domingo, 13 de abril de 2014

SENADOR ALOYSIO NUNES - DE EX-GUERRILHEIRO A PUXA-SACO DE JOAQUIM BARBOSA, TUCANO QUER A CENSURA DE VOLTA - EM VÍDEO



O Senador Aloysio Nunes tentando dar uma puxada de saco no Ministro Joaquim Barbosa, entrou com uma representação contra Rodrigo Grassi Cademartori, servidor da Câmara dos Deputados, lotado no gabinete da deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

Fora do seu horário de serviço, fora do seu local de trabalho, sem usar de violência física ou mesmo se aproximar de forma a representar ameaça ao Ministro Presidente do STF, Rodrigo gritou palavras de ordem, mas, nem mesmo proferiu palavras de baixo calão.


O Ministro Joaquim Barbosa não deu maior importância ao fato, disse que isso é próprio da DEMOCRACIA, mas, o Senador  tucano, sem ter coisa melhor para fazer, resolveu comprar essa briga. 

Só mesmo na cabeça de um ser envelhecido, e agora reacionário como Aloysio Nunes, que foi guerrilheiro, combateu a DITADURA MILITAR, pegou em armas, praticou assaltos, enfrentou o regime militar, mas incorpora hoje os hábitos que no passado combateu, é que uma proposta dessa tem cabimento.

Dizem as más línguas que o único palavrão e termo ofensivo / injurioso / difamatório endereçado a Joaquim Barbosa, foi o terem chamado de TUCANO.

RedaçãoBONDeblog
===============================================================

Senador pede punição a servidor que hostilizou Barbosa
Aloysio Nunes protocolou pedido de abertura de procedimento disciplinar na Câmara
Portal Terra


O senador Aloysio Nunes, líder do PSDB no Senado, protocolou, nesta sexta-feira (11), denúncia na Câmara dos Deputados contra Rodrigo Grassi Cademartori, servidor da Casa lotado no gabinete da deputada federal Erika Kokay (PT-DF). Cademartori teria hostilizado Joaquim Barbosa, ministro do Superior Tribunal Federal (STF), quando este saia de um bar, na sexta-feira anterior (4).

Em um vídeo, divulgado por Cademartori em sua conta do facebook, Barbosa aparece saindo de um bar cercado por seguranças. A câmera acompanha o ministro e ouve-se gritos de "tucano", "projeto de ditador" e "Dirceu, guerreiro do povo brasileiro", referência a José Dirceu, condenado no processo do mensalão petista, no qual Barbosa foi o relator.

Na denuncia, Nunes pede que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, instaure procedimento disciplinar contra o servidor, no qual ele pode ser exonerado das funções.

Segundo o senador, Cademartori pratica uma série de crimes, tais como calúnia, difamação, injúria, além de ferir o código do servidor ao não “manter conduta compatível com a moralidade administrativa”, ferir “a dignidade, o decoro e o zelo” para com a sociedade dentro ou fora do recinto profissional.

4 comentários:

LRM disse...

Pois é Sr. Bond, enquanto o senhor se preocupa com supostos crimes menores, a VEJA desta semana desmascara mais um centro irradiador de calúnias contra Aécio partindo de um computador da Eletrobrás. Ora são R$ 3,7 bilhões, ora R$ 4,3 bilhões, de verbas destinadas à Saúde que Aëcio supostamente desviou. Essa calúnia é antiga e já circulou bastante nas redes sociais.

Isso jamais aconteceria se a Eletrobrás fosse privatizada.

C
É como se diz: o PT não aprende nada nem esquece nada.

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia

Eu me preocupo com todo tipo de crime, e com a corrupção venha ela de onde e de quem vier.

O mal não começa grande ele é fruto de um acúmulo de pequenos erros e delitos e de sua sequência não interrompida pela correção precoce ou pela EDUCAÇÃO preventiva.

Quanto a essa questão de mal uso de computadores de empresas ou Instituições, quem os pratica deve ser investigado - advertido - punido - conforme determina a LEI.

Curioso é ver que a senhora traz o assunto agora, mas, em matérias anteriores aqui publicadas ou divulgadas por veículos de imprensa, que o PT/Governo e petistas, foram alvo de ações semelhantes por parte de militantes do PSDB e membros de governos do PSDB, a senhora não disse nada.

É a conduta de MERVAL e FIÚZA fazendo escola, com a senhora se mostrando uma boa aluna.

José Antônio disse...


Merval Pereira, em seu artigo de hoje, mostra-se muito preocupado com a democracia que, ao seu ver, anda deixando a desejar.

Pode ser.

Mas o curioso é que Merval somente começa a questionar a democracia, aquela que a esquerda de antigamente adjetivava de "burguesa", agora quando parece que os setores, aos quais ele representa, devem ficar mais 4 anos em crise de abstinência.

Merval, hoje, traz três propostas, uma de origem chinesa e duas de origem brasileira, para "aperfeiçoar" a democracia.

Nada contra os debates sérios cujos propósitos sejam o de aperfeiçoar as instituições democráticas. Quanto mais propostas e mais debates melhor.

Desconfio, entretanto, é que esse interesse pelos "debates" apareça sintomaticamente, quando aqueles que criaram as regras de hoje e que, segundo os mesmos, não os satisfazem mais, apenas se dão conta disso quando quando essas regras, repito, criadas e louvada por eles mesmos, os fazem perder parcela do poder que, até então eram indiscutíveis detentores.

Simplificando: embora ache muito enriquecedor o debate de ideias, quando este debate tem por objetivo o bem comum, desconfio enormemente de oportunismo, quando o debate só é lembrado por que alguém se encontra nitidamente em desvantagem política.

Merval tem o mérito de trazer o assunto ao debate. Tem, porém, a responsabilidade de não se mostrar como parte interessada (Em se tratando de Merval, diria, "parte interesseira") na condução dos debates.

Aliás, as três propostas, até agora levantadas pelo Merval, não conseguiram criar nenhum entusiasmo.

http://oglobo.globo.com/blogs/blogdomerval/posts/2014/04/12/cidadania-participativa-530933.asp

José Antônio disse...

Tragédias em sequência assolam o Chile.

Primeiro um terremoto e agora o enorme incêndio em Valparaíso.

Para quem não conhece Valparaíso, mal pode compreender a dimensão da tragédia.

Trata-se de uma cidade montanhosa a beira de uma baía. A maioria das ruas situa-se acima do nível do mar como se formassem um anfiteatro, tendo o porto no lugar do palco.

O acesso ao alto das ruas é feito por uma certa quantidade de funiculares ao longo de todo o hemiciclo que margeia o porto e que permitem que os moradores alcancem seus domicílios.

As casas, em sua maioria de madeira, formam um patrimônio artístico-cultural inigualável. Por serem, em sua maioria de madeira, são facilmente inflamáveis,

Não sabemos ainda o tamanho dos prejuízos, mas acho possível comparar ao de New Orleans com a passagem do Katrina.

Triste.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS