sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

CRACOLÂNDIA DE SÃO PAULO - QUEM SERÃO OS VERDADEIROS TRAFICANTES ?? - VÍDEO DA AÇÃO DO DENARC

VÍDEO


A polícia terá sempre o apoio da população para combater o tráfico e manter a ordem. A polícia terá sempre o repúdio dessa mesma população, toda vez que agir com truculência, de forma burra e pouco transparente.

Folha.com
Policiais civis de SP são suspeitos de comandar tráfico na cracolândia
DE SÃO PAULO - 24/01/2014 


A Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo investiga se parte do tráfico na região da cracolândia é comandada por dois policiais civis, um deles do departamento criado unicamente para combater esse tipo de crime: o Denarc.

Ontem, em busca de informações sobre esses policiais, agentes em um carro da Corregedoria da Polícia Civil acompanharam à distância a operação na região.

A Folha apurou que a prisão desses policiais deve ser acelerada porque a presença desse veículo foi notada, o que pode provocar a fuga dos dois suspeitos.

A Polícia Civil confirmou que um carro da Corregedoria esteve no local. Disse, porém, que o órgão foi acionado pelos usuários da cracolândia, durante a ação policial, por causa de supostos excessos.
A operação na cracolândia visava prender traficantes, segundo o Denarc.


A reportagem apurou que, para a cúpula da polícia, a prisão desses suspeitos não tem ligação com os policiais corruptos e, por isso, foi apoiada pela diretoria do departamento e pela Secretaria da Segurança Pública.

A pasta divulgou nota atestando que a ação "legítima".

No texto, o governo também reforçou a versão da polícia de que não foram usadas balas de borracha contra os usuários de crack. Vítimas dizem que houve disparos desse tipo de munição.


'DESASTROSA'

"Dez carros da Polícia Civil fecharam a via e fizeram um incursão desastrosa com bala de borracha e bomba", disse o secretário municipal da Segurança Urbana, Roberto Porto, que presenciou a ação da polícia.

A diretora do Denarc, Elaine Biasoli, nega que ação tenha sido desastrada ou que seus policiais tenham utilizado munição de borracha.

Admite o uso apenas de bomba de efeito moral.

"Teve esse confronto por quê? Porque eles vieram para cima. Temos viaturas danificadas, policiais feridos."

Segundo a delegada, as espingardas calibre 12, usadas para disparar balas de borracha, vistas no local estavam descarregadas: "Nós estamos sem bala de borracha. Nós fizemos o pedido, mas elas ainda não chegaram. [A espingarda] Era só para intimidar".

A delegada rebateu as críticas feitas pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e negou que operação tenha sido "surpresa".

"Não é operação surpresa. Nós temos ação diária, costumeira, rotineira, na cracolândia. Desde dezembro, prendemos 65 traficantes só na cracolândia."

3 comentários:

José Antônio disse...


Bond,

Talvez comece a fazer sentido a frase proferida pela Diretora do DENARC:

"— Foi certíssima! — disse ela, enfática, quando questionada sobre a ação dos policiais. "

Fonte:

http://oglobo.globo.com/pais/denarc-nega-uso-de-bala-de-borracha-diz-que-acao-na-cracolandia-foi-certissima-11385589

Naturalmente, tudo depende dos objetivos que foram procurados ao se fazer tal operação.

Com a palavra o DENARC.

José Antônio disse...


E, voltando ao assunto do péssimo resultado obtido pelos os médicos recém formados no exame do CREMESP.

O jornal "O Globo" publica, hoje, aquilo que todos sabíamos e que eu não canso de repetir aqui:

Prova do Conselho de Medicina reprova 71% dos recém-formados em faculdades particulares

"SÃO PAULO e BRASÍLIA– Médicos recém-formados em faculdades particulares obtiveram o maior índice de reprovação no exame aplicado em 2013 pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). De acordo com o resultado da avaliação, divulgado pela entidade, 1.684 dos 2.843 participantes que estudaram em São Paulo foram reprovados – 60%. Dos novos médicos que estudaram em faculdades privadas, 71% foram reprovados. Dos formados em instituições públicas, o índice de reprovação ficou em 34%. "

http://oglobo.globo.com/pais/prova-do-conselho-de-medicina-reprova-71-dos-recem-formados-em-faculdades-particulares-11392083

O único reparo que eu faço é que é mais correto utilizar o termo "PRIVADAS" no lugar de "particulares".

É necessário, agora, que a aprovação no exame do CREMESP, tal como no da OAB, seja obrigatória para o exercício da profissão.

Mais ainda. É necessário que em TODAS as outras áreas, principalmente as de engenharia, exames deste tipo sejam realizados.

A sociedade não pode ficar a mercê de diplomados sem a devida capacitação.

Que o MEC saiba que conta com o apoio da sociedade ao se defrontar com essas quedas-de-braço quando procura corrigir erros históricos.

BONDeblog S. O. disse...



Vai faltar médico.

Existe uma fase do aprendizado de medicina que é "vital".

Internato + Residência. Infelizmente com a crise que a saúde atravessa, não há quem deseje ser preceptor, não há quem encontre tempo e motivação para exigir dos formandos e recém formados, atenção, estudo, discussão de casos clínicos, prática dos novos ao lados dos antigos.

O ensino teórico é fraco e a parte prática está calamitosa.

Tem uma coisa também que é muito grave. Medicina é vocação, é missão, é dedicação ao próximo. Ninguém se transforma num bom médico, apenas pelo objetivo de ganhar dinheiro. Ainda há a falta de interesse de muitos jovens, que, na hora da aula e do caso clínico, estão olhando para seus aparelinhos, trocando torpedos e vendo bobagens na internet.

Meu amigo, é grave a crise.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS