segunda-feira, 18 de novembro de 2013

PESQUISA IBOPE - JOSÉ SERRA ENGOLE AÉCIO NEVES E DILMA ENGOLE TODOS OS OUTROS CANDIDATOS

MARINA SILVA DESABA, EDUARDO CAMPOS FICA NA LANTERNA


Não tem MAS nem menos MAS, Pesquisa é foto do momento, e o momento mostra que apesar da MÃOZINHA da Mídia para tentar alavancar as candidaturas de oposição, Aécio estagnou, Serra tem mais intenção de votos do que ele, Campos segura a Lanterna e Marina Silva não sustentou a subida depois da meia união com o PSB. 


9 comentários:

José Antônio disse...

Pronto Bond,

Encontrei as taxas de rejeição completas.

Evolução entre 17 a 23 de outubro e 7 a 11 de novembro, portanto antes do fim de semana sangrento:

José Serra: de 47% para 49%
Eduardo Campos: de 39% para 42%
Aécio Neves: de 40% para 39%
Marina Silva: de 31% para 37%
Dilma Rousseff: de 38% para 34%

Resumindo: Todos, exceto Dilma e Aécio, tornaram-se mais rejeitados.

Aécio, entretanto, teve uma flutuação positiva marginal de apenas 1%. Na margem de erro.

Quem teve uma grande evolução, acima da margem de erro, foi Dilma que teve evolução positiva de 4%.

Destaque-se para Marina Silva, a menos rejeitada na pesquisa anterior, passou de 31% para 37%, em empate técnico com Aécio. O resultado negativo de Marina Silva, bem acima da margem de erro, já era esperado à medida em que os eleitores começam a conhecê-la melhor.

Eduardo Campos, tal como Marina, também vai acumulando rejeição: 3% mais rejeitado do que antes.

José Serra com 49% está quase no limiar em que não tem nenhuma chance de ganhar, pois quase 50% não votam nele de jeito nenhum.

http://www.ararunaonline.com/noticia/5442/eleicoes-2014-ibope-indica-dilma-com-43-aecio-14-e-campos-7

José Antônio disse...

Outra informação importante é a pesquisa expontânea:

"A presidente também aparece na primeira colocação quando da pesquisa espontânea, aquela em que o questionador não apresenta a lista de candidatos aos entrevistados, com 23%, seguida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (8%), Aécio Neves e José Serra (ambos com 5%), Marina Silva (3%) e Eduardo Campos (1%).

http://oglobo.globo.com/pais/dilma-aumenta-vantagem-sobre-aecio-campos-diz-ibope-10812326

Gostaria de comparar com os valores da pesquisa do mês passado.

Veja se encontra, Bond.

Lucia Ramos Moreira disse...

E o PT engoliu o dinheiro do mensalão.

José Antônio disse...

Bond, acho que já dá para fazer uma comparaçã entre as duas últimas pesquisas espontâneas:

Dilma Roussef: de 21% para 23%,
Luiz Inácio Lula da Silva: de 7% para 8%;
José Serra: de 4% para 5%;
Aécio Neves: permaneceu em 5%;
Marina Silva: de 6% para 3%;
Eduardo Campos: de 2% para 1%.

fonte:

http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/noticia/2013/10/ibope-mostra-dilma-com-41-aecio-com-14-e-campos-com-10.html

Em resumo:

Dilma + Lula passam de 28% para 31%. Mais ainda, ambos cresceram individualmente;

José Serra também subiu 1%, dentro da faixa de erro.

Aécio, não sobe nem desce;

Marina + Eduardo Campos, cada um caiu à metade. Se antes, ambos possuíam, no total, apenas 8%, agora, derreteram para 4%.


José Antônio disse...

Acho que a evolução dessas duas características (rejeição e voto espontâneo) mais importantes do que o "retrato" estático das pesquisas.

Isso demonstra o potencial que cada candidato tem para crescer ou cair.

Detalhe para a rejeição de 49% de José Serra. Isso pode significar que mais um pouquinho de rejeição poderia produzir o seguinte paradoxo: mesmo se fosse candidato único, José Serra poderia perder para ele mesmo... rsrsrs

Acho que essas informações podem valer um post, Bond.

-----

P.S. No comentário acima, onde se lê "comparaçã", leia-se "comparação".





José Antônio disse...

Uma pequena análise desses resultados, Bond:

Os dois mais conhecidos do eleitorado são, respectivamente, Dilma e Serra.

Com a taxa de rejeição descendente para a primeira e ascendente para o último, as chances do segundo vencer a primeira parecem mínimas, beirando a impossibilidade.

Aécio Neves parece imobilizado, tanto na rejeição quanto na espontânea. Ambos os índices são inquietantes. Taxas de rejeição beirando os 40%, têm impedido a vitória de qualquer candidato nessas circunstâncias. Aécio é menos conhecido que Serra, mas possui telhados de vidro muito frágeis. A medida que for mais conhecido e seu telhado começar a trincar, seus dados podem piorar ainda mais.

Eduardo Campos e Marina, são os menos conhecidos. Possuem, portanto, baixíssima taxa de votos espontâneos. O problema é que esses decaíram à metade, a medida que começaram a prestar declarações de como seria um governo com qualquer um dos dois.

Claramente perderam potenciais aliados.

Da mesma forma a taxa de rejeição dos dois subiu. A de Campos já ultrapassou o limite de segurança dos 40%. A de Marina caminha celeremente para ultrapassá-la.

Por último deixamos para analisar "o poste" de Lula.

Aquela que "empacou" nas pesquisas; aquela cuja "recuperação desacelerou; aquela cuja situação "não é muito confortável".

Bem, com tantas análises negativas, prefiro deixar de opinar. Eles devem saber o que falam, não?

José Antônio disse...

Mais uma outra tabela. (pena que não posso desenhar uma tabela aqui)

Relação entre votos espontâneos e rejeição:

Dilma + Lula: 31% espontâneos e 34% rejeição (Dilma);
Serra: 5% espontâneos e 49% rejeição;
Aécio: 5% espontâneos e 39% rejeição;
Marina Silva: 3% espontâneos e 37% rejeição;
Eduardo Campos: 1% espontâneos e 42% rejeição;

Agora temos não só o retrato plano, mas também a visão dinâmica, em perspectiva 3D.

José Antônio disse...

Mais um exercício com os dados acima, Bond.

Eu somei os espontâneos de Dilma e Lula, por que me parecem que estas intenções tendem a se adicionar.

Acho essa adição mais natural do que, por exemplo, entre as possíveis adições entre Marina + Eduardo Campos ou entre Aécio + Serra.

Mas, vamos lá. Digamos que não se somem. O que teremos?

Dilma: 23%;
Aécio + Serra: 10%;
Marina + Eduardo Campso: 4%.

Dilma sozinha tem mais votos que os 4 adversários somados: 23% x 14%.

Fica faltando Lula. Em um gesto de magnanimidade, vamos somar os 8% de Lula aos 14% dos outros.

O que temos?

Dilma (sozinha): 23%
Lula + Serra + Aécio + Marina + Eduardo Campos: 22%.

Agora, sim, ficou apertado. Deu até empate técnico, mas, ainda, com ligeira superioridade para Dilma.


BONDeblog S. O. disse...

José

Que trabalhão em, mas, ficou muito bom e deu uma visão melhor do que de fato a última pesquisa IBOPE nos mostra.

Curioso foi ver que o Estadão destacou que o povo quer mudança, mas...não confia em nenhum dos adversários de Dilma para fazer essa mudança.

Como eu disse no título -Dilma engole todos os candidatos / adversários.

Eu vou tentar montar uma matéria com esse seu trabalho.

Grande abraço

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS