quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

TRAGÉDIA DAS CHUVAS – 1966 / 2011 – 45 ANOS DE INUNDAÇÕES E IRRESPONSABILIDADE. - NEGRÃO DE LIMA X SÃO SEBASTIÃO

RECORDAR É VIVER - NOSSO BLOG TEM HISTÓRIA - DE 1966 ATÉ 2011 E DE 2011 ATÉ 2016 - A HISTÓRIA SE REPETE -


Temporal, inundação e deslizamento de terra, prejuízo material, Cidades paralisadas e muitas mortes, não são nenhuma coisa nova na História do Estado do Rio de Janeiro e de sua Capital.

Completaram-se agora em janeiro de 2011, 45 anos de uma das maiores enchentes da Cidade do Rio de Janeiro, e, uma das que possui o mais curioso “motivo’ para ter ocorrido.

A fundação da Cidade do Rio de Janeiro tem como data o dia 1º de março, pois, conforme a história, nesse dia, em 1565 (há 145 anos) o português Estácio de Sá desembarcou por aqui e entre os morros Pão de Açúcar e Cara de Cão fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Estácio de Sá não só fez uma homenagem ao Rei de Portugal (Dom Sebastião) como ao Santo (São Sebastião) a quem escolheu para padroeiro da Cidade.


Diferente do que acontece em toda a parte, por pressão da Igreja Católica principalmente, hoje, 20 de janeiro, é considerado Feriado na Cidade do Rio de Janeiro, para comemorar o Dia do PADROEIRO, mas na data da fundação (1º. de março) não é feriado e a data acaba não tendo a lembrança e importância merecida.

Em 1965, no antigo Estado da Guanabara, governado por Francisco Negrão de Lima (Não existia o Município do Rio de JANEIRO) decidiu-se acabar com o feriado do dia 20 de janeiro, e passá-lo para o dia 1º de março, a partir do ano seguinte, corrigindo assim o que Negrão de Lima considerava (acertadamente em minha opinião) uma distorção no calendário oficial da Cidade.

Em 12 de janeiro de 1966, caiu sobre a cidade um dos maiores temporais já registrados em sua história. Quatro dias seguidos de chuvas fortíssimas que provocaram desabamentos, inundações e muitas mortes (Mais de 100 pessoas morreram) A População sofreu, e as autoridades impotentes diante do “dilúvio”, conforme diziam os jornais da época, levaram tempo para conseguir contornar a calamidade.

A ignorância e fanatismo de muitos, e o mau caráter de alguns, propalaram a versão de que a tragédia era uma “VINGANÇA DE SÃO SEBASTIÃO” em virtude da mudança do Feriado na Cidade.


O Governador Negrão de Lima decidiu então não brigar com o “Santo” ou com a “Igreja” e voltou atrás com o feriado, retornando no ano de 1967 para o dia 20 de janeiro (E depois dele ninguém mais quis comprar essa briga). Acontece que em 1967 houve outro temporal de proporções semelhantes. Certamente com esse, assim como com o anterior, “São SEBASTIÃO” não teve nenhuma relação.

Inúmeros outros temporais aconteceram no Rio de Janeiro depois disso, e, pouco foi feito para resolver o problema, Pior, os últimos governos do Estado e da Capital PERMITIRAM E SE OMITIRAM na questão das invasões e ocupações de áreas de risco. A favelização na Cidade do Rio de Janeiro assumiu proporções assustadoras nos 16 anos de mando de Cesar Maia e sua turma.


O ex-prefeito, em seus três mandatos, teve todo o tempo e dinheiro para fazer as obras que a Cidade precisava, mas, preferiu gastar com perfumarias, maquiagens e a “faraônica” e malfadada Cidade da Música. Ali, Cesar Maia enterrou R$ 750 milhões de Reais, sem concluir o projeto, e deixou para Eduardo Paes, o atual prefeito, um abacaxi de ter que empregar mais R$ 300 milhões para colocar o Elefante Branco para funcionar.

Apenas para que se tenha uma idéia da irresponsabilidade do ex-prefeito do Rio, (e de muitos outros governantes) em optar por gastar o dinheiro público sem levar em conta a prioridade da população, a Prefeitura do Rio possui agora um projeto que com aproximadamente R$ 600 milhões, vai resolver (?) a questão das inundações na Praça da Bandeira, Maracanã e parte de Jacarepaguá. Ou seja, Cesar teve dinheiro para investir e minimizar um dos mais graves problemas da Cidade, mas, preferiu a fama ilusória e os holofotes.

Pode-se até brincar com os “SANTOS”, ELES NÃO LIGAM, NEM SE VINGAM, AO CONTRÁRIO, PERDOAM, mas, com a Natureza não. Ela responderá sempre às agressões que sofre, invariavelmente com uma força muito maior e destruidora, e o homem, por toda a parte, está debochando da Natureza e a violentando.

Quando a desgraça acontece, ele culpa o “SANTO”.

<>

Fotos da Internet e que constam dos blogs:
<>

REEDITAMOS A ALGUNS PEDIDOS E DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE VISITAS QUE A PÁGINA RECEBEU E 

7 comentários:

Vincent van Blogh disse...

Caro Bond,

Você conseguiu, com o simples emprego da lógica, desmontar a tese da responsabilidade de S. Sebastião.

Entretanto, eu estou muito cabreiro, ainda, para saber o que o Lula andava fazendo nessa época, já que algumas outras "igrejas" o têm como responsável por todas as tragédias que ocorrem no país.

Vai que, naquela época, o Lula já andava aprontando?

Você tem alguma ideia?

Dora Regina disse...

Bond, você provou com esta postagem que hoje vivemos com os mesmos problemas de 45 anos atrás, nada mudou, as manchetes de jornais são as mesmas, nessa época eu tinha 12 anos e lembro muito bem que muitos desabrigados ficaram alojados no SESI(Vicente de Carvalho) que era em frente a minha casa.
Naquela época colocaram a culpa no Santo, e hoje a culpa é de quem?
Vamos fazer uma pesquisa e saber qual é o santo culpado pelas tragédias no Rio de Janeiro ou até mesmo no Brasil...Rsrsrr
Um abraço!

007BONDeblog disse...

VAN

Eu não acredito que São Luíz tenha nada com as recentes chuvas. Dessa mesma forma Santo Inácio é igualmente inocente, e não me consta que Lula tenha sido canonizado.

Como bem disse a Dora Regina em seu comentário, vamos arrumar outro "santo' para culpar.

Um abraço

007BONDeblog disse...

Dora

São Sebastião pagou a "conta" em 1966. Transformaram o Santo num ser "vingativo".

Passados 45 anos e nada mudou, essa que é a verdade. O que mata é a irresponsabilidade e o descaso, de governantes, mas, também dos governados.

A lembrança que tenho desse temporal de 66, eu tinha 9 anos, é de meu pai com uma alavanca, junto de outros vizinho, indo demolir uma pedra que tinmha rolado sobre uma casa perto de onde morávamos (e não era área de risco).

Um abraço

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis sans ordonnance
http://commandercialisfer.lo.gs/ acheter cialis france
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis ricetta medica
http://preciocialisgenericoespana.net/ comprar cialis

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jorge gonçalves Pereira disse...

Vou ficar na católica mesmo

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

PSDB - UM PARTIDO DE COVARDES E CONIVENTES COM A PREVARICAÇÃO

NÃO SÓ DE CORRUPTOS E ACUSADOS DE CORRUPÇÃO, MUITO MAIS DO QUE ISSO, O PSDB É UM PARTIDO DE POLÍTICOS COVARDES, OPORTUNISTAS (MURISTAS...

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS