terça-feira, 11 de março de 2014

ECONOMIA DO BRASIL - INDÚSTRIA CRESCE 2,9% EM JANEIRO DE 2014


Indústria começa 2014 com crescimento de 2,9% sobre dezembro
11/03/2014 - 
Rio de Janeiro
Vinicius Lisbôa - Repórter da Agência Brasil Edição: José Romildo

A produção industrial nacional cresceu 2,9% no primeiro mês de 2014, em comparação com dezembro de 2013, divulgou hoje (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, na Pesquisa Industrial Mensal. O resultado interrompe uma trajetória de queda que começou em novembro, com -0,6%, e se repetiu em dezembro, com -3,7%.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, no entanto, houve queda de 2,4% em janeiro. A taxa acumulada dos últimos 12 meses apresenta alta de 0,5% na produção, mas a média móvel trimestral registra recuo de 0,5%.

A indústria de bens de capital foi a que mais cresceu de dezembro para janeiro, com alta de 10%. A de bens de consumo apresentou alta de 2,3%, sendo 3,8% nos bens duráveis e 1,2% nos semiduráveis e não duráveis. Os bens intermediários tiveram crescimento de 1,2%. Com a exceção dos bens de capital, que acumulam alta de 12,1% nos últimos 12 meses, todas as outras categorias de uso somam quedas, de 0,2% a 1%.

A pesquisa mostra que 17 dos 27 ramos tiveram aumento na produção de janeiro em relação a dezembro. A indústria farmacêutica, com alta de 29,4%, foi uma das principais influências positivas, assim como a de veículos automotores, que, com 8,7% de crescimento, interrompeu uma tendência negativa que vinha se repetindo desde outubro.

A indústria de fumo está entre as que se destacaram por perdas na produção, com queda de 47,6%. Também puxaram o resultado para baixo as indústrias de outros produtos químicos (-2,5%), álcool (-2,2%) e produtos de metal (-2,7%).

3 comentários:

LRM disse...

Sr. Bond,
Suas informações (na verdade as do órgão ESTATAL aparelhado) estão tão manipuladas quanto as da grande imprensa que o senhor tanto critica. A indústria cresceu sobre uma base irrisória, na verdade de queda assombrosa. Na média o setor não cresce desde que o PT virou governo. O dólar baixo (ainda que tenha subido) faz nossa indústria apanhar feio da china.
A política industrial do PT, junto coma política de saúde e educação, é um DESASTRE. Nos tornamos meros exportadores de commodities, como no passado com o pau brasil, a cana de açúcar e depois o café e a soja. O futuro do país está condenado. Nós JAMAIS seremos uma nação desenvolvida.

José Antônio disse...

"Nós JAMAIS seremos uma nação desenvolvida."

Querias!!!

Só que não!!!

Afinal, o povo pensa diferente.

E para esse desejo, o de ver o Brasil sempre de joelhos, venha a se tornar realidade, será necessário vencer antes nas urnas.

BONDeblog S. O. disse...

Sra. Lucia

Nós seremos uma NAÇÃO desenvolvida, ainda que por conta de pessoas que pensam e se posicionam como a senhora, isso se dê com atraso.

Quanto à informação, ela nada tem de aparelhada, visto que, todas as comparações e informações, para o bem e para o mal, sobre como vai a indústria, estão aí contidas.

Se a senhora não lê e condenada, fazer o que não é mesmo ?

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS