domingo, 16 de fevereiro de 2014

REVISTA VEJA QUER JOAQUIM BARBOSA CANDIDATO - MAS ELE DIZ QUE AGORA NÃO !

FACTÓIDES E BALÕES DE ENSAIO


Sem um nome que possa, de maneira limpa, fazer frente à candidatura de Dilma Rousseff, o PIG anda em busca de um SALVADOR DA PÁTRIA e de UM MILAGRE.

Reportagem da revista Veja afirma que presidente do STF teria revelado a um interlocutor que ficaria na casa só até abril

Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou em nota divulgada neste sábado, que não será candidato a presidente nas próximas eleições, embora tenha desejo de não permanecer no Supremo até os 70 anos, idade da aposentadoria compulsória. A nota, divulgada para a imprensa pela secretaria de comunicação do STF, é uma resposta à reportagem publicada na revista Veja desta semana.

Na edição deste sábado, a revista afirma que Barbosa teria dito a um interlocutor que pretende sair do STF em abril, após a votação dos embargos infringentes do mensalão. Coincidência ou não, o mês de abril também corresponde ao prazo final para que candidatos se filiem a partidos políticos. Ainda de acordo com a revista, Barbosa já teria sido sondado por dois partidos, mas teria recusado as propostas por não se identificar com as siglas.

Leia abaixo a nota:

1) O Presidente do Supremo Tribunal (STF), Ministro Joaquim Barbosa, ratifica que não é candidato a presidente nas eleições de 2014.

2) Com relação a uma possível renúncia ao cargo que hoje ocupa, o Ministro já manifestou diversas vezes seu desejo de não permanecer no Supremo até a idade de 70 anos, quando teria que se aposentar compulsoriamente. No entanto, não existe nenhuma definição com relação ao momento de sua saída. Ele não fez consulta alguma ao setor de recursos humanos do STF sobre benefícios de aposentadoria.

3) No que se refere ao seu futuro após deixar o Tribunal, o Ministro reserva-se o direito de tomar as decisões que julgar mais adequadas para a sua vida na ocasião oportuna. Entende que após deixar a condição de servidor público, suas decisões passam a ser de caráter privado.

4) O Ministro Joaquim Barbosa não faz juízo de valor sobre nenhum dos partidos políticos brasileiros, individualmente. A respeito do quadro partidário, já expressou sua opinião no sentido da realização de uma ampla reforma política que aprimore o atual sistema. Apesar de já ter tornado público o seu voto nas últimas três eleições presidenciais, o Presidente do STF, Tribunal que é o guardião da Constituição, ratifica seu respeito por todas as agremiações partidárias, seus filiados e eleitores.

Secretaria de Comunicação do STF

2 comentários:

José Antônio disse...

Maravilha, Bond.

Que o JB se candidate e exponha sua plataforma e tente conseguir os votos da maioria da população.

Se quer fazer política é este o caminho e não fazendo-a de maneira camuflada como ministro (e presidente) do STF.

José Antônio disse...


"O Ministério Público de São Paulo e a Controladoria-Geral do Município (CGM) investigam 84 empresas suspeitas de integrar um esquema de cobrança de propina para zerar dívidas milionárias do IPTU, ocultação de reformas de grandes empreendimentos para reduzir o cálculo do tributo e até rebaixamento do padrão de construções de luxo para diminuir o valor venal do imóvel. Esse esquema beneficiou shoppings, igrejas e até universidades e era coordenado pela mesma quadrilha de fiscais da prefeitura que desviou mais de R$ 500 milhões do Imposto Sobre Serviços (ISS). Segundo a denúncia, em alguns casos o recolhimento do tributo caiu pela metade. “Não é possível estimar ainda o prejuízo aos cofres públicos. A investigação está só no início, mas dá para ter a ideia de que são muitos milhões de reais desviados”, diz o promotor Marcelo Mendroni, do Grupo de Atuação Especial de Combate aos Delitos Econômicos.

A julgar pelas cifras contabilizadas em 2009 por uma Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara Municipal da cidade, o rombo seria bilionário. A CPI concluiu que, entre 2003 e 2008, durante as gestões de José Serra (PSDB) e Gilberto Kassab (PSD), cerca de três milhões de metros quadrados de construções estavam irregulares e R$ 10 bilhões teriam sido drenados dos cofres públicos. No ano passado, quando a Câmara Municipal autorizou Haddad a aumentar o imposto, o plano original previa que a arrecadação do IPTU teria aumento de 72% até 2017. Isso significaria uma elevação da receita anual do município próxima de R$ 4 bilhões. Se os desvios estiverem perto da casa dos R$ 10 bilhões e ao menos metade dessas verbas drenadas pela corrupção for recuperada, a prefeitura terá em caixa dinheiro para realizar investimentos em áreas como saúde e educação.
"

http://www.istoe.com.br/reportagens/348127_IPTU+FALTAM+RECURSOS+SOBRA+CORRUPCAO?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

D. Lucia, a senhora sabe o que significam 10 bilhões drenados dos cofres públicos?

Quantos "mensalões", nas contas de chegar do Ministro Joaquim Barbosa, isso vale?

E quando for comprovado que os supostos 100 milhões de verbas públicas desviados pelo PT eram, na verdade, invencionice do JB para dar credibilidade a uma tese sem pé nem cabeça?

Dez bilhões, D. Lucia. Dez bilhões!!!

E a senhora enche a boca para falar no "maior caso de corrupção no Brasil" e silencia sobre dez bilhões, D. Lucia?

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS