sábado, 15 de fevereiro de 2014

APAGÃO DE ENERGIA NÃO ! MAS DE CREDIBILIDADE E PATRIOTISMO DA IMPRENSA SIM !


Dizem que ser patriota está fora de moda. Parece que grande parte de nossa imprensa reza por essa cartilha.

Como explicar, a CAMPANHA CRIMINOSA que está em curso, alardeando um risco de APAGÃO e RACIONAMENTO de energia, muito além da realidade e probabilidade de que isso venha de fato a ocorrer.

Não é querer que a imprensa oculte ou minimize problemas que existem no país, o que não se admite, entretanto, é que ela aumente, invente e crie um ambiente totalmente desfavorável para o Brasil, causando dúvida injustificável em possíveis investidores nacionais e internacionais.

Sistemas de Geração e transmissão de energia estão sujeitos, NO MUNDO TODO, a ocorrência de falhas ou interrupções, que podem ter origem em vários fatores, alguns deles climáticos.

As USINAS ATÔMICAS do Japão sofreram sério abalo com um TSUNAMI. As recentes NEVASCAS nos EUA, deixaram milhões de americanos sem energia por muitas horas, aumentando o sofrimento das pessoas, causado pelo frio intenso, acima do suportável.

No Brasil vivemos o pior VERÃO dos últimos 90 anos. A conjugação de ONDA DE CALOR com ESTIAGEM, no Sul e Sudeste, fez com que reservatórios de Hidrelétricas e Companhias de Abastecimento de ÁGUA, chegassem a níveis críticos. Térmicas foram acionadas (É para isso que elas existem), e o excedente de energia da REGIÃO NORTE foi transferido pelos LINHÕES. 

Até agora funcionou perfeitamente, e nem mesmo a interrupção de energia que parte do SUL/SUDESTE sofreu a cerca de 15 dias, durante aproximadamente 1 hora, pode ser considerada como uma falha grave ou algo preocupante.

O que nossa imprensa deveria estar dizendo, é que o Brasil hoje tem reserva de energia, que continua investindo em mais GERAÇÃO e TRANSMISSÃO, que tem passado pela ESTIAGEM e paralelo crescimento de consumo devido ao forte CALOR, de forma segura, diferente do que ocorreu em 2001/2002, quando os RESERVATÓRIOS ficaram tão baixos como hoje, mas, não havia reserva, não haviam TÉRMICAS, não haviam linhas de transmissão para remanejar energia, e sofremos vários APAGÕES GRAVES  e RACIONAMENTO, que afetou gravemente o curto e médio prazo de desenvolvimento do país. A imprensa deveria dizer isso, por ser a VERDADE, por ser a prova de que o Brasil de hoje está melhor preparado para enfrentar problemas de estiagem, do que estava em 2002.

Acontece que nossa imprensa (grande parte dela / MONOPÓLIOS VERGONHOSOS) além de não primar por ter postura de defesa dos interesses do país, ainda atua como braço de partido político da oposição. E aí parte para as manchetes MANIPULADAS - APELATIVAS, ao invés de abordar o assunto de forma equilibrada, apontando falhas, mas, sem fazer campanha de TERRORISMO MIDIÁTICO.

A chuva que já começa a cair na região SUL e SUDESTE, deve em breve recompor os níveis dos nossos reservatórios, com a queda da temperatura a demanda por energia vai diminuir e a situação terá sido superada, com competência. Como sabemos que a tendência de repetição dessas ONDAS DE CALOR E ESTIAGENS é crescente, convém sim, fazer uma grande CAMPANHA por uso racional da energia, com programas que incentivem o CONSUMO CONSCIENTE. Convém ainda aumentar o investimento em energia SOLAR e EÓLICA, além de finalizar obras que estão em andamento como a USINA ANGRA 3 e as HIDRELÉTRICAS da Região Norte.

O que os brasileiros esperam é que o governo administre bem essa questão da energia, que se empenhe em ser mais competente e precavido, e que a imprensa pare de fazer TERROR, tenha responsabilidade com a informação que publica e, se não for pedir muito, que tenha um pouco de amor por nosso país.

Lobão: país tem sobra de energia para garantir fornecimento em momentos difíceis
14/02/2014  - Brasília
Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou hoje (ontem - 14/02) que o risco de desabastecimento de energia elétrica no país é mínimo. No entanto, ressaltou Lobão, existe sempre uma taxa mínima de risco, se as condições forem absolutamente adversas, se não houver chuva.

“Como não contamos com esse quadro, eu tenho que entender que esse risco praticamente não existe”, destacou o ministro, que participou da apresentação do novo diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Reive Barros dos Santos.

Lobão é o presidente do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, que apresentou ontem (13) relatório sobre o suprimento de energia para este ano. “Os reservatórios estão baixos, mas estamos vendo os estudos, que indicam boas possibilidades de chuvas daqui para a frente. O que nós dissemos no relatório foi uma palavra de segurança para o consumidor dizendo que o sistema é bom e planejado. Nós temos sobra de energia para garantir o fornecimento em momentos difíceis como esse”, acrescentou.

O ministro falou ainda sobre o déficit de R$ 5,6 bilhões para 2014, apresentado pela Aneel, e o impacto que pode haver na conta de luz dos consumidores. Ele informou que ainda hoje terá uma reunião com representantes do Tesouro Nacional para discutir o assunto, mas que o momento ainda não é de tomada de decisão.

“O governo vai avaliar e decidir o que fazer. Estamos estudando o cenário inteiro e depois tomaremos alguma decisão, sobretudo do ponto de vista do Tesouro. Mas não há, neste momento, nenhuma fixação de regras, normas e decisões”, disse Lobão.

7 comentários:

LRM disse...

"Risco" de apagão Sr. Bond? Não me faça rir. O Governo Dilma já ostenta quase uma dezena deles, sempre com a desculpa esfarrapada de queda de raio. Em governos ruins até os raios caem 10 vezes num mesmo lugar. Mas, claro, sempre se pode arranjar um culpado adicional, como a estiagem. Ocorre que, no ano passado, o regime de chuvas estava normal, e tome apagão de novo.

O PT é um apagão só. Apagão dos aeroportos, dos hospitais, da ética e também da energia. 12 anos de governo e a culpa ainda é do FHC que, ao menos, foi honesto em apontar as causas do apagão do seu governo. Exigir a mesma honestidade do PT é como mandar um peixe voar no espaço.


José Antônio disse...


D, Lucia, o que a senhora entende sobre honestidade?

Até agora nunca vi nada em seus escritos que demonstrem seu conhecimento sobre esta palavra que a senhora usa tanto.

A começar da honestidade intelectual que a senhora prima por ignorar.

P.S. Já tomou seu suco de hemácias hoje?

lRM disse...

Sr. José Antônio,
Comente as minhas idéias e deixe as injúrias pessoais de lado. Ainda que eu fosse tudo isso o que o senhor afirma que sou, e não sou, gostaria de vê-lo desmentir tudo o que afirmei. Não faça comigo o que senhor fez com um certo anônimo em outro post. Ofender a honra dos adversários é coisa de gente mesquinha.

José Antônio disse...


D. Lucia, mais uma vez, comprova a sua desonestidade intelectual.

Ao me atribuir ter ofendido a honra de um adversário, supostamente anônimo, D. Lucia ignora ou finge não ter viso que este anônimo tinha antes ofendido várias pessoas, entre as quais me incluía.

E D. Lucia ainda tem a coragem de concluir seu comentário com esta pérola que só faz conformar o que eu disse:

"Ofender a honra dos adversários é coisa de gente mesquinha."


José Antônio disse...


Noruega: autor de massacre ameaça ‘greve de fome’ se não receber PS3

Anders Breivik cumpre 21 anos de prisão pelo massacre de 77 em Oslo, capital da Noruega

http://tecnologia.terra.com.br/noruega-autor-de-massacre-ameaca-greve-de-fome-se-nao-receber-ps3,1bc48d4922634410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html

"O norueguês Anders Breivik, autor do assassinato em massa de 77 pessoas em Oslo (Nor), ameaça fazer greve de fome se não ocorrer a troca de seu videogame na cadeia – o PS2 (Playstation 2) pelo Playstation 3 (PS3) – informa a agência France-Presse. Além do console, Breivik – que considera como “tortura” essas condições na cadeia – também pede jogos “mais adultos” e que ele tenha o poder de escolhê-los.

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia = LRM

Que me lembre, tivemos um grande APAGÃO - um evento digno desse nome, se não me engano em 2009, e
outras interrupções parciais e de curta duração. Prover um país do tamanho do Brasil de energia, não é tarefa simples. Desde o governo Lula, que recebeu como herança de FHC um país sem energia, sem petróleo, sem gás para as poucas térmicas que possuía, e sem projetos ou obras nesse setor vital para o desenvolvimento, que a situação vem se modificando.

O governo do PT tem falhas, tem, mas, ainda assim, foi nos últimos 11 anos que voltamos a ter investimentos em USINAS, REFINARIAS, EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO e GÁS, LINHAS DE TRANSMISSÃO e ENERGIAS ALTERNATIVAS.

Os números estão aí para confirmar o que digo. Não é uma questão de achar ou deixar de achar, são fatos.

Anônimo disse...

Lacouture sobre general vietnamita Vo Nguyên Giap em 1952.

Giap tinha no seu palmarés as façanhas únicas de enfrentar três grandes potências - o Japão, a França e os Estados Unidos(e todo poder de sua midia) -, e derrotar duas delas sem apelo nem agravo. No pós-guerra vietnamita era uma lenda viva, mas também uma personagem incómoda para os dignitários do poder, que faziam o possível(através midia) por silenciá-lo.

"Ele sabe escolher o momento favorável, a operação mais perturbadora para os adversários, e também a mais impressionante para as opiniões públicas de Hanoi, de Saigão ou de Paris. Política, propaganda e estratégia estão constantemente ligadas em cada uma das suas acções".

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS