sábado, 5 de abril de 2014

PESQUISA DATAFOLHA - COM TERRORISMO ECONÔMICO DILMA PERDE PONTOS, MAS AÉCIO E CAMPOS NÃO SOBEM

PESQUISA FEITA DE ENCOMENDA PARA TIRAR PONTOS DE DILMA - FALHOU A PARTE DE TRANSFERIR PONTOS PARA AÉCIO E CAMPOS


DILMA ROUSSEFF VENCERIA A ELEIÇÃO NO PRIMEIRO TURNO



A PESQUISA DATAFOLHA apelou feio, usou do expediente de MINAR a confiança do entrevistado no governo, antes de perguntar: EM QUEM VOCÊ VOTARIA PARA PRESIDENTE, SE A ELEIÇÃO FOSSE HOJE ?


Dilma perdeu 6 pontos em relação a pesquisa anterior, mas, os oposicionistas não subiram. A explicação para esse fato é, em parte, apresentada pelo próprio DATAFOLHA: "Num ambiente dominado por crescente pessimismo com a economia e forte desejo de mudança, as intenções de voto na presidente Dilma Rousseff no principal cenário eleitoral caíram seis pontos desde o final de fevereiro. 

Apesar disso, os principais adversários da petista, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), não cresceram. Assim, a pesquisa Datafolha de 2 e 3 de abril mostra que Dilma seria reeleita no primeiro turno com 38% dos votos. Aécio teria 16%. Campos, 10%. Candidatos de partidos menores somam 6%."

A oposição não tem o que comemorar. O governo precisa ficar atento para as manobras sórdidas  que a imprensa partidarizada vai realizar e mais atento ainda aos Institutos de Pesquisa. Se a apelação de agora não deu o resultado de todo esperado, é cero que eles vão se aprofundar mais no golpismo a que se dedicam.

6 comentários:

LRM disse...

"Apesar disso, os principais adversários da petista, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), não cresceram. "
******************
Não cresceram porque ainda não estão efetivamente em campanha e não vivem por aí inaugurando obras que nem saíram do papel. Dilma está no noticiário TODOS os dias e mesmo assim caiu. Não é um bom sinal para a gerentona e os petistas que sabem fazer contas sabem disso. Os escândalos não param de surgir e vão minar paulatinamente a candidata do PT.

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia

Dilma está no noticiário todos os dias ???

De que forma o noticiário de todos os dias apresenta Dilma senhora Lucia ?

Aécio e Campos ainda não iniciaram a campanha ?

Faça o favor senhora Lucia, não deboche da nossa inteligência.

O surpreendente nesta pesquisa é que Dilma CAIU POUCO, diante da forma como tudo foi 'organizado'. E o mais triste para a oposição é que o que ela perdeu eles não encontraram.

José Antônio disse...


Bond,

Esta pesquisa está parecendo com aquele voo da Malaysian Airlines.

Um mistério completo.

Os votos que Dilma "perdeu" não foram "encontrados" por ninguém.

Já foram mobilizadas as equipes internacionais de busca e, até agora... nada.

De qualquer forma. Bond, devemos continuar atentos às manobras diversionistas ao mesmo tempo que devemos manter a serenidade.

A partir de hoje, faltam exatamente 6 meses para a data das eleições.

Muita água ainda deve correr.

Os ataques, de todos os tipos, vão se suceder.

Quanto ao eventual "desconhecimento" dos demais candidatos por parte do eleitorado, eu se fosse da oposição não botaria muita fé na melhora de seus resultados à medida que estes candidatos ficarem sendo mais conhecidos.

Muito pelo contrário.

Portanto, nada de pânico e nada de salto alto.

Eleição e jogo de futebol não se ganham na véspera.

José Antônio disse...

Bond, vou tentar fazer uma análise mais pontual sobre o quadro atual.

Inicialmente, é importante ressaltar que, se as pesquisas do DataFolha estiverem corretas, a situação de todos os principais candidatos se encontra, hoje, exatamente igual a de outubro do ano passado,

Observe que essa comparação somente é possível se excluirmos os candidatos nanicos que estavam ausentes em outubro e apareceram pela primeira vez em fevereiro.

Assim a evolução desde outubro foi:

Dilma tinha 42%, agora tem 43%.
Aécio tinha 21%, agora tem 18%.
Eduardo Campos tinha 15%, agora tem 14%.

No cenário em que Marina toma a cabeça de chapa no lugar de Eduardo Campos, temos:

Dilma tinha 39%, agora tem 39%.
Marina tinha 29%, agora tem 27%.
Aécio tinha 17%, agora tem 16%.

Em resumo, todas as variações foram muito pequenas e dentro da margem de erro.

No limite, pode-se dizer que Dilma chegou a melhorar um tiquinho, enquanto os demais perderam um tiquinho.

Nada significativo em termos estatísticos.

Outro dado importante é que, hoje Aécio aparece como o favorito entre a classe de maior poder aquisitivo (34% a 20% entre os que possuem renda familiar acima de 10 salários mínimos).

Nada surpreende saiu do armário e assumiu, sem complexos, sua opção preferencial pelos ricos.

Há uma pequena superioridade de Aécio entre os que possuem nível superior de escolaridade (25% a 22%). Seria um fator que poderia causar um desequilíbrio a favor de Aécio se a diferença fosse maior.

A situação de quase empate, dentro da faixa de erro, não permite muitas esperanças ao tucano.

Rejeição

Segundo o DataFolha, Dilma Aécio e Eduardo Campos se encontram rigorosamente empatados com 33%.

Marina possui 21% e Lula 19% de rejeição.

Para os principais candidatos, este critério somente é favorável a dois entre os "não candidatos).

A recuperação significativa de Marina Silva, embora sem motivo aparente, tende a provocar tempestades dentro do "matrimônio" Eduardo Campos / Marina.

Voto espontâneo

Não encontrei essa informação.

Desejo de mudança da parte do eleitor

Esta é a grande boia a qual a oposição se agarra tenazmente para tentar mudar o quadro eleitoral.

Pesquisa, após pesquisa, os institutos procuram demonstrar a insatisfação do eleitor com o Governo Dilma e que, portanto, estes desejam mudanças.

Entretanto, quando questionados, através de voto espontâneo, quem estaria mais apto a promover essas mudanças que, em tese, deveriam interessar à oposição, os resultados são:

Lula: 32%;
Marina: 17%;
Dilma: 16%;
Aécio: 13%;
Campos 7%.

A persistir esse quadro, as chances de reversão de tendência, ainda não se materializa.

Expectativa de mudança deste quadro

Até outubro o status atual de vitória de Dilma no primeiro turno pode mudar?

A resposta óbvia é, claro que sim.

Entretanto o tempo vai passando celeremente e para haver uma mudança seria importante termos já alguma sinalização consistente de mudanças na direção dos ventos.

Se não houver nos próximos meses uma modificação significativa, as chances da oposição vão se estreitando.

(continua...)

José Antônio disse...

(continuação)

Segundo Turno

Em caso de segundo turno, nem vou comentar, tamanha a disparidade de intenção de votos.

Joaquim Barbosa

Como eu tinha falado há alguns meses, na minha opinião havia uma única possibilidade da oposição levar essas eleições para o segundo turno com chances de deixar apertado o resultado final.

Na época eu preferi ficar quieto, pois não queria dar a dica para a oposição.

Hoje, acho, que já posso falar com segurança, pois as chances da oposição estrategicamente escolher essa alternativa são nulas.

O fator chave que poderia levar as eleições para um segundo turno com resultados imprevisíveis seria Joaquim Barbosa.

Mas não como candidato a Presidente. Como candidato à presidente, Joaquim Barbosa seria massacrado por diversos ataques que iriam vincular seu estrelismo durante o julgamento da AP 470, com uma secreta intenção de ser ungido Presidente.

Para não ser alvo de tamanha rejeição, JB deveria manter um perfil baixo, como candidato a vice, a fim de turbinar um outro candidato menos vulnerável a ataques.

Este candidato jamais poderia ser Aécio, pois as suspeitas de conluio entre JB e Aécio durante a AP 470 viriam facilmente à mente de todo o mundo.

O candidato que poderia se beneficiar desse apoio de JB seria Eduardo Campos. Entretanto, para isso, seria necessária uma engenharia política muito delicada e de resultados imprevisíveis.

Para começo de conversa Eduardo Campos teria que "se livrar" de Marina. Como fazer isso sem causar ondas violentas capazes de provocar naufrágios em série entre os aliados?

Como em política, muita gente é capaz de tratorar seus inimigos e mesmo amigos, talvez Eduardo Campos desse um ponta-pé no traseiro de Marina e montasse sua chapa com JB.

Se tal aliança ocorresse, certamente provocaria surpresas e uma grande dose de indefinições.

O prazo para JB se desincompatibilizar e se inscrever em um partido político, entretanto, termina hoje em menos de 1 hora. Aparentemente JB não se mostra disposto a esse movimento surpreendente nas peças do xadrez político.

Portanto, essa opção fica definitivamente descartada.

Conclusão
Nenhuma. Não sou leviano para fazer profecias quanto ao futuro.

Acho que todos os dados são bastante favoráveis à reeleição de Dilma, ainda no primeiro turno, desde que se jogue com a bola no chão e se evite o salto alto do "já ganhou".

Se quiserem apostar comigo, até apostaria na vitória de Dilma no primeiro turno. Embora tenha o caráter de uma aposta, não tem o caráter de uma profecia.

É isso...

José Antônio disse...


Corrigindo:

Outro dado importante é que, hoje Aécio aparece como o favorito entre a classe de maior poder aquisitivo (34% a 20% entre os que possuem renda familiar acima de 10 salários mínimos).

Nada surpreendente. Saiu do armário e assumiu, sem complexos, sua opção preferencial pelos ricos.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS