segunda-feira, 25 de novembro de 2013

POLÍCIA FEDERAL NO CALCANHAR DO PSDB - AÉCIN FICA PUTIN PORQUE CARDOZIN MANDA INVESTIGAR TRENSALÃO TUCANO EM SÃO PAULO


"Quando a PF investiga algum adversário político, tido como adversário do governo, dizem que o ministro está instrumentalizando a PF para os desígnios governamentais. Mas quando a PF investiga aliados do governo, dizem que o ministro perdeu o controle da PF. Não há escapatória."


Parece até conversa de BÊBADO. 

O senador Aécio Neves - PSDB - MG - não gostou de saber que o Ministro da Justiça - José Eduardo Cardozo - CUMPRIU COM A SUA OBRIGAÇÃO e enviou à Polícia Federal, farta e explosiva documentação sobre o TRENSALÃO ou PROPINODUTO, que liga a SIEMENS ao TUCANATO de São Paulo, no escândalo dos CARTÉIS e LICITAÇÕES REGADAS À PROPINA.

Aécio queria que Cardozo tivesse no presente caso, que envolve vários TUCANOS de ALTA PLUMAGEM, além de alguns políticos aliados da BASE de Geraldo Alckmim, uma conduta diferente da que se adota, regularmente, em situações assim. Cardozo só mandou que a Polícia Federal tome ciência dos fatos e, se for o caso, INVESTIGUE e remeta para a JUSTIÇA.

Quantas e quantas vezes, com base em nada, ou em acusações irresponsáveis e mentirosas, integrantes do governo e do PT foram linchados e jogados na lama, para depois (de investigados pela polícia ou MP) se constatar que não incorreram em nenhuma irregularidade ? A oposição é "useira e vezeira" em querer convocar para depor em comissões, políticos e ministros do governo, quando acusados até por bandidos fichados. Essa mesma oposição, (que mais uma vez está enrolada em uma grave acusação de corrupção) já até se reuniu com um PM de Brasília, um elemento cheio de broncas e nenhuma credibilidade, que contribuiu para derrubar o então ministro dos Esportes Orlando Silva, acusado de corrupto, execrado e depois inocentado.

Mas, agora, começando por AÉCINHO, o tucanato não quer a POLÍCIA no seu CALCANHAR. Vai que ela descobre alguma coisa e confirma metade do TREM de acusações contra os governos de COVAS, SERRA E ALCKMIN.



Cardozo diz que apenas cumpriu seu papel

Ministro diz que adotou procedimento padrão ao enviar para a Polícia Federal documentos recebidos de deputado sobre cartel de trens

Fausto Macedo e Ricardo Chapola - O Estado de S.Paulo


O ministro José Eduardo Martins Cardozo (Justiça) disse hoje que simplesmente cumpriu o seu papel e dever ao encaminhar para a Polícia Federal relatório que apontava suposto esquema de corrupção envolvendo políticos tucanos em cartel no setor metroferroviário de governos do PSDB em São Paulo, entre 1998 e 2008. Cardozo disse que o relatório, acompanhado de documentos, lhe foi entregue pelo deputado licenciado Simão Pedro (PT), secretário municipal de Serviços da gestão Fernando Haddad (PT).

O relatório não estava assinado, diz o ministro. O Estado identificou Everton Rheinhemer, ex-executivo da Siemens, como autor do documento. Ele fez delação premiada na Polícia Federal e na promotoria estadual – em troca do perdão judicial, conta o que diz saber sobre conluio de multinacionais e propinas para agentes públicos.

"Em junho, aproximadamente, o Simão me procurou e entregou essa documentação com o relatório e pediu-me que encaminhasse à PF. Ali tinha uma característica: era um relatório minucioso em alguns aspectos, acompanhado de cópias de documentos. Adotei o procedimento padrão. Mandei para a PF examinar a plausibilidade."

Cardozo disse que, nesses casos, a PF faz uma análise preliminar antes de decidir que procedimento deve seguir. Como a documentação fazia referência a propinas para políticos e também a cartel de trens – esta parte já sob investigação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) –, a PF em Brasília decidiu enviar a documentação com 16 apensos para a Superintendência Regional da PF em São Paulo, onde é conduzido inquérito sobre o caso.

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS