sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

O MINISTRO GILMAR MENDES E A BUSCA COMPULSIVA POR HOLOFOTES

JURISTA BANDEIRA DE MELLO DÁ DURA RESPOSTA A GILMAR MENDES


Gilmar Mendes quer estar na crista da onda, diz Bandeira de Mello
Jurista rebate novas críticas de ministro às doações aos petistas condenados no mensalão
Jornal do Brasil - 14/02/2014

O jurista Celso Antônio Bandeira de Mello rebateu, nesta sexta-feira (14), as críticas que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, fez às doações para o pagamento das multas dos petistas condenados no julgamento do mensalão. De acordo com Bandeira de Mello, trata-se de uma tentativa de surfar "na crista da onda."

"Não vejo nenhum sentido no que foi dito pelo ministro. O que vejo é a extensão da solidariedade das pessoas e acho que ele ficou espantado com isso. Tanta gente fazendo doações, com importâncias significativas, e em tão pouco tempo, devem tê-lo deixado espantado", afirmou Bandeira de Mello.

As críticas de Gilmar Mendes estão numa carta enviada ao senador Eduardo Suplicy (PT-SP), afirmando que as doações “sabotam e ridicularizam” o cumprimento das penas. “A falta de transparência na arrecadação desses valores torna ainda mais questionável procedimento que, mediando o pagamento de multa punitiva fixada em sentença de processo criminal, em última análise sabota e ridiculariza o cumprimento da pena – que a Constituição estabelece como individual e intransferível – pelo próprio apenado, fazendo aumentar a sensação de impunidade que tanto prejudica a paz social no país”, escreveu Gilmar Mendes na carta.

Bandeira de Mello retruca, afirmando que as doações foram uma resposta da população ao julgamento dos mensaleiros. "Essas pessoas não concordaram com as sentenças e procuraram mostrar que o julgamento foi político. Se eu estivesse na posição do ministro, não faria esse escândalo em torno desse assunto. Tantas pessoas contribuíram com tanto dinheiro que mostra que houve um total desacordo com a decisão do STF, e ele fica levantando essas suspeitas. Talvez queira estar na crista da onda ou intimidar as pessoas."

O jurista prossegue, afirmando que todas as contribuições foram feitas com "extrema clareza", com informações ao Imposto de Renda. "Está tudo muito claro. Não há motivo para essa suspeita, não há nada que justifique isso. Quando alguém fala em lavar dinheiro, é porque há pretensão de se usar esse dinheiro novamente e, nesse caso, não. O dinheiro está sendo doado, vai embora, não será reutilizado. As pessoas estão se desfazendo do dinheiro e, portanto, não tem lógica nenhuma nessa desconfiança e nem na possibilidade de ser lavagem de dinheiro. Não tem lógica nisso, a não ser que o ministro tenha visto outra lógica que eu não percebi", disse.

Bandeira de Mello, que foi um dos doadores, afirmou que vai continuar doando. "Principalmente quando se tratar de pessoas que eu admiro, como o José Dirceu e o José Genoino. Mas não pretendo ser um eterno doador e nem sou do PT. Quando voto, voto no Psol porque tenho grande admiração pelo Ivan Valente e, por isso, voto no partido dele."


Esta não foi a primeira vez que Gilmar Mendes criticou as doações ao petistas condenados no julgamento do mensalão. Em outra ocasião, ele insinuou que elas poderiam ser lavagem de dinheiro. Suplicy havia afirmado que gostaria de ouvir explicações do ministro, motivando a sua carta. Celso Antônio Bandeira de Mello já havia rebatido essas primeiras críticas de Gilmar Mendes: "Como doador, me senti ofendido, porque Gilmar Mendes lançou publicamente uma suspeita sem provas e fui atingido por ela. Estou chocado."

10 comentários:

José Antônio disse...

Como vimos, hoje, Bond, aqui mesmo neste blog, parece haver uma epidemia de ilações a partir de "suspeitas".

Ora, alguém "suspeita" de alguém, logo este "suspeito" deixa imediatamente a categoria de "suspeito e entra, em seguida, na categoria de "culpado".

Eu suspeito de muitas coisas. Inclusive de vários comentadores(as) aqui do blog, vários órgãos de imprensa, vários partidos, vários juízes, vários jornalistas, vários apresentadores(as) de tele-jornais, etc.
Só me atrevo a fazer alguma acusação quando existem fatos inequívocos que corroborem as minhas suspeitas.

Para um juíz do Supremo, este comportamento de levantar "suspeitas" sem provas, conceder 2 hábeas corpus em menos de 24 horas para indivíduos flagrados diante de comportamentos inaceitáveis, acusar sem provas um ex-presidente da república, denunciar uma grampo telefônico entre ele e um Senador amigo posteriormente reconhecido como bandido, sem comprovar que, efetivamente, foi vítima de grampo, tudo isso, para mim, me parece extremamente suspeito.

José Antônio disse...

Gilmar Mendes pede 'vaquinha' para reaver R$ 100 milhões do mensalão

"Após receber um ofício do senador Eduardo Suplicy (PT-SP) cobrando explicações sobre as suspeitas levantadas contra as doações para petistas condenados no processo do mensalão, o ministro Gilmar Mendes enviou uma carta ao parlamentar e sugeriu a realização de uma vaquinha para ressarcir "pelo menos parte dos R$ 100 milhões subtraídos dos cofres públicos".

No documento, Mendes diz ter certeza que Suplicy "liderará o ressarcimento ao erário" e comenta que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, que conseguiu num único dia arrecadar R$ 600 mil, poderá emprestar sua "expertise" para colaborar na recuperação do dinheiro desviado pelo mensalão.

"Não sou contrário à solidariedade a apenados. Ao contrário, tenho a certeza que Vossa Excelência liderará o ressarcimento ao erário público das vultosas cifras desviadas (...) Quem sabe o ex-tesoureiro Delúbio Soares com a competência arrecadatória que demonstrou – R$ 600 mil num único dia, verdadeiro e inédito prodígio!– possa emprestar tal expertise", diz trecho da carta.
"

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/02/1412215-em-carta-a-suplicy-gilmar-mendes-pede-vaquinha-para-recuperar-r-100-milhoes-do-mensalao.shtml

O Ministro, ao menos, já que não tem o senso de justiça, deveria ter o senso do ridículo.

H.P. disse...

E LÁ SE VAI ELE!

"...A revista Veja deste final de semana publica reportagem assinada por Hugo Marques, segundo as quais o ministro Joaquim Barbosa declarou que vai sair do STF depois do julgamento dos embargos infringentes dos mensaleiros e poderá disputar a presidência da República. Os embargos infringentes começaarão a ser examinados na quinta-feira. Sobre a candidatura em 2014, ele descarta. "Isso é uma grande bobagem. Não sou candidato a nada", diz ele. "Não sou político". No entanto, ele admite que pode vir a ser. "Tenho 59 anos de idade. Pode ser que daqui a três ou quatro anos, eu mude de ideia", afirma, abrindo a possibilidade de uma candidatura em 2018.

. O presidente do STF fez também uma revelação. Disse que o partido com o qual mais se identifica é o PT. "Mas é o PT antigo, não esse PT de hoje, tomado por bandidos, pela corrupção. Em termos de ideias, seria o PT de antes da candidatura do Lula".


. Na entrevista, o ministro disse que votou em Lula e em Dilma, e que não se arrepende.

. Joaquim Barbosa atribui sua intenção de sair ao cansaço. "Estou há quase 11 anos no STF. Sou favorável a um mandato de doze anos. Acho que já chegou a hora de sair", diz ele.

A reportagem também revela que Barbosa foi convidado a se filiar por duas legendas – as quais ele não revela. Teria recusado por não se identificar com nenhuma delas. Uma possibilidade é que tenha sido convidado pelo PTB de ninguém menos que Roberto Jefferson, que vem sendo "esquecido" por Barbosa e disse, durante o julgamento, que ele seria um ótimo candidato a presidente da República. Outro convite, público, foi feito por Romário, do PSB, para que ele disputasse o Senado pelo Rio de Janeiro.

Postado por Polibio Braga

LRM disse...

Essa expertise dos mensaleiros para arrecadar dinheiro é uma forma muito inteligente a ser empregada no ressarcimento dos país. Eles precisam indenizar o Brasil em cerca de 100 milhões. Acho que em 30 dias eles conseguem. Petista rico é o que não falta e todos eles, sem exceção, são grandes "patriotas" que "amam" o povo e o Brasil.

Essa capacidade que os petistas exibem, de gerar dinheiro para si, já chamou a atenção até do milionário Warren Buffet.

É um desperdício manter esses "gênios financeiros" presos na papuda. Tinha que prendê-los é no Banco Central.

José Antônio disse...

Bom dia, D. Lucia. Já tomou seu suco de hemácias, hoje?

Gilmar Mendes não sabe o que diz ou não diz o que sabe

http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/colunista/48_PAULO+MOREIRA+LEITE

Se o Warren Buffet está impressionado com o PT é por que ele ainda não conhece do que é capaz o Gilmar Dantas.

Anônimo disse...

Em se tratando de dinheiro público, o que deveria ser ressarcido são aqueles R$ 100 BILHÕES surrupiados por essa corja de ladrões com a Privataria Tucana. Alí sim, houve de fato dinheiro público. Será que essa anta pensa que não sabemos disso? Ora, vá se lascar!!! OBS: Se alguém tem saco pra ler os comentários dessa burra, que sejam voces... eu não!

lrm disse...

Sr. Anonimo. Para quem diz nao ter saco para ler meus comentarios, posso deduzir que vossa eminência é um de meus mais fiéis leitores.

Anônimo disse...

Até pra deduzir alguma coisa é burra.

José Antônio disse...

O que esperar de alguém que já foi reprovada várias vezes em "Introdução à Lógica Básica para Principiantes I"?

Para saber deduzir é preciso, ao menos, coordenar os próprios neurônios.

José Antônio disse...


Como vêem a carapuça serviu.

O nome de D. Lucia sequer foi citado pelo no comentário do anônimo. No entanto, D. Lucia Ramos Moreira, que agora assina como LRM ou lrm, "deduziu" que ele estava se referindo a ela quando este se disse sem saco para ler os comentários de "uma burra".

O anônimo tem toda a razão.



EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS