sexta-feira, 30 de maio de 2014

A INTERNET DOS MAUS - REDES SOCIAIS VIRAM ESPAÇO ONDE RACISTAS E VIOLENTOS SE SENTEM LIVRES


“Essas pessoas acham que as mídias sociais são espaços públicos, e não são. As manifestações se caracterizam ilícitas e não são livres se violam os direitos humanos. As declarações não são absolutas, elas devem estar dentro das regras do estado democrático de direito”.


Racismo sem limites nas redes sociais
Comissão de Igualdade Racial da OAB-RJ vai acionar MP para Facebook retirar páginas do ar
CONSTANÇA REZENDE

Rio - Racistas estão usando a rede social Facebook para promover a intolerância racial de maneira aberta, com nome e sobrenome e sem medo do artigo 5º da Constituição Federal, que considera a prática crime inafiançável, imprescritível e sujeito à pena de reclusão. Nas mais de cinco páginas que derivam da frase “O Racismo...”, são publicadas centenas de ofensas a negros, que são abastecidas com frequência. 

São postadas várias fotos do ditador austríaco Adolf Hitler — que levou a fornos crematórios milhões de judeus e ciganos durante a Segunda Guerra — associando sua imagem a frases que incitam o ódio a negros e outras de conteúdo altamente ofensivo. Há ainda uma foto do cantor americano Michael Jackson, com os dizeres “Quem tem fé se cura”. Uma das páginas chega a ter 186 mil curtidas, outra, mais 32 mil.

Para o presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-RJ, Marcelo Dias, que soube pelo DIA da existência das páginas, as publicações são “muito pesadas” e “povoadas de ódio racial”. “Repudiamos com veemência essas mensagens racistas que atentam contra a dignidade humana da comunidade negra”, disse. “Iremos oficiar a Polícia Civil do Rio para identificar os autores desta ação criminosa e entrar com representação no Ministério Público para ir na Justiça com uma ação civil pública, obrigando o Facebook a retirar imediatamente essas mensagens racistas”, declarou. 

Dias também afirmou que o racismo tem crescido porque a legislação não pune quem comete o crime. “No dia em que a Justiça colocar um desses na cadeia, eles vão pensar duas vezes antes de destilar esse ódio racial”, disse.

Ódio estaria vinculado à política de inclusão 

O superintendente de Igualdade Racial do estado, Rogério Gomes, afirmou que as páginas têm conteúdo “flagrantemente” racista e incitam a discriminação. Gomes criticou ainda “a posição passiva da empresa Google Brasil” pela exibição do conteúdo. Ele afirmou que enviará ofícios à Polícia Civil para a identificação dos autores. 

“Essas pessoas acham que as mídias sociais são espaços públicos, e não são. As manifestações se caracterizam ilícitas e não são livres se violam os direitos humanos. As declarações não são absolutas, elas devem estar dentro das regras do estado democrático de direito”, disse. 

Gomes avalia que o grande número de comentários racistas e pessoas aderindo à página podem fazer parte do aumento do ódio racial vinculado às políticas públicas de inclusão racial. Porém, afirmou que o povo brasileiro, em sua maioria, não comunga com a discriminação racial. “Essas páginas são exceções, e como exceções merecem ser tratadas.”

4 comentários:

H.P. disse...

JOSÉ GENOINO E SUAS PÉROLAS(atenção: Ele tem que sair da prisão sim. A prisão dele é ilegal). Mas, contra o que lutamos. Lutamos contra ESSAS DEMÊNCIAS DELES. Tais quais a mais famosa: "PREFIRO O RUIDO DA IMPRENSA LIVRE QUE O SILENCIO DAS DITADURAS" e outras que vão a seguir.

SOBRE JOAQUIM BARBOSA O ESPANCADOR DE MULHERES(está lá no PHA, parte do artigo de PML) é preciso PRESTAR MUITA ATENÇÃO NO OCORRIDO.

"....Quando duas aguerridas parlamentares da esquerda do PT – Luciana Genro e Heloísa Helena – ameaçaram subir à tribuna do Congresso para denunciar um caso de agressão de Joaquim a sua ex-mulher, ocorrido muitos anos antes da indicação, quando o casal discutia a separação, o presidente do partido José Genoíno (condenado a seis anos na AP 470) correu em defesa do candidato ao Supremo. Argumentou que a indicação representava um avanço importante na vitória contra o preconceito racial e convenceu as duas parlamentares. (Dez anos depois desse gesto, favorável a um cidadão que sequer conhecia, Joaquim formou sucessivas juntas médicas para examinar o cardiopata Genoíno. Uma delas autorizou a suspensão da prisão domiciliar obtida na Justiça...".

Na volta. Para que cada um tire as suas conclusões.

José Antônio disse...

Bond, eu acho que existem duas questões independentes, mas que se entrelaçam.

O "avanço" do conservadorismo na cara dura, aberto, sem vergonha de se expor, no Brasil, é consequência do ´processo iniciado em 2003 com a vitória de Lula e a grande ascensão da massa de brasileiros, até então desprovidos de cidadania.

Isso, certamente, está incomodando muita gente. Aqueles do "sul maravilha" que tinham (sub)empregados nordestinos, e que agora acham que eles passaram a ser visíveis, frequentando, tal como a elite, aeroportos, shoppings, etc., passaram a ser vítimas de atos e violência, quando não física, ao menos verbal.

São as Mayara Petrusos que incitam o assassinato de "um nordestino por dia".

Há também aqueles que achavam que o trabalhador era um escravo com direito apenas à parcas migalhas que serviriam para manter seu corpo vivo enquanto tivesse forças para trabalhar.

Salário mínimo era palavrão. e, por isso, quanto mais mínimo melhor.

Férias, décimo-terceiro, trabalho em condições degradantes e insalubres, indenizações trabalhistas, direito à educação e saúde, tratamento pré-natal, creches, etc., eram coisas que sequer passavam pela cabeça dessas pessoas.

Essas pessoas, hoje, reagem com ódio. Na opinião delas, tudo antes era melhor. O que, de uma certa forma, não deixa de ser verdade.... para elas.

Daí se multiplicam os ataques preconceituosos contra negros, pobres, nordestinos, empregados, trabalhadores urbanos e rurais, sindicalistas, e, pasmem, professores e intelectuais.

A Internet veio facilitar essas coisas. Antigamente se eu falava uma besteira dentro de casa, a repercussão era pequena. Hoje, essas pessoas fazem questão de anunciar ao mundo o seu nível de ignorância. Pior que isso, há uma malta que acaba compartilhando esses pensamentos sem sequer perceberem com estão se mostrando ignorantes. Mesmo, e apesar, de terem tido oportunidade a uma educação formal. O que é um agravante.

Misturado a isso, mas com uma característica independente, vemos o desabrochar, outra vez, de uma extrema direita mundial que pensávamos ter desaparecido ao final da segunda grande guerra.

Ela se espalha, com velocidade, por todos os países em crises econômicas.

Hoje a Folha nos conta as declarações recentes de um deputado polonês, recém eleito ao Parlamento europeu. Ler o que este deputado disse, é bastante surreal.

Entre suas pérolas:

"Todo mundo que dá dinheiro para desempregado deveria ter as mãos cortadas. É muito melhor colocar dinheiro para contratar, o capitalismo é quem cria empregos e não o governo. O governo taxa o capitalismo e não cria empregos."

"Li uma declaração do sr. afirmando que hospitais, por exemplo, jamais devem ser públicos.
Sim, claro que não devem ser. É muito mais barato você não pagar impostos, mas pagar por médicos e enfermeiras.
"

"Por que o senhor acha que mulheres não poderiam votar?
Uma vez a Margareth Thatcher me disse: ‘só fui eleita primeira-ministra do Reino Unido porque tive apoio dos homens’. As mulheres votam em homens. Mulheres não podem votar porque preferem não votar em mulheres. Acho que elas teriam mais chances de governar se não votassem."

"O senhor disse mesmo que Hitler não sabia do Holocausto?
Sim, eu disse. Não há prova de que ele tenha tido conhecimento disso. É estranho dizer isso, mas é verdade. Não nego que o Holocausto existiu, mas não há prova de que ele soubesse."

"Outra coisa que li é que o senhor defende castigo à base de chicotes a jovens infratores em vez de detenção.
Claro, claro! Se você coloca um jovem na prisão, ele perde um, dois anos de sua vida."

"O sr. educou seus filhos dessa maneira?
Sim."

"Com chicote?
Sim, às vezes.

Para quem não acreditar, o link é:

http://leandrocolon.blogfolha.uol.com.br/2014/05/30/mulher-nao-deveria-ter-direito-a-voto-diz-polones-eleito-para-a-ue/

LRM disse...

Sr. José Antônio,

Vamos tropicalizar essa entrevista?

"Li uma declaração do sr. afirmando que hospitais, por exemplo, jamais devem ser públicos. "

Nos últimos 12 anos se assistiu no Brasil um avanço impressionante da medicina privada através dos planos de saúde. Tudo nas franjas da decadência da saúde pública. Isso se deu num governo conservador?

"Por que o senhor acha que mulheres não poderiam votar? "

A maioria de minhas amigas sempre votou em candidatos bonitos. O Collor foi um exemplo. Veja como seu discriminada pelos senhores por ter uma posição política e ter voto aberto. O voto deveria ser facultativo e não obrigatório para uns e proibido para outros.

"O senhor disse mesmo que Hitler não sabia do Holocausto?

Qual o problema dessa sandice? O Lula também disse que não sabia nada sobre o mensalão. Tanto Hitler quanto Lula são 2 mentirosos.

"Outra coisa que li é que o senhor defende castigo à base de chicotes a jovens infratores em vez de detenção. "

Apoiado. Funciona muito bem em diversos países.


"O sr. educou seus filhos dessa maneira? "

Quem não tem filho delinquente não precisa desses instrumentos. O bandido nasce do excesso de liberdades e da falta de limites, que muitas vezes exige medidas extremas. Uma boas palmadas na infância evitam o marginal de amanhã.

Há uma correlação inversamente proporcional entre Leis duras e criminalidade. Vide países árabes e orientais.

José Antônio disse...


D. Lucia,

A senhora concordar com o que disse esse deputado não me surpreende.

Surpreenderia se fosse o contrário.

Também não me surpreendo com suas "amigas":

"A maioria de minhas amigas sempre votou em candidatos bonitos. O Collor foi um exemplo"

Diga-me com quem andas e te direi quem és... ou seria o contrário? Bem... tanto faz. o Fato é que sendo suas amigas não me surpreendo com as suas atitudes, digamos assim, cívicas.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS