no local no antigo presídio —, uma passada na ETEC da região e um lenta caminhada pelo parque foram substituídas por uma breve visita à Biblioteca São Paulo e uma corridinha pela chuva até o carro.

Antes, os tucanos tomaram um café para espantar o frio. Quem pagou os R$ 24 pelas oito xícaras consumidas foi Alckmin, que brincou.

— Você vai registrar agora um momento histórico, vou pagar a conta.

Serra foi o primeiro a ir embora, logo após à visita à biblioteca. No caminho até o carro, Aécio e Alckmin passaram por jovens que ainda resistiam à chuva e jogavam futebol nas quadras do parque. Alguns se aproximaram para tirar fotos com os candidatos, mas foram os que ficaram de longe que mais chamaram a atenção.

Enquanto Aécio passava apressado pelos pingos d´água, os jovens começaram a gritar "legaliza! legaliza!". Sem entender, o tuano pediu aos assessores mais próximos que lhe explicassem o que era demandado pelos potenciais eleitores. Quando soube do que se tratava, sorriu e seguiu em frente.

Protesto

Outro momento constrangedor foi quando Amabile Lopes, professora da rede estadual de ensino de São Paulo, se aproximou de Geraldo Alckmin fazendo um agradecimento. O governador virou-se então e estendeu a mão para cumprimentar a professora, que disparou:

— Muito obrigada por ter me demitido na última sexta-feira.

Desconcertado, Alckmin disse que não demite ninguém, que isso é atribuição da Secretaria de Educação e prometeu que iria "verificar o que aconteceu".

2 comentários:

José Antônio disse...


Tal como os três Mosqueteiros que, na realidade eram quatro, os três patetas da foto acima, estão desacompanhados do quarto pateta que forma a "trinca": FHC.

Há alguns fatos interessantes que, se encadeados, podem nos dar uma chave para melhor compreendemos o que ocorre:

1. Geraldo Alckmin, que já foi traído em 2006 por Aécio, é candidatíssimo em 2018 à Presidência. Se Aécio for eleito em 2014, as pretensões de Alckmin viram pó.

2. Geraldo Alckmin, para desgosto de Aécio, abriu palanque para Eduardo Campos em S. Paulo, dificultando os cálculos do tucano mineiro de que poderia, com os votos do Estado de S. Paulo, descontar a grande superioridade dos votos de Dilma no resto do país.

3. José Serra, que também já foi traído por Aécio Neves em 2002 e em 2010, e que foi o responsável por uma saraivada de tiros de metralhadora "amiga" sobre Aécio, parece que continua atirando, através da Folha de S. Paulo e do Estadão sobre o seu "melhor amigo".

4. O grande ausente da foto, FHC, que Aécio Neves prometeu levar a todos os seus palanques, pelo visto continua tendo índices altíssimos de rejeição entre o eleitorado composto pelos três tucanos da foto.

Nesses anos, desde que o Candidato Mineiro semeou aeroportos fantasmas em seu estado, destinados a qualquer emergência no voo de seus familiares, parece evidente que os tucanos desaprenderam a voar.

Assim, a (não) existência de aeroportos fantasmas pelo visto não fará nenhuma diferença.

José Antônio disse...


Palanque com Campos e Alckmin irrita comitê de Aécio Neves

Por Painel
26/07/14 02:00

"Divisão no palanque A decisão do tucano Geraldo Alckmin de subir no palanque de Eduardo Campos (PSB) causou irritação no comitê de Aécio Neves (PSDB). A campanha foi surpreendida com a declaração do governador de que terá “muita alegria” em pedir votos ao lado do pernambucano. “Nós não estávamos contando com isso. Obviamente não é um fato positivo”, diz um aliado próximo a Aécio. Sem uma vitória expressiva em São Paulo, o mineiro considera impossível chegar à Presidência."

http://painel.blogfolha.uol.com.br/2014/07/26/palanque-com-campos-e-alckmin-irrita-comite-de-aecio-neves/

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS