quinta-feira, 27 de março de 2014

STF LIVRA A CARA DO TUCANO EDUARDO AZEREDO - O VOTO EM VÍDEO

STF SERVIU COMO TRIBUNAL DE EXCEÇÃO SÓ PARA OS RÉUS DO MENSALÃO ??!!


EDUARDO AZEREDO ESCAPA DO STF ! EDUARDO AZEREDO NUNCA SERÁ PUNIDO DE FATO E NUNCA SERÁ PRESO ! 


A DECISÃO DE REMETER O PROCESSO DE EDUARDO AZEREDO PARA SER JULGADO NA JUSTIÇA MINEIRA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA, SÓ REFORÇA A CONVICÇÃO DE QUE, O JULGAMENTO DA AÇÃO PENAL 470 PELO STF FOI UM ATO DE EXCEÇÃO.

LEIA + AQUI

STF decide que Azeredo será julgado pela Justiça de Minas

2 comentários:

José Antônio disse...

O pior é que o Ministro está correto.

Quem esteve errado foram todos os demais Ministros do STF que mantiveram o julgamento dos réus petistas sem direito à segunda instância.

Não sei se não daria para entrar com recurso dada a flagrante aplicação de um peso e duas medidas.

Só sinto que, a justiça brasileira seja tão facilmente manipulável que o ex-Senador Azarado (sortudo?) da Silveira poderá procrastinar a decisão final até que esteja com a pena prescrita.

Quero ver, agora, todos aqueles que pressionaram histericamente o STF para não deixarem os réus petistas terem garantidos seus direitos constitucionais, como irão se comportar.

Aposto que muito pianinho.

Eram aqueles que se diziam contra a corrupção... dos outros.

BONDeblog S. O. disse...

José

A decisão de agora (correta), embora como disse o Ministro Barroso, é preciso estabelecer uma regra que impeça essas jogadas de o RÉU escolher o seu JUIZ, só reforça que o julgamento da AP 470, com vários réus sem foro privilegiado sendo julgados no STF sem direito a recorrer, foi um TRIBUNAL/JULGAMENTO DE EXCEÇÃO.

Não espere que Dona Lucia peça a condenação de Azeredo, não espere que ela clame por JUSTIÇA e contra a impunidade.

E Dona Lucia no caso, é o mesmo que uma legião de pessoas, tendenciosas.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS