quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O BONDINHO DE SANTA TERESA - SECRETÁRIO DE TRANSPORTES JÚLIO LOPEZ É RESPONSABILIZADO POR ACIDENTE E MORTE DE SEIS PESSOAS


A JUSTIÇA TARDA, FALHA POR NÃO VIR POR INTEIRO, MAS, CONSERTA O ABSURDO DO ARQUIVAMENTO PELO EX-PROCURADOS GERAL ROBERTO GURGEL, QUE LIVRAVA O PÉSSIMO SECRETÁRIO DE TRANSPORTES DO RIO DE JANEIRO, DE SER RESPONSABILIZADO PELO ACIDENTE EM SANTA TERESA.

Ninguém entendeu o motivo do ex-Procurador Geral da República ter arquivado o processo em que Julio Lopes, secretário de Transportes do Governo Sergio Cabral, era acusado de ser responsável (um deles) pelo acidente com o BONDE de SANTA TERESA, quando seis pessoas morreram e dezenas ficaram feridas. Gurgel também nunca explicou os motivos. Curioso é ver que nesse caso, o ARROGANTE Procurador não levou em conta que, JULIO LOPES, NÃO TINHA COMO NÃO SABER DAS PÉSSIMAS CONDIÇÕES QUE OS BONDES TRAFEGAVAM.

Colocaram a culpa no MOTORNEIRO e em algumas outras RAIAS MIÚDAS. Agora o caso parece que se encaminha para que a JUSTIÇA se faça, ao menos em parte, visto que, se fosse feita por inteiro, JÚLIO LOPES iria para a CADEIA, CONDENADO por homicídio culposo.


11/12/2013
Júlio Lopes é responsabilizado por acidente com seis mortos em Santa Teresa

Secretário de Transportes pode ser obrigado a pagar mais de R$ 6 milhões aos cofres públicos
ADRIANA CRUZ

Rio - A 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Cidadania, do Ministério Público, propôs ação civil pública de improbidade administrativa e ressarcimento aos cofres do estado de R$ 6.312.678,00 contra o secretário Estadual de Transportes, Júlio Lopes, o presidente da Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística, Carlos Eduardo Carneiro Macedo, e a Diretora de Engenharia e Operação da Central, Ana Carolina Vasconcelos. Eles foram responsabilizados pelo acidente com o bonde de Santa Teresa que resultou em seis mortes e 57 feridos, em 27 de agosto de 2011.


Na ação, o promotor Alberto Flores Camargo sustenta que 'tratava-se de tragédia anunciada, pois, ao longo dos anos, o que se verificou foi a paulatina degradação das atividades e equipamentos empregados no serviço de transporte prestado pelo sistema de bondes operado no bairro de Santa Teresa. Tal tragédia poderia e deveria ter sido evitada pelos Requeridos, que nada fizeram', escreveu o promotor. Em nota, a assessoria do secretário informou que desconhece a ação do Ministério Público.

Em maio deste ano, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, assinou a decisão do Ministério Público Federal (MPF) que arquiva a investigação contra o secretário. De acordo com a assessoria do MPF, Gurgel não comentou as razões do arquivamento, pois estava em Maputo à época, capital de Moçambique, para tratar da relação entre os países.

2 comentários:

H.P. disse...

Ninguem nunca entende o que o Gurgel do "ministério" fez e o porque fez. Mas, será que a Globo sabe?

Vamos a mais uma grande "novidade", na Lapônia, é claro. Pois aqui parece NÃO SER NOVIDADE ALGUMA:

ASSASSINATOS. MANIPULAÇÃO DE RESULTADOS NO FUTEBOL.

Plim, plim

Saia justa para a TV Globo do Amapá. Seu principal âncora no jornalismo, Seles Nafes, também é assessor do empresário Luciano Marba, do ramo de segurança, preso recentemente pela PF sob acusação de mandar matar o sócio. Este segundo patrão de Seles Nafes também responde à Justiça por manipulação do futebol local, atividade hipersensível para a TV Globo(ultimo segundo IG)...".

Anônimo disse...

A JUSTIÇA SÓ MANDA DESCER A PORRADA, NAS "INVASÕES" DAQUELES QUE NÃO TEM NADA. OU SEJA, PRETOS, PROSTITUTAS, POBRES E, AGORA, PETISTAS.

PARA A GLOBO, ELITE, OS BACANAS, A JUSTIÇA E OS GOVERNOS DE DIREITA PSDB/DEM/PPS, ADULAM, DEIXAM PRÁ LÁ E LAMBEM SUAS PATAS.

ONZE MILHÕES (11.000.000,00) foi o que a GLOBO EMBOLSOU nessa "invasão". Quantas casas do minha casa minha vida seriam construídas?

29 DE MARÇO DE 2010 - 13H14
Record denuncia:
Globo invade terreno. Governo de SP, GERALDO ALCKMIM DO PSDB, se omite.

Neste domingo (28/3), por 12 minutos, o programa Domingo Espetacular, da Record, veiculou reportagem sobre os bastidores do que chamou ser doação do terreno anexo à sede da TV Globo ao Governo de São Paulo. Segundo a reportagem, o terreno teria sido invadido pela emissora da família Marinho.

A reportagem alega que o terreno teria sido anexado indevidamente pela emissora carioca e, agora pretende construir uma Escola Técnica (Etec) no local em parceria com o governo paulista. A matéria foi ao ar no último domingo (28/3).

O espaço, localizado no Brooklin, é avaliado em R$11 milhões. Em reportagem exibida meses atrás, a Record questionou as grades em volta de um terreno público e comenta a construção da Etec como uma tentativa de "mascarar o ato ilegal e a omissão do Estado".

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS