sexta-feira, 18 de abril de 2014

ELEIÇÃO NO BRASIL / PESQUISA IBOPE - DILMA CONTINUA LIDERANDO E CANDIDATOS DA OPOSIÇÃO PATINANDO

APESAR DA CAMPANHA SÓRDIDA, DOS ATAQUES E GOLPES BAIXOS CONTRA O GOVERNO FEDERAL, POUCA COISA MUDOU.


As recentes pesquisas de intenção de voto para Presidente da República nas próximas eleições de outubro, uma divulgada ontem pelo VOX POPULI (BOICOTADA PELA MÍDIA PARTIDARIZADA) e  outro hoje, pelo IBOPE, confirmam o favoritismo e a liderança de DILMA ROUSSEFF. É preciso ressaltar que as duas pesquisas pegaram esse período de verdadeiro bombardeio midiático em relação ao caso PETROBRAS/REFINARIA DE PASADENA, mais a ligação do Deputado André Vargas com o doleiro Youssef, e ainda a confirmação de Marina Silva como VICE de Eduardo Campos. 

Nada foi capaz de mudar o cenário eleitoral. Ainda é preciso registrar que o governo Dilma não saiu da defensiva, apenas esboçou em um discurso da presidente e na entrevista de Lula aos blogueiros, alguma reação. Quando a campanha começar de verdade, e o que o governo federal já fez e vem fazendo for destacado, com LULA entrando como o principal cabo eleitoral do Brasil, quem sabe tenhamos uma produção de noticiário mais justo e equilibrado. A MÍDIA partidarizada e monopolizada, só divulga notícias negativas para o governo.

Redação BONDeblog
================================================================

DESTAQUES DA PESQUISA DO IBOPE
Espontânea

Na parte da pesquisa que avalia em quem o eleitor votaria sem que seja apresentada a ele uma lista de possíveis candidatos, 23% disseram espontaneamente que votarão em Dilma; 7% em Aécio; 6% em Lula; 4% em Marina; 2% em Eduardo Campos; 1% em José Serra; e 2% em outros candidatos com menos de 1% das intenções de voto. Na pesquisa espontânea, brancos e nulos somam 19% e não sabem/não respondeu, 37%.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 140 municípios entre as últimas quinta (10) e segunda (14). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos – isso significa que a intenção de voto em um candidato com 10%, por exemplo, pode variar entre 8% e 12%. O levantamento tem nível de confiança de 95% e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo BR-00078/2014.


Trio de candidatos

O Ibope também testou cenários em que apresentou aos eleitores uma lista somente com os prováveis candidatos de PT, PSDB e PSB, sem os nomes dos postulantes dos pequenos partidos.

Com Dilma, Aécio e Eduardo Campos, a presidente somaria 39%, contra 16% e 8% dos outros dois, respectivamente. Brancos e nulos seriam 26% e não sabe/não respondeu, 11%.

Contra Aécio e Marina, Dilma teria os mesmos 39%. O tucano com 15% e Marina, com 13%. Brancos e nulos somariam 23% e não sabe/não respondeu, 10%.

12 comentários:

LRM disse...

Um post bem manipulado, não Sr. Bond? O senhor sabe muito bem que as intenções de voto na Dilma caíram para 37%. E ainda vão cair mais quando o povo se der conta da inflação e da queda do poder aquisitivo.

O 2o turno já está chegando.......

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia

Eu nem coloquei que num eventual segundo turno, a pesquisa Ibope aponta a vitória folgada de Dilma sobre qualquer um dos três candidatos.

Na pesquisa com Dilma mais dois, ela tem 39% de intenção de votos, a queda registrada está dentro da margem de erro.

Não há qualquer manipulação da minha parte. O que está aí foi divulgado pelo IBOPE e publicado pelo Estadão e G1.

LRM disse...

Recebi de um amigo hoje pela internet:

"D'us eu te dou Dilma, Lulla, Zé Dirceu, Genoino, Graça, e muitos outros companheiros só para voce me devolver Gabriel Garcia Marques."
****************************
Com esses aí Deus não devolve nem a unha do escritor.

José Antônio disse...


Como analisei anteriormente em relação à pesquisa do DataFolha, repeti, agora a mesma metodologia em relação à pesquisa IBOPE.

Comparei os resultados de outubro (um ano antes das eleições) com os últimos resultados divulgados ontem (17 de abril):

Mais uma vez, excluí os nanicos, pois estes não apareciam em outubro de 2013.

O que saiu dessa análise?

Dilma tinha 41% em outubro e agora tem 39%.

Aécio tinha 14% e agora tem 15%.

Eduardo Campos tinha 10% e agora tem 8%.

Em outras palavras, a diferença entre Dilma e (Aécio + Campos) passou de 17% (41% - 24%) em outubro para 16% (39% - 23%).

A data das eleições se aproximam celeremente (faltam pouco mais do que 5 meses e meio) e, entre outubro de 2013 e abril de 2014 (6 meses), a diferença entre Dilma e os dois candidatos mais fortes diminuiu ... 1%, dentro da margem de erro.

Nesta velocidade, é difícil vislumbrar um segundo turno.

Não fiz a mesma análise com os dados da Sensus, pois não achei nenhuma pesquisa, deste instituto, com data em outubro de 2013.


LRM disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
LRM disse...

Dilma está zona de alto risco, e se cair mais 3 pontos não se reelege.

http://www.folhapolitica.org/2014/04/aprovacao-de-dilma-cai-para-zona-de.html

José Antônio disse...


Não é por nada não, mas a fonte de onde o comentário acima foi extraído me leva a apostar muito mais na minha sensibilidade política do que na dos autores.

É a minha percepção contra a deles. E, ao menos neste caso, sou mais a minha.

José Antônio disse...


Huuum.... e pelo o que eu pude constatar sobre a fonte em questão, todos os comentários possuem pensamento único.

Não sei se alguém pode ir lá comentar contestando a opinião do post.

LRM disse...

Preocupado, Sr. José ANtônio?

Os tucanos já estão comemorando mais essa queda da gerentona.

Revela um viés de baixa que, se mantido até outubro, pode deixar a candidata-poste com menos de 10% das intenções de votos.

José Antônio disse...


KKKKKKKKKKKKKKKK!!!

José Antônio disse...


Decididamente, os tucanos vivem em um mundo paralelo.

Grande tema para um livro/filme de ficção científica.

Sugiro, para escrevê-lo, aquele Marco Antônio da Villa.

LRM disse...

Ok, a Dilma não vai cair muito mais porque 30% o PT sempre teve, e assim mesmo muitas vezes perdeu. Dilma está na mídia ha 4 anos. É normal ser mais conhecida. Mas, para quem já teve o dobro das intenções de votos ha menos de 1 ano, não deixa de ser um fiasco. Quando a campanha começar de verdade os demais candidatos vão crescer. Hoje o número de indecisos, nulos e brancos supera os próprios votos da gerentona ,e tudo indica que eles não vão migrar para a situação.

Guarde os seus risos para as próximas pesquisas após a Copa. Eu já guardei.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS