domingo, 16 de fevereiro de 2014

SENADOR SUPLICY ENQUADRA MINISTRO GILMAR MENDES - FALANDO DEMAIS E SEM RAZÃO

DAS ARÁBIAS...DEMOROU, MAS...

Finalmente alguém enfrenta e responde com a devida firmeza, e até "ENQUADRA" o ministro falastrão Gilmar Mendes, que dia sim outro também, ocupa páginas de jornais do PIG, atuando muito mais como um político de oposição em campanha, do que na condição de membro do judiciário, que deveria ter recato e observar certos limites, visto que as pessoas das quais anda FALANDO e ATACANDO, são, ainda, RÉUS, em processos dos quais ele participa como juiz.

A CARTA enviada por Eduardo Suplicy ao Ministro Gilmar Mendes, embora com a educação costumeira com que o senador se expressa, não deixa de ser uma DURA no membro do STF.

Traduzindo para a linguagem cotidiana, Suplicy afirma que Gilmar fala demais, fala sem razão, acusa sem apresentar provas e não atua como deveria, no âmbito da Justiça Eleitoral, para reforçar a criação de uma LEGISLAÇÃO que impeça ou minimize as fraudes e corrupção em campanhas para ELEIÇÕES. 

Enfim, quem sabe Gilmar Mendes se aposenta do STF e vai ser VICE de Aécio Neves.



Ofício n.º 00113/2014 Teerã, 15 de fevereiro de 2014.

Senhor Ministro Gilmar Mendes,


Tendo em vista a correspondência de V. Exª. datada de 12 de fevereiro de 2014, devo externar que não tenho dúvidas de que, como cidadão, tem todo o direito de se expressar sobre essa ou aquela situação da vida política de nosso país. Porém, como juiz da causa que condenou os acusados, caberia a V. Exa. maior reserva.

Quando V. Exª. questiona, sem qualquer prova material, a regularidade das doações a José Genoino, Delúbio Soares, José Dirceu, e João Paulo Cunha, passa-me o sentimento de que não julgou com base exclusivamente na razão. Isso não é bom para o papel que o Supremo Tribunal Federal (STF) desempenha na Organização dos Poderes da República.

Até onde tenho conhecimento, as famílias dos quatro membros do Partido dos Trabalhadores é que tiveram a iniciativa de fazer a campanha para arrecadar fundos e pagar as multas condenatórias. Não vejo ilegitimidade ou ilegalidade nessa conduta.

E foi isso que me motivou a escrever a V. Exª. – a surpresa de tomar conhecimento de um comentário público, questionando doações sem qualquer fundamento probatório que o amparasse. E tudo isso, considerando ainda que o julgamento da Ação Penal 470 não está concluído no STF, pois encontra-se em curso a análise dos embargos infringentes.

Noto que V. Exª. não se referiu ao que considero da maior importância em minha carta, qual seja, as decisões que nós do PT e de todos os demais Partidos devemos tomar para prevenir e evitar os procedimentos que foram objeto da Ação Penal 470. Eis porque tenho me empenhado para que venhamos todos, nas campanhas eleitorais, assumir o compromisso de não utilizarmos recursos não contabilizados, de proibirmos as contribuições de pessoas jurídicas, de limitarmos a uma soma módica as contribuições de pessoas físicas e, de exigirmos, durante a campanha eleitoral, a transparência em tempo real, ou nas datas de 15 de agosto, 15 de setembro e ultimo sábado que antecede o domingo das eleições, com o registro na página eletrônica de cada partido, coligação e candidato, de todas as contribuições recebidas. Desta forma, os eleitores terão conhecimento dos doadores e poderão comparar as contribuições feitas com os gastos efetivamente realizados em cada campanha.

V. Exª., que acaba de assumir como ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral, poderia, pela posição que ocupa, incentivar os formadores de opinião da sociedade no que diz respeito à efetivação desses anseios como normas que têm sido apoiadas pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, pela OAB e muitas outras entidades da sociedades civil.

Atenciosamente,

Senador Eduardo Matarazzo Suplicy

=========================

LEIA TAMBÉM


15 comentários:

LRM disse...

José Antônio disse...

D. Lucia, mais uma vez, comprova a sua desonestidade intelectual.

Ao me atribuir ter ofendido a honra de um adversário, supostamente anônimo, D. Lucia ignora ou finge não ter viso que este anônimo tinha antes ofendido várias pessoas, entre as quais me incluía.

E D. Lucia ainda tem a coragem de concluir seu comentário com esta pérola que só faz conformar o que eu disse:

"Ofender a honra dos adversários é coisa de gente mesquinha."
*******************************
Se. José Antônio,
que eu me membre o comentário daquele anônimo não fazia menção ao senhor, sequer citava seu nome. Se o senhor se sentiu ofendido é porque, provavelmente, é mais do que um militante, é algum dirigente do PT. Assim sendo, entendo que o senhor possa nos tirar várias dúvidas:

1- Lula sabia ou não do mensalão?
2- Porque quando estourou o maior escândalo de corrupção da história da república, Lula veio a público assumir e se desculpar pelo mensalão para, anos mais tarde, dizer que isso não existiu?
3- De onde vem a dinheirama que está irrigando a conta dos mensaleiros presos, para pagar as multas impostas pela justiça? Quem são os laranjas envolvidos nisso?

Tem muito mais coisas que o senhor, como provável funcionário do partido, poderia nos informar se tivesse a honestidade intelectual que não reconhece nos seus adversários.Fico aqui aguardando algo mais do que as abobrinhas oficiais de praxe do partido que o senhor vive repetindo.
Até lá, me deixe sozinha com a minha suposta desonestidade intelectual. Ela certamente é mais honesta do que a sua.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
José Antônio disse...

"Até lá, me deixe sozinha com a minha suposta desonestidade intelectual"

E por que a senhora não nos deixa sozinhos com a nossa "mais que militância".

Não sou dirigente de partido nenhum e se fosse dirigente do PT, por exemplo, aquele partido que a senhora tanto detesta, não estaria cometendo crime nenhum.

A senhora continua vindo aqui fazendo acusações, a quem a senhora não gosta, sem provas. Prove o que diz e acuse depois.

Isso é antigo. Nem foi a senhora qum inventou. Por isso mesmo, existem preceitos legais e morais que procuram impedir aquilo que a senhora tanto adora: a justiça pelas próprias mãos.

Provavelmente a senhora é uma dirigente tucana, paga pelo PSDB, para vir aqui ofender e torrar a nossa paciência.

De onde vem a dinheirama que serve para pagar o seu tempo de trollagem?

De onde vem a dinheirama toda para financiar a imprensa partidária tucana?

De onde vem a dinheirama toda para provocar o caos no país?

De onde vem a dinheirama toda para intranquilizar a nação?

De onde vem a dinheirama toda para provocar mais um golpe na América Latina?

Por que a senhora não usa esse seu tempo para fazer algo de mais útil para o seu partido?

Que tal marcar uma reunião do diretório tucano para discutir medidas e propostas que seriam úteis ao Brasil?

Quem sabe, se essas propostas forem realmente boas, os tucanos passem a vencer, legitimamente, as eleições e deixem de se comportar como meninos mimados que tudo querem e levam a bola para casa quando estão perdendo?

Por que esta oposição não é capaz de trazer ideias novas que não sejam bolorentos chavões?

Por que esta oposição, que já está há quase 12 anos fora do governo, não se renova? São sempre os mesmos nomes que, ao morrerem, levarão juntamente para o túmulo o que sobrou desta oposição.

Por que esta oposição prefere viver em Miami? Nada contra as preferências, mas deixem quem prefere viver aqui, viver em paz e do jeito que acha mais conveniente.

Que tal disputar, legitimamente, as eleições?

Que tal disputar, legitimamente, os corações e mentes dos brasileiros?

Que tal jogar dentro das regras do jogo e não querer modificá-las, na marra, ao menor sinal de que elas não lhes são favoráveis?



BONDeblog S. O. disse...

Sr. anônimo

Vá cantar em outra freguesia.

O senhor (a) não pediu, e eu não dei autorização para divulgar aqui propaganda / link de espaço reacionário.

O SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA DOS MILITARES AFIRMAM QUE...

A única coisa que esses serviços podem afirmar nesse momento, é que a FARSA DA BOMBA DO RIO CENTRO foi definitivamente desmascarada, e os militares de então, que junto a um delegado participaram do planejamento e execução do fracassado atentado, serão responsabilizados.

José Antônio disse...


E, antes que eu me esqueça, D. Lucia: vá tomar seu suco diário de hemácias, antes que perca completamente sua consciência.

H.P. disse...

A QUE PONTO CHEGA A DEMÊNCIA/DESESPERO DESSA DIREITA MIDIATICA, EM SITUAÇÃO PRÉ FALIMENTAR.

O SILVIO SANTOS TAMBÉM SERIA SÓCIO DO PT?
Diretor do SBT é acusado de ser ‘sócio’ do presidente do PT por comentarista - 15/02/14 (JOSÉ NÊUMANE PINTO). SERÁ QUE ELE CONSEGUE PROVAR?

15/02/2014
"O jornalista José Nêumanne Pinto acusa a direção de jornalismo do SBT de ter relações com o PT
O jornalista José Nêumanne Pinto acusa a direção de jornalismo do SBT de ter relações com o PT
O jornalista José Nêumanne Pinto enviou a amigos uma carta em que acusa Marcelo Parada, diretor de jornalismo do SBT, de ter “notórias ligações societárias com o presidente nacional do PT, Rui Falcão”.

“Nunca tive nenhuma relação societária com Rui Falcão. Nunca. Não sei de onde o Nêumanne tirou essa história. Desafio qualquer um a provar qualquer relação societária minha com Rui Falcão. Nunca fui sócio e nunca prestei serviços para Rui Falcão“, negou Parada ao jornalista Daniel Castro (http://tvfoco)...".

H.P. disse...

DONA SHEIRAZADE, do sbt, CO-RESPONSABILIZA A EMISSORA NO PROCESSO.

“Esse burburinho não passa de jogo político. Qualquer um pode te acusar de qualquer coisa. Quero ver provar(dona sheirazade, tá tudo gravado, ou não? - nosso). Terei sempre o apoio da empresa onde trabalho, pois sou parte dela, represento o jornalismo do SBT(ou seja, falou representando o jornalismo do sbt - nosso). Ah, e não temo ser processada. Trabalhei durante 17 anos no Poder Judiciário(será que é por isso que o judiciário tá do jeito que tá - nosso), conheço bem a Justiça, e é claro que terei meu direito ao contraditório(na Ação 470 não tiveram esse direito - nosso). Quem age corretamente(corretamente? - nosso) não teme os rigores da lei. Esse é o meu caso. As ameaças de processo não passam de tentativa de intimidação ao meu trabalho, à minha liberdade de expressão(cometem todos os crimes e falam na famosa "liberdade de expressão" - nosso), garantia, aliás, expressa na Constituição Federal(definitivamente a sra. NÃO LEU A CONSTITUIÇÃO, vai lá ler - nosso)“, afirmou Rachel (http:/tvfoco)...".

José Antônio disse...

Prezado H.P.

"O jornalista" José Nêumanne Pinto é muito bem informado.

Ele deve obter suas informações através da D. Lucia que, como todos sabemos, também é muito bem informada.

Anônimo disse...

A carta (ofício?) até q ficou mesmo bem escrita. E muito educada.

O q ñ entendo é pq ele ñ escreve um requerimento pedindo a abertura de um processo de impeachment contra o referido ministro. Aliás, acho até q, de imediato, ele contaria com a assinatura do senador Requião.

Inclusive, em lugar de degolar o Gilmar, seria mais adequado botar o Barbosa pra correr. Este, sim, se for banido do Judiciário, será a maior contribuição de todos os tempos q o Senado dará à nação. Seria bastante didático. Seria o ato q tá faltando para demonstrar q o Supremo pode muito, mas não pode tudo.

José Antônio disse...

D. Lucia que quer saber de onde vem a dinheirama:

Um ano depois, picolé de Serra ainda é mistério

No início do ano passado, uma transação surpreendeu o mercado: o fundo Innova, gerido por Verônica Serra, filha do ex-presidenciável tucano José Serra, investiu R$ 100 milhões para ter 20% de uma pequena fábrica de sorvetes de Cotia (SP), a Diletto; a promessa era ganhar o mundo e transformá-la na nova Haagen-Dazs; de lá pra cá, absolutamente nada aconteceu, como atesta o site da própria empresa, deixando no ar algumas perguntas intrigantes: de onde realmente veio o dinheiro para um investimento tão sem sentido e o que foi feito com os recursos trazidos de paraísos fiscais para o Brasil?

16 de Fevereiro de 2014 às 11:16

247 - Um ano atrás, o fundo de investimentos Innova, gerido por Verônica Serra, filha do ex-governador e ex-presidenciável tucano José Serra, anunciou um dos investimentos mais estranhos da história do capitalismo brasileiro. O fundo decidira aportar R$ 100 milhões para adquirir 20% de uma pequena fábrica de sorvetes em Cotia (SP), chamada Diletto (relembre aqui: http://www.brasil247.com/pt/247/economia/96697/Por-que-Lemann-e-Ver%C3%B4nica-pagaram-tanto-pelo-picol%C3%A9.htm).

À época, foi montada uma pesada operação de marketing para dar ar de normalidade à transação. Entre as peças promocionais, houve até uma capa da Forbes Brasil, sobre os planos do empreendedor Leandro Scabin, que fundara a Diletto. Dizia-se, à época, que os recursos do fundo Innova estariam sendo aportados pelos empresários Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles, da Ambev, e que a pequena sorveteria seria transformada na nova Haagen-Dazs.

No entanto, no mercado, sempre houve a suspeita de que os recursos geridos por Verônica Serra pertenciam à própria família – e não ao trio de bilionários da Ambev, que não costumam rasgar dinheiro aportando R$ 100 milhões numa sorveteria.

De lá pra cá, o que realmente aconteceu? Uma visita ao site da Diletto é esclarecedora. No campo "Diletto na mídia" (confira aqui), descobre-se que nada de importante sucedeu na história da empresa depois do aporte de R$ 100 milhões. Depois da entrada do Innova, a empresa conseguiu emplacar uma nota no Valor Econômico, sobre um picolé especial de dia das mães (leia aqui) e uma pequena reportagem na Gazeta do Povo sobre sorvetes (leia aqui).

Muito pouco para quem levou uma bolada tão grande. O que deixa no ar algumas questões: (1) de onde realmente veio o dinheiro do aporte na Diletto? (2) o que foi feito com esses recursos?


http://www.brasil247.com/pt/247/economia/130387/Um-ano-depois-picol%C3%A9-de-Serra-ainda-%C3%A9-mist%C3%A9rio.htm

Ou será que a curiosidade de D. Lucia é bastante seletiva? As grandes maracutaias ela não se inquieta. Aponta, apenas, aquelas pequenas para servir de cortina de fumaça e esconder as grandes. Aquelas que sempre fizeram do Brasil do passado aquilo que ele ainda luta para se desvencilhar.

José Antônio disse...


Quem pagou essa dinheirama, D. Lucia?

BONDeblog S. O. disse...

José

R$ 100 MILHÕES POR 20% da sorveteria, significam que ela vale, ou valeria R$ 500 MILHÕES.

QUE SORVETERIA QUENTE ESSA, EM ?

José Antônio disse...

Bond, sobre o ataque terrorista ao Riocentro, lembrado acima, e que ainda é mais quente do que o picolé da filha do Serra, permito-me colocar o link para reportagem do Globo de hoje:

Com novas provas, MP denuncia seis pessoas no caso Riocentro

http://oglobo.globo.com/pais/com-novas-provas-mp-denuncia-seis-pessoas-no-caso-riocentro-11619478

Relembro que o episódio terrorista ocorreu em 1981 e, portanto, não estava coberto pela polêmica lei de anistia.


LRM disse...

Sr. José Antônio,
realmente é uma escândalo essa sorveteria. Sö resta saber se os fundos da Innova são privados ou públicos. Se são privados, pouco me importa. Que os acionistas se virem na justiça. Se são públicos, é o meu, o seu e o nosso dinheiro muito mal aplicados. Que a filha de José Serra preste contas com a justiça se estiver errada, e pode ter certeza de que não terá de minha parte nenhuma defesa ou perdão. E pode apostar que nenhum militante tucano vai torpedear o judiciário ou detonar a imprensa por isso. Já se ela fosse petista a história seria outra outra, não é Sr. José Antônio? O PT age nos moldes da máfia italiana, protegendo seus membros. Eis a infâmia que eu combato.

Que bom que o senhor reconhece que existe maracutaia entre os membros do PT, ainda que os chame supostamente de "pequenos", os quais, aos olhos da justiça, são crimes também, iguais aos outros .

José Antônio disse...

"Sö resta saber se os fundos da Innova são privados ou públicos. Se são privados, pouco me importa."

Se vierem de paraísos fiscais como sendo fundos privados, mas de origem duvidosa, trata-se de crime de lavagem de dinheiro. Portanto, trata-se de dinheiro público.

A mesma preocupação a senhora e o Joaquim Barbosa não tiveram em relação aos fundos da VISANET que são privados e foram empregados para a publicidade dos cartões VISA de bandeira do Banco do Brasil. As verbas publicitárias PRIVADAS do Visanet foram usados na promoção de diversos eventos e foram, documentadamente, distribuídas aos diversos órgãos de imprensa proporcionalmente à sua circulação. Isso significa que a maior parte desse dinheiro, supostamente público e supostamente "desaparecido" foi parar nos cofres de "O Globo" e "Editora Abril".

Mais ainda, esse sempre foi o procedimento do VISANET, mesmo antes do Pizzolatto assumir.

"Que bom que o senhor reconhece que existe maracutaia entre os membros do PT, ainda que os chame supostamente de "pequenos", os quais, aos olhos da justiça, são crimes também, iguais aos outros ."

Maracutaias, grandes ou pequenas, aos olhos da justiça são maracutaias, sim.

Entretanto, escandalizar e chamar a atenção de todos para o roubo de um sabonete para esconder/encobrir/disfarçar/distrair o assalto a um banco, é por demais conhecido.

Embora ambos sejam crimes, não podem ser igualados. Tanto que as penas para cada tipo são bem diferentes.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS