quarta-feira, 16 de outubro de 2013

JORNAL EL PAÍS DÁ APOIO AO BRASIL - MARCO CIVIL DA INTERNET


El País: Marco Civil da Internet reflete a relação entre democracia e internet
Jornal do Brasil

O jornal espanhol El Paìs publica nesta quarta-feira (16/10) uma análise da sua especialista em Política Científica, Clara Marsan, sobre o esforço que o governo do Brasil tem feito para aprovar uma lei que visa regulamentar a privacidade e segurança na internet, após os documentos reveladores vazados pelo ex-consultor da Agência de Inteligência Americana, Edward Snowden. Marsan questiona a relação democracia versus internet e exemplifica afirmando que o Brasil já sinalizou que a internet e a democracia representa um conjunto inseparável e, por isso, o seu governo pretende liderar o desenvolvimento de regras fundamentais de uma "Constituição" do mundo virtual. 

Ela informa que o projeto brasileiro é chamado de Marco Civil da Internet e nasceu a partir de um processo participativo entre o governo brasileiro, a sociedade civil e as empresas do setor TIC do país. Desde 2009 o padrão está em desenvolvimento e deve ser votado na Câmara dos Deputados. A autora diz que o Marco Civil é ambicioso e inovador, que aborda 25 itens sobre as questões mais importantes relativas aos direitos e deveres dos internautas. "Sem dúvida, o Brasil vai democratizar a Internet com este sistema. Possui capítulos reservados pelo governo para a participação popular, transparência dos dados públicos e dever de aproximar os cidadãos à Internet, através da educação. Destina-se a reduzir o fosso digital na sociedade brasileira, promoção da alfabetização digital e a expansão da rede no território", elogia Marsan.

Brasil em destaque no Clarín

O Brasil também teve destaque no jornal argentino O Clarí, que publicou o discurso do ex-presidente Luiz Inácio "Lula" da Silva no 1º Congresso Internacional sobre Responsabilidade Social. Lula disse que a "Argentina e o Brasil não tem que entrar em conflito, porque, na verdade, um complementa o outro. E acrescentou: "O Brasil não pode ser rico por si só, não pode ser rico sozinho, temos que ser ricos juntos [se referindo à Argentina]". O Clarín destacou que Lula discursou por 90 minutos para uma plateia lotada de funcionários, pesquisadores e empresários que aplaudiram e estavam animados com os relatos do ex-presidente de como ele deixou de ser um líder sindical metalúrgico e a sua escalada até a presidência. 

O Clarín deu destaque ao momento que Lula fez menção à presidente do país, Cristina Kirchner e desejou uma rápida recuperação. Ele também disse que tanto Néstor Kirchner quanto Hugo Chávez são dois exemplos a seguir.

Nenhum comentário:

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

JOÃO DORIA E ACMN LEVAM UMA MERECIDA CHUVA DE OVOS EM SALVADOR - EM VÍDEO

OS OVOS CHOCARAM E APODRECERAM ASSIM QUE TIVERAM CONTATO COM A CABEÇA DOS DOIS PREFEITOS LEIA A MATÉRIA AQUI

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS