terça-feira, 24 de junho de 2014

TURMA DO CONTRA VIRA CASACA - AGORA DIZEM QUE A COPA É DELES !!!

QUEREM COPA - TEMOS COPA - ESTÃO GOSTANDO DA COPA - 
SEMPRE FORAM A FAVOR DA COPA ???


Deveriam ter a HUMILDADE de reconhecer que ERRARAM FEIO. Deveriam ter a decência de admitir que exageram nas críticas, que foram PESSIMISTAS ao extremo, que desconhecem o BRASIL e os brasileiros, e que agiram de forma PRECONCEITUOSA e vira-lata contra o próprio PAÍS.

Não é uma questão de dizer que não ocorreram erros, atrasos na organização, nem deixar de registrar as falhas, até para que sejam corrigidas. Não é pedir uma imprensa ufanista e cega para a realidade do Brasil. Não é desejar que essas figuras de destaque na MÍDIA gostem do governo e o elogiem. É só uma questão de cobrar HONESTIDADE de quem ocupa espaço para informar à opinião pública. É só exigir SERIEDADE, ÉTICA e ISENÇÃO, dos que tem compromisso com a NOTÍCIA e com a comunicação.

A QUESTÃO que salta aos olhos é a campanha SÓRDIDA, cheia de ÓDIO, mentirosa e PRECIPITADA, patrocinada e levada ao AR por jornais, revistas, TVs, rádios, internet, ARTISTAS e apresentadores de programas de DOMINGO e quinta categoria, sempre de forma massificada, massacrante, que se aprofundou de ano e meio para cá. 

Pesaram à mão nos ATAQUES, para além do que seria aceitável. PINTARAM um CAOS nos AEROPORTOS, ESTÁDIOS, COMUNICAÇÕES, TRANSPORTES. Forjaram e geraram um ambiente pessimista aqui no Brasil e assustaram os ESTRANGEIROS a quem passaram a imagem de um PAÍS atrasado e INCAPAZ.

Resultado, por aqui, tem gente começando agora a colocar bandeira na janela, e lá fora, tem turista ARRUMANDO MALA na EUROPA, EUA, ARGENTINA, URUGUAI...e correndo, para ver se ainda consegue passagem de AVIÃO, HOSPEDAGEM e INGRESSO.

Mais uma vez, a posição PARTIDÁRIA e RADICAL de grande número de veículos de comunicação e seus integrantes, foi colocada de forma política/eleitoral, para com isso, derrotar nas URNAS o atual governo. E não é esse o papel dos meios de comunicação e de uma imprensa que se espera sejam sérios.

13 comentários:

LRM disse...

Digamos que a imprensa que os senhores chamam de "PIG" vem ajudando e muito, não dando o devido peso ao caos aéreo (ontem tivemos um em Brasília, mas quem ficou sabendo?). A imprensa também não vem divulgando os crimes de que os turistas têm sido vítimas (ontem em Copacabana diversos turistas foram roubados). Ninguém fala do absurdo que é o fato de ter que se decretar feriados em dias de jogos para não haver caos ( depois da Copa a conta disso tudo vai chegar).

O jornalista Juca Kfouri falou muito bem quando disse que a imprensa é sócia dos organizadores da Copa e que tudo iriam fazer para omitir os fatos negativos e exaltar os positivos.

A FECOMËRCIO do RJ já estima os prejuízos com a COpa em cerca de 2 bilhões e meio, só no RJ. Imagina no resto do país.

Vem um recessão brabíssima por aí.

Henrique Dias disse...

Sem dúvida a mídia é petista (SIC).

lrm disse...

Movimento Queromedefender
O PT VOLTA A ENTOAR O DISCURSO MAIS RADICAL DO "NÓS CONTRA ELES". O PT, com ódio da queda de popularidade da Presidenta Dilma, o risco real de vir a não ser reeleita e os recentes xingamentos nos estádios, obviamente radicalizou seu discurso atacando a mídia, a classe média e os empresários. Se esquece o ex-presidente Lula de um pequeno detalhe: Quem gera empregos no Brasil, paga bilhões de Reais em impostos e movimenta a economia são os pequenos, médios e grandes comerciantes, empresários e industrias. A situação política, social e econômica do nosso país está ficando cada vez pior, e mais na cara do que isso, só nariz.
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/06/1470609-lula-radicaliza-discurso-e-preocupa-o-setor-empresarial.shtml

José Antônio disse...


Eu diria que a direita é quem radicaliza o discurso e preocupa a grande maioria da população que não quer ver a crise que assola o mundo chegar de mala e cuia ao Brasil.

D. Ana Maria Jul, com sua pastinha nos visitando para ordenar como devemos "economizar" para pagarmos uma dívida que, se não fossem os governos petistas, ainda hoje estaríamos pagando.

Felizmente, apesar do enorme sacrifício que foi para o povo brasileiro, nós já pagamos a conta.

Nunca mais.

José Antônio disse...


Americanos pedem à Casa Branca que decrete feriado no dia de EUA x Alemanha

http://oglobo.globo.com/esportes/copa-2014/americanos-pedem-casa-branca-que-decrete-feriado-no-dia-de-eua-alemanha-12991235

País subdesenvolvido que acha que o futebol resolverá todos os seus problemas, dá nisso.



José Antônio disse...


Primeiro Ministro de Itália diz que UE está numa encruzilhada e que moeda comum não chega

“Se a Europa não mudar de rumo não haverá crescimento. E não é possível haver estabilidade se não houver crescimento”, disse, acrescentando que a presidência italiana “tem de ser o momento de reforma”.

(...)

"Além da política económica, a imigração foi tema dominante no discurso do primeiro-ministro italiano, que criticou uma Europa que “explica ao pescador italiano como deve pescar, mas vira as costas quando há cadáveres no mar”."

José Antônio disse...


O link para a notícia acima:

http://www.dnoticias.pt/actualidade/mundo/455568-pm-de-italia-diz-que-ue-esta-numa-encruzilhada-e-que-moeda-comum-nao-chega

José Antônio disse...



Vaticano: Papa reafirma importância do trabalho com dignidade

"Como gostaria de ver toda a gente com um trabalho decente! É uma realidade essencial para a dignidade humana”, refere o texto publicado na conta ‘@pontifex’, com mais de 13 milhões de seguidores em nove línguas, incluindo o português.

Este tema tem sido uma das preocupações recorrentes do Papa, que a 28 de maio dirigiu uma mensagem ao diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, afirmando que a comunidade internacional se deve empenhar para criar “mais oportunidades de emprego”.

O desemprego está a alargar dramaticamente as fronteiras da pobreza”, realçou Francisco, para quem o problema é “particularmente desanimador” para os jovens que ficam fora do mercado de trabalho e podem “muito facilmente ficar desmoralizados” e perder a sua “noção de valor, sentindo-se alienados da sociedade”.

Dois dias antes, no regresso ao Vaticano após a viagem à Terra Santa, o Papa disse aos jornalistas que o desemprego é “grave”.

Num verdadeiro sistema económico, no centro devem estar o homem e a mulher, a pessoa humana. E hoje, no centro, está o dinheiro”, advertiu.

Francisco referiu-se em particular à geração «nem… nem…», jovens que “nem estudam nem trabalham”.

Isto é gravíssimo! Descarta-se uma geração de jovens”, lamentou, antes de reforçar as suas críticas a um “sistema económico desumano”, que “mata”, como tinha dito na exortação apostólica ‘Evangelii gaudium’ (A alegria do Evangelho).

No último dia 16, perante os participantes no congresso eclesial da Diocese de Roma, o Papa recordou os 75 milhões de jovens “nesta civilização europeia, jovens com menos de 25 anos”, que não têm um trabalho.

Esta civilização deixa-os órfãos”, lamentou.

O tema esteve presente na viagem do Papa a Assis, Itália, em outubro de 2013, quando visitou o local onde São Francisco se despojou de todas as suas posses, para evocar as pessoas que foram “despojadas por este mundo selvagem que não dá trabalho, que não ajuda”.

“Não importa se há crianças a morrer de fome, não importa se tantas famílias não têm o que comer, não têm a dignidade de levar pão para casa; não importa se tanta gente tem de fugir da escravidão, da fome e fugir”, lamentou Francisco.
"

http://agencia.ecclesia.pt/noticias/vaticano/vaticano-papa-reafirma-importancia-do-trabalho-com-dignidade/

José Antônio disse...

Protesto contra política de arrocho reune 50 mil em Londres

"Cerca de 50 mil marcharam do prédio da BBC (BBC Broadcasting House) no centro de Londres até Westminster, onde fica o Parlamento.

"As pessoas desse prédio [referindo-se à House of Commons, que seria o equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil] não nos representam, eles representam seus amigos nos grandes negócios. É hora de nós tomarmos de volta nosso poder", diz Brand. "Essa será uma revolução pacífica, divertida e sem esforço. Estou muito grato de estar na Assembléia do Povo."

"O poder não está lá, está aqui, conosco", complementa. "A revolução que é necessária não é a das ideias radicais, mas da implementação das ideias que já temos."

Um dos organizadores da marcha, em fala na assembléia, afirma que a virada foi a "prova do nível de indignação que existe no momento". Ele diz que a ação de sábado foi "apenas o começo", com uma segunda marcha planejada para outubro em alinhamento com o Congresso dos Sindicatos de Trabalhadores ('The Trades Union Congress), assim como uma greve planejada para o próximo mês.

Clare Solomon, porta-voz da Assembléia do Povo, diz: "É essencial para o bem estar de milhões de pessoas que se pare a austeridade e que esse governo de coalisão morra na pista antes que provoque mais danos à vida das pessoas e aos serviços públicos".

Sam Fairburn, o secretário nacional do grupo, completa: "Os cortes estão matando pessoas e destruindo serviços públicos que nos são muito caros, que serviram gerações.

Ativistas do grupo Stop The War Coalition, fundado em 2001 após o ex-Presidente Norte-Americano George Bush anunciar a “Guerra contra o terrorismo” após os ataques de 9 de Setembro, e que desde então milita pelo fim das Guerras do Afeganistão e Iraque, e o Campaign for Nuclear Disarmament, grupo ativista anti violência, que luta pelo desarmamento nuclear, também participaram do protesto.

A multidão escutou discursos de apoiadores da Assembleia do Povo na Praça do Parlamento, incluindo a parlamentar do Partido Verde Britânico Caroline Lucas e o jornalista Owen Jones (jornalista e escritor socialista, colunista de jornais como The Guardian e Independent). Sobre os manifestantes Jones diz: "Quem é realmente responsável pela bagunça em que está esse país? São os vendedores de frutas poloneses ou as enfermeiras Nigerianas? Ou são os banqueiros que mergulharam no desastre econômico - ou os que sonegam impostos? É uma raiva seletiva."

E continua: "Os conservadores estão usando a crise para empurrar políticas que sempre apoiaram. Por exemplo, a venda do nosso sistema nacional de saúde (NHS). Eles construíram um país em que a maioria das pessoas que estão na pobreza também estão trabalhando."

A Assembleia do Povo foi criada com uma carta aberta ao The Guardian (um dos mais importantes jornais Britânicos), em fevereiro de 2013. Entre os signatários estão Tony Benn (político e ex-membro do parlamento pelo Partido Trabalhador Britânico) que morreu em março desse ano, o jornalista John Pilger (jornalista e documentarista, correspondente na Guerra do Vietnã no início de sua carreira, crítico da mídia tradicional e da política externa Britânica e americana, que ele classifica de imperialistas), e o cineasta Ken Loach (conhecido como cineasta socialista, que abordou questões como Direitos Trabalhistas e a questão dos Sem Teto em seus filmes).

A carta aberta diz: "Esse é um chamado para as milhões de pessoas na Inglaterra que encaram um ano de empobrecimento e incertezas com seus salários, trabalho, condições e bem estar repetidamente atacados pelo governo. A Assembléia vai criar um fórum nacional por visões anti-austeridade que, embora cada vez mais populares, são raramente representadas no parlamento."


http://nailharga.blogspot.com.br/2014/06/isso-e-que-e-protesto-contra-politica.html

(continua...)

José Antônio disse...


(continuação...)

Qualquer semelhança com o governo de feagádeus, aquele que vendeu nosso patrimônio a preço de banana, levou o Brasil à falência três vezes, comprometeu nosso futuro como nação independente, não é mera coincidência.

Eles fazem assim no mundo todo e querem nos convencer de que é para o nosso próprio bem.

Temos a grande sorte de podermos estar apreciando o que ocorre lá fora, pela implantação de políticas que, felizmente, fazem mais de 11 anos nós não aplicamos mais.

As diferenças são claras.

Nós não queremos retornar ao passado brasileiro, nem ao presente europeu.

José Antônio disse...


Reportagem anódina da Folha para poder manter o Aécio no noticiário:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/06/1475241-menina-de-5-anos-tortura-aecio-com-vuvuzela-em-jogo-do-brasil.shtml

Nada de importante: nem a favor, nem contra. Mas tem o objetivo de mostrar Aécio, junto aos seus novos amigos da Força Sindical, como mais um torcedor do Brasil.

Que bom esse Aécio.

Acho que vou mudar meu voto por causa dessa reportagem.

BONDeblog S. O. disse...

José

estou fortemente gripado e com dificuldade para blogar e responder aos comentários, mas...

...esse negócio de Aécio nos braços do "povo"...parece meio forçado, não cheira bem.

ATCHIM !

Perdão por não poder acompanhar e nem aproveitar as dicas de matérias.

José Antônio disse...


Pronta recuperação, Bond!

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS