quinta-feira, 5 de junho de 2014

ANIMAIS NÃO PODEM MAIS SERVIR DE COBAIA PARA PESQUISAS DA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS


Câmara aprova fim do teste com animais para fabricação de cosméticos
05/06/2014 06h11 - 
Brasília
Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto

A Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira (4) projeto de lei que proíbe o uso de animais em pesquisas de desenvolvimento de produtos de uso cosmético. O texto agora segue para votação no Senado antes de ir à sanção presidencial.

O projeto é uma resposta ao protesto feito por ativistas no ano passado, quando invadiram a sede do Instituto Royal, em São Roque (SP), e levaram 178 cães da raça beagle e sete coelhos usados em pesquisas de cosméticos.

A proposta estabelece prazo de cinco anos para que os laboratórios instalados no país deixem de usar animais para testar os produtos. Durante esse período, o texto diz que será "vedada a reutilização do mesmo animal depois de alcançado o objetivo principal do projeto de pesquisa."

As instituições e pessoas que desobedecerem a norma serão multadas. A multa para instituições que violarem as regras passa a variar de R$ 50 mil a R$ 500 mil. Já as pessoas que usarem animais de forma indevida para testes e pesquisas terão de pagar multa que varia de R$ 1 mil a R$ 50 mil.

Um comentário:

H.P. disse...

ELES NÃO TEM VOZ. SÓ TEM DOR E SOFRIMENTO. NOS TEMOS QUE DAR VOZ A ELES.
RESPEITO É BOM E ELES O EXIGEM. ELES TEM TODO O DIREITO AO RESPEITO E A PROTEÇÃO.
A estupidez e a violência humana não tem limites.
Esses estúpidos só reconhecem os limites, quando estes são impostos pela grana ou pela cana.
Não foi o ideal. Foi uma pequena mas "grandiosa" vitória, rumo a outras conquistas.
Hoje o Brasil está um pouco menos violento. Um pouco mais alegre.
PARABÉNS A TODOS QUE CONSEGUIRAM ISSO!

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS