sábado, 18 de janeiro de 2014

MARTA SUPLICY CONDENADA - JUSTIÇA TEM VÁRIOS PESOS E VÁRIAS MEDIDAS


Eu tenho uma grande dificuldade em entender algumas posições da nossa Justiça. A sensação é que cada juiz decide o que lhe dá na cabeça, e que não existe a mínima coerência e convergência nas decisões em situações bastante semelhantes.

Pessoalmente sou contrário a essas parcerias com ONGs, principalmente quando acontecem sem licitação, e quando ONGs de competência pra lá de duvidosa assumem certas funções e programas. Mas, repito, não entendo como alguns governantes fazem isso, (CONTRATAM ONGs SEM LICITAÇÃO) de forma continuada, com gastos altíssimos para os cofres públicos, e nada acontece, e outros, acabam condenados, como agora é o caso de Marta Suplicy. A saúde pública no Rio de Janeiro, Estado e Município, tem uma série de ONGs administrando UPAs / Programa da Família / Clínica da Família - Nunca ouvi falar em concorrência. Tem ainda muita empresa escondida por trás da fachada de ONGs e COOPERATIVAS atuando em vários ramos - CULTURA - SERVIÇOS - por todo o Brasil, e nada acontece.

Eu não sei se a Ministra Marta Suplicy merece essa condenação, mas, sei que se a JUSTIÇA colocasse de verdade um FIM nessa FARRA de ONGs e TERCEIRIZAÇÕES, A SITUAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS, EM ESPECIAL NA ÁREA DE SAÚDE, MELHORARIA MUITO.

Marta Suplicy vai recorrer de condenação por improbidade administrativa
18/01/2014 - Justiça
Alex Rodrigues - Repórter Agência Brasil

Brasília - A ministra da Cultura, Marta Suplicy, vai recorrer da condenação por improbidade administrativa. Caso a medida não seja revertida, a ex-senadora perderá os direitos políticos por três anos e ainda terá que multa de cinco vezes o valor atualizado do salário que recebia entre os anos de 2001 e 2005, quando era prefeita de São Paulo.

Segundo a assessoria do Ministério da Cultura, Marta e seus advogados particulares já estão discutindo a sentença da 1ª Vara da Fazenda Pública da Justiça de São Paulo, publicada no Diário da Justiça estadual do último dia 10.

A decisão do juiz Alexandre Jorge Carneiro da Cunha Filho proíbe a ministra de assinar contratos com o Poder Público, receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia majoritária. A proibição também tem validade de três anos.

A denúncia por improbidade administrativa foi apresentada pelo Ministério Público estadual. Segundo o documento, a prefeitura de São Paulo contratou a organização não governamental (ONG) Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual sem licitação quando era prefeita da capital paulista.

No mesmo processo, também foi condenada a ex-secretária de Educação Maria Aparecida Perez. Ela foi condenada às mesmas penas que Marta. Já a ONG foi condenada a pagar multa de 10% do valor do contrato original firmado com a prefeitura de São Paulo (R$ 373.119,19, em 2002), quantia que deve ser atualizada, além de estar proibida de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais por três anos.

A Agência Brasil não conseguiu localizar Maria Aparecida. Na ONG, ninguém atendeu aos telefones de contato.

Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

4 comentários:

José Antônio disse...


A prefeitura de S. Paulo têm tido ótimos e probos administradores:

Maluf, Pitta, Serra, Kassab e outros igualmente honestos.

Os que receberam punições foram: Erundina e Marta Suplicy. Provavelmente por que seus padrões de honestidade não se equivalem aos da população da cidade.

Cuidado Haddad. Estão de olho em você.

BONDeblog S. O. disse...

jOSÉ

MUITO BEM LEMBRADO.

Muito bem alertado.

lucia Ramos Moreira disse...

Incrível. Juízes condenam pessoas todos os dias. Mas quando condenam petistas parece que produziram um ato abominável.
O Sr. Bond não parece muito interessado em saber o que essa senhora Marta Suplicy fez para merecer condenação. Deve estar pensando que os juízes têm uma espéçie de tara para punir petistas. Também não deve ter passado na sua cabeça que a ex-prefeita de São Paulo certamente contou com os melhores e mais caros advogados do país e, mesmo assim, nada adiantou. Certamente a coisa errada deve ter sido assim, BEM ERRADA MESMO.
Para quem sempre diz que Juiz no Brasil só condena PRETO, POBRE e PROSTITUTA , vejo com grande satisfação a condenação de uma Branca, Rica e que nunca teve que se prostituir.

Ainda há Juízes em Berlin.

Anônimo disse...

Querida Lucia,

Lindo e lúcido, como sempre, o seu texto.

Um blog de gente de esquerda e simpatizantes do PT berrando contra a condenação pela justiça de um verdadeiro exemplar da elite branca paulistana, não tem preço.

Nunca pensei que viveria o suficiente para assistir isso.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS