quarta-feira, 12 de março de 2014

VOO MH370 MALAYSIA AIRLINE - MISTÉRIO E MEDO RONDAM O DESTINO DE 239 PASSAGEIROS


Difícil de acreditar que um avião possa cair na Rota em que o Boeing 777 da Malaysia Airline se encontrava, sem deixar vestígio algum. Como já afirmaram autoridades da Tailândia e da Malasia, essa ROTA é uma das mais seguras, movimentadas, o tempo estava bom no momento do desaparecimento/perda de contato. Uma dezena de Navios e aviões, mais helicópteros e até submarinos estão vasculhando toda a região do Golfo da Tailândia e mar do Vietnam. A área de buscas foi ampliada e, 72 horas após o sumiço da aeronave, não há qualquer sinal.

As especulações ganham força.

A aeronave estava fora de sua ROTA. Haviam pessoas no VOO que usavam passaporte falso. O Piloto tentou voltar. A aeronave foi vista voando em baixa altitude e direção oposta a do seu destino original. Não há, segundo autoridades americanas, indícios de ligação de qualquer passageiro com grupos terroristas.


A gora vem a notícia de que aparelhos celular de alguns passageiros estão LIGADOS. O useja, os familiares ligam, o aparelho chama, mas, ninguém atende a ligação.

O VOO MH370 tem tudo para entrar para a HISTÓRIA, como um dos maiores desastres AÉREOS, ou como um dos MAIORES MISTÉRIOS.

LEIA + AQUI


Familiares de passageiros do voo da Malásia desaparecido alegam que diversos celulares dos que estavam a bordo da aeronave continuam ligados. Segundo a imprensa chinesa e o jornal Washington Post, os telefones tocam, mas ninguém atende. O avião da Malaysia Airlines, um Boeing 777, desapareceu na madrugada deste sábado (hora local) com 239 pessoas a bordo e o ocorrido foi classificado como um "mistério sem precedentes".

4 comentários:

LRM disse...

Essa notícia dos celulares é a mais esquisita de todas, pois todos os passageiros são obrigados a desligar os celulares durante o vôo.

H.P. disse...

Como quase todos já leram a respeito, voltamos a relembrar o ocorrido. ATENÇÃO: A CONCLUSÃO VAI LOGO A SEGUIR, APÓS A MATÉRIA.

"...O Voo Varig 967, operado pela companhia aérea brasileira Varig, foi um voo comercial de carga conhecido por seu desaparecimento ocorrido em 1979 .
O avião cargueiro Boeing 707-323C levantou voo do Aeroporto Internacional de Narita, em Tóquio, no Japão, às 20h23 do dia 30 de janeiro de 1979. O destino final era o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro-Galeão, com uma escala nos Estados Unidos.
Vinte e dois minutos depois de decolar, o comandante Gilberto Araújo da Silva fez o primeiro contato com a torre de controle. Não havia qualquer problema a bordo. O segundo contato, previsto para as 21h23min, não chegou a ser feito.
O avião desapareceu sobre o Oceano Pacífico cerca de trinta minutos após sua decolagem em Tóquio. Nenhum sinal da queda, como destroços ou corpos, jamais foi encontrado. O voo de carga transportava, entre outros itens, 153 quadros do pintor Manabu Mabe, que voltavam de uma exposição no Japão. As pinturas foram avaliadas na época em mais de US$ 1,24 milhão. É conhecido por ser o maior mistério da história da aviação e o único jato civil comercial que desapareceu sem deixar vestígios até os dias de hoje.
O desaparecimento foi notado pelos controladores de voo após a falta de comunicação na passagem do Varig 967 sobre um dos pontos imaginários fixos sobre o oceano, usados na navegação e monitoramento de progresso de voo. Após uma hora de tentativas frustradas de se estabelecer alguma comunicação, o alarme foi dado e as equipes de busca e salvamento foram acionadas. Com a escuridão reinante, as buscas foram suspensas e só foram retornadas mais de doze horas depois da decolagem, na manhã do dia seguinte. Apesar de mais de oito dias de busca intensa no mar, nenhum sinal de destroços, manchas de óleo ou dos corpos dos tripulantes jamais foi encontrado.
A investigação interna da Varig não conseguiu resolver o enigma. No relatório final sobre o acidente, consta o seguinte: "Não foi possível encontrar nenhum indício que lançasse qualquer luz sobre as causas do desaparecimento da aeronave". Muitas hipóteses e teorias foram formadas a partir de então para tentar entender o que ocorreu com o Boeing 707 da Varig...".
***********
Esses fatos se referem "apenas" a aviões desaparecidos que, um dia, serão encontrados.
O que nunca será encontrado, ou será que já foram encontradas? é o que segue. Isso sim é mnistério:

"O desaparecimento de 120 toneladas de aço nobre no Rio.

Elas foram produzidas com uma liga especial e valem uma fortuna. O material é bem resistente e foi feito para durar no mínimo 400 anos...".

José Antônio disse...

Ora, gente... quanta ingenuidade..

A culpa é do Lula... e do Zepelim, é claro:

De tudo que é nego torto
Do mangue e do cais do porto
Ele já foi responsabilizado,
O seu corpo é dos errantes
Dos cegos, dos retirantes
É de quem não tem mais nada

Dá-se assim desde menino
Na garagem, no sindicato
Atrás do tanque, no mato
É o rei dos detentos
Das loucas, dos lazarentos
Dos moleques do internato

E também vai amiúde
Com os velhinhos sem saúde
E as viúvas sem porvir
Ele é um poço de bondade
E é por isso que a cidade
Vive sempre a repetir

Joga pedra no Lula!
Joga pedra na Lula!
Ele é feito pra apanhar!
Ele é bom de cuspir!
Ele dá bolsa pra qualquer um!
Maldito Lula!

H.P. disse...

UMA "CURIOSIDADE".

Nós colocamos a matéria aqui, sobre o "desaparecimento"/incompetência de quem a deveria ter e não tem, do VOO VARIG 967 e, "COINCIDENTEMENTE", após 3 horas, a Folha de são paulo, "lembra" do fato e coloca lá.
E eles que falam que nós copiamos as matérias deles né?
Como alguém já disse: "Eles vivem "pulando" de para-quedas e nós que vivemos nos ares né?".

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS